CARACTERIZAÇÃO MORFOLÓGICA E PRODUTIVA E SUAS CORRELAÇÕES EM CULTIVARES DE CANA-DE-AÇÚCAR

Sebastião de Oliveira Maia Júnior, João Antônio Carvalho Silva, Karoliny Priscila Oliveira Santos, Jailma Ribeiro de Andrade, José Vieira Silva, Laurício Endres

Resumo


A cana-de-açúcar é uma das culturas agrícolas mais importantes do mundo, sendo a principal matéria-prima para produção de açúcar e bioenergia. O presente estudo teve como objetivo avaliar características morfológicas e produtivas e suas correlações em diferentes cultivares de cana-de-açúcar. Foram avaliadas seis cultivares de cana-de-açúcar: RB72910, RB99382, RB72454, RB855536, RB92579 e RB931011. As avaliações foram feitas mensalmente dos 60 aos 240 dias após o plantio. Foram avaliadas características morfológicas e produtivas, e posteriormente correlacionadas dentro de cada época e de cada cultivar. As cultivares RB931011 e RB92579 foram mais altas até os 210 DAP, e ainda tiveram maior peso de colmos e maior largura das folhas, respectivamente. A RB72454 teve o maior diâmetro do colmo e menor perfilhamento. Em todas as cultivares houve correlação da altura da planta com o diâmetro do colmo, a área foliar, o comprimento e a largura da folha. O perfilhamento tem correlação negativa com o diâmetro do colmo e o teor de sólidos solúveis, enquanto que, o diâmetro do colmo tem correlação positiva com o teor de sólidos solúveis e o peso de colmos. A área e a largura foliar são bons parâmetros na seleção de cultivares promissoras de cana-de-açúcar, por terem fortes correlações com a produção de colmos.


Texto completo:

PDF

Referências


Almeida, A. C. S.; Souza, J. L.; Teodoro, I.; Barbosa, G. V. S; Moura Filho, G.; Ferreira Júnior, R. A. Desenvolvimento vegetativo e produção de variedades de cana-de-açúcar em relação à disponibilidade hídrica e unidades térmicas. Ciência e Agrotecnologia, 2008, 32, 5, 1441-1448.

Beleze, J. R. F., Zeoula, L. M., Cecato, U., Dian, P. H. M., Martins, E. N., Falcão, A. D. S. Avaliação de cinco híbridos de milho (Zea mays, L.) em diferentes estádios de maturação. 1. Produtividade, características morfológicas e correlações. Revista Brasileira de Zootecnia, 2003, 32, 3, 529-537.

Capone, A., Lui, J. J., Silva, T. R., Dias, M. A. R., Melo, A. V. Avaliação do comportamento de quinze cultivares de cana-de-açucar na Região Sul do Tocantins. Journal of Biotechnology and Biodiversity, 2011, 2, 3, 72-80.

Carlin, S. D.; Santos, D. M. M. Indicadores fisiológicos da interação entre déficit hídrico e acidez do solo em cana-de-açúcar. Pesquisa Agropecuária Brasileira, 2009, 44, 9, 1106-1113.

Casler, M. D., Vogel, K. P., Taliaferro, C. M., Wynia, R. L. Latitudinal adaptation of switchgrass populations. Crop Science, 2004, 44, 1, 293-303.

Conab (Companhia Nacional de Abastecimento) 2017. Disponível: . Acessado em: março de 2017.

Costa, C. T. S.; Ferreira, V. M.; Endres, L.; Ferreira, D. T. R. G.; Gonçalves, E. R. Crescimento e produtividade de quatro variedades de cana-de açúcar no quarto ciclo de cultivo. Revista Caatinga, 2011, 24, 3, 56-63.

Cruz, S. J. S.; Oliveira, S. S. C., Cruz, S. C. S., Machado, C. G.; Pereira, R. G. Efeito da adubação fosfatada sobre o acúmulo de biomassa e teor de brix de duas variedades de cana-de-açúcar. Revista Caatinga, 2009, 22, 2, 110-116.

Gava, G. J. C., Silva, M. A., Silva, R. C., Jeronimo, E. M., Cruz, J. C. S., Kölln, O. T. Produtividade de três cultivares de cana-de-açúcar sob manejos de sequeiro e irrigado por gotejamento. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, 2011, 15, 3, 250–255.

Hermann, E. R.; Câmara, G. M. S. Um método simples para estimar a área foliar de cana-de-açúcar. Revista STAB - Açúcar, Álcool e Subprodutos, 1999, 17, 5, 32-34.

Holanda, L. A., Santos, C. M., Sampaio Neto, G. D., Sousa, A. P., Silva, M. A. Variáveis morfológicas da cana-de-açúcar em função do regime hídrico durante o desenvolvimento inicial. Irriga, 2014, 19, 573-584.

Machado, R.S.; Ribeiro, R.V.; Marchiori, P.E.R.; Machado, D.F.S.P.; Machado, E.C.; Landell, M.G. de A. Respostas biométricas e fisiológicas ao déficit hídrico em cana-de-açúcar em diferentes fases fenológicas. Pesquisa Agropecuária Brasileira, 2009, 44, 1575-1582.

