Continuidades e mudanças da estrutura econômica alagoana (1989 – 2017)

Guilherme Carneiro Leão de Albuquerque Lopes

Resumo


O referido artigo tem como objetivo analisar as mudançasda estrutura produtiva de alagoana durante o período de 1989 a 2017, em verdade se houve essas transformações ou não. Para tanto, o estudo busca recuperar historicamente alguns elementos da economia alagoana, utilizando-se do método histórico-estrutural aplicado à análise regional. Com base nas análises realizadas, podemos concluir que no ínterim do estudo houve um nítido movimento de perda de participação dos setores mais dinâmicos da estrutura industrial alagoana concomitantemente com a elevada participação do setor de bens de consumo não duráveis dentro da pauta produtiva. Em Alagoas, esse movimento é fruto da perpetuação e fortalecimento do grupo político-econômico-social, os usineiros,na regência das relações (ou a ausência delas) capitalistas e industriais de produção.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.28998/repd.v9i22.8748