GESTÃO DEMOCRÁTICA NA ESCOLA: A BUSCA POR UM OLHAR PEDAGÓGICO E DESCENTRALIZADO TERÁ SIDO ALCANÇADO?

Autores

  • Cindia Maria Braga Albuquerque Instituto Federal de Alagoas (IFAL)

Resumo

Esta pesquisa, de cunho bibliográfico, tem como objetivo compreender aspectos referentes à gestão democrática no ambiente escolar traz a reflexão acerca da concretização da prática democrática nas escolas, como ela pode e deve ocorrer, ao mesmo passo que indaga se de fato ela está sendo vivenciada. Sabe-se que muitas vezes a chamada gestão democrática faz parte apenas da retórica de alguns gestores, o que reflete na permanência de uma atitude tradicional que há décadas não tem dado certo. Defende-se aqui um modelo de gestão onde todos que compõem a escola lutam juntos de forma descentralizada por um objetivo comum: o melhor para o desempenho dos alunos, bem como, o oferecimento de uma formação básica de qualidade, pautada na busca por indivíduos críticos e capazes produzir conhecimento. Desse modo, autores como Paro, Libâneo e Lück apresentam argumentos significativos para que esse modelo de gestão seja utilizado, ao mesmo passo que rejeitam certos conceitos errôneos de gestão participativa, onde a participação é meramente superficial, para eles trata-se de uma prática real e ativa. Se faz necessário que as pessoas lutem por uma real participação no ambiente escola, talvez assim, um dia seja possível ver a escola como um espaço de construção do saber e de crescimento educacional.

Downloads

Publicado

03/10/2015

Edição

Seção

Política e gestão educacional