Medeiros, D. B.; Silva, E. C.; Nogueira, R. J. M. C.; Teixeira, M. M.; Buckeridge, M. S. Physiological limitations in two sugarcane varieties under water suppression and after recovering. Theoretical and Experimental Plant Physiology, 2013, 25, 3, 213-222.

Nyadanu, D.; Dikera, E. Exploring variation, relationships and heritability of traits among selected accessions of sorghum (Sorghum bicolor L. Moench) in the upper east region of Ghana. Journal of Plant Breeding and Genetics, 2014, 2, 3, 101-107.

Oliveira, R. A.; Daros, E.; Zambon, J. L. C.; Weber, H.; Ido, O. T.; Zuffelato-Ribas, K. C.; Koehler, H. S.; Silva, D. K. T. Crescimento e desenvolvimento de três cultivares de cana-de-açúcar, em cana planta, no Estado do Paraná. Scientia Agrária, 2004, 5, 1-2, 87-94.

Oliveira, R. A.; Daros, E.; Zambon, J. L. C.; Weber, H.; Ido, O. T.; Bespalhok-Filho, J. C.; Zuffelato-Ribas, K. C.; Silva, D. K. T. Área foliar em três cultivares de cana-de-açúcar e sua correlação com a produção de biomassa. Pesquisa Agropecuária Tropical, 2007, 37, 2, 71-76.

Pincelli, R. P; Silva, M. A. Alterações morfológicas foliares em cultivares de cana-de-açúcar em resposta à deficiência hídrica. Bioscience Journal, 2012, 28, 4.

Sales, C. R. G.; Ribeiro, R. V.; Machado, D. F. S. P.; Machado, R. S.; Dovis, V. L.; Lagôa, A. M. M. A. Trocas gasosas e balanço de carboidratos em plantas de cana‑de‑açúcar sob condições de estresses radiculares. Bragantia, 2012, 71, 319‑327.

Santos, J. R.; Oliveira Junior, L. F. G.; Sousa, J. P. S.; Silva Junior, C. D.; Sarmento, C. R. Desempenho de genótipos promissores de cana-de-açúcar utilizando ferramentas fisiológicas e biométricas. Bioscience Journal, 2014, 30, 1, 380-389.

Segato, S. V., Pinto, A. D. S., Jendiroba, E., Nóbrega, J. D. Atualização em produção de cana-de-açúcar. Piracicaba: Livroceres, 2006, 19-36.

Shigaki, F.; Freitas, N.; Berto A.; Ceddia, M. B.; Zonta, E.; LIMA, E. Influência do estresse hídrico nos parâmetros de crescimento, acúmulo de N e produtividade de diferentes variedades de cana-de-açúcar em Miracema - RJ. Revista Universidade Rural: Série Ciências da Vida, 2004, 24, 1, 63-71.

Silva, M. A.; Jifon, J. L.; Silva, J. A. G.; Sharma, V. Use of physiological parameters as fast tools to screen for drought tolerance in sugarcane. Brazilian Journal of Plant Physiology, 2007, 19, 3, 193-201.

Silva, M. A.; Jifon, J. L.; Silva, J. A. G.; Santos, C.M.; Sharma, V. Relationships between physiological traits and productivity of sugarcane in response to water deficit. Journal of Agricultural Science, 2012, 151, 1, 104-118.

Sollenberger, L. E., Woodard, K. R., Vendramini, J. M., Erickson, J. E., Langeland, K. A., Mullenix, M. K., NA, C. Castillo, M. S., Gallo, M., Chase, C. D., López, Y. Invasive populations of elephantgrass differ in morphological and growth characteristics from clones selected for biomass production. BioEnergy Research, 2014, 7, 4, 1382-1391.

Souza, A. E. R.; Oliveira, F. J.; Anunciação Filho, C. J.; Melo Filho, P. A.; Melo, J. L. O. T.; Tabosa, J. N. Seleção de famílias RB visando à alta produtividade e precocidade na maturação em cana-de-açúcar. Revista Bragantia, 2011, 70, 4, 788-795.

Terauchi, T.; Matsuoka, M. Ideal characteristics for the early growth of sugarcane. Japanese Journal of Crop Science. 2000, 69, 3, 286-292.

Van Dillewijn, C. Botany of sugarcane. Waltham: Chronica Botanica, 1952. 371 p.

Vieira, G. H. S.; Mantovani, E. C.; Sediyama, G. C.; Delazari, F. T. Indicadores morfo-fisiológicos do estresse hídrico para a cultura da cana-de-açúcar em função de lâminas de irrigação. Bioscience Journal, 2014, 30, 1, 65-75.

Zhou, M.; Singels, A.; Savage, M. J. Physiological parameters for modelling differences in canopy development between sugarcane cultivars. South African Sugarcane Research Institute: Embracing biotechnology for crop improvement research, 2003, 77, 610-621.




DOI: http://dx.doi.org/10.28998/rca.v16i1.4060