Escola dos sonhos: percepções dos alunos do 9° ano da rede pública e privada

Patricia da Graça Rocha Franzoