Política econômica e social brasileira: neoliberalismo e social desenvolvimentismo

Lívio Andrade Wanderley

Resumo


O artigo discute a economia brasileira através de uma análise da gestão dos governos do Partido dos Trabalhadores (PT), enfatizando-se o “ajuste neoliberal” e a introdução do “modelo socialdesenvolvimentista” associado a “nova matriz macroeconômica”. Quanto as questões levantadas, concluiu-se que: 1) a flexibilidade no tripé macroeconômico impossibilitou uma avaliação efetiva da sustentabilidade do modelo neoliberal, deduzindo-se pela incerteza de se atingir equilíbrio econômico com justiça social; 2) medidas equivocadas na gestão econômica a partir de 2008 tornou o “modelo social desenvolvimentista” vulnerável na preservação das conquistas sociais; 3) a imprecisão no uso de preceitos keynesianos responsabilizou a então “nova matriz macroeconômica” pelo baixo desempenho da economia brasileira. Concluiu-se pela necessidade de se realizar reformas na economia sob a percepção de uma política de estado e não de governo.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.28998/repd.v9i22.8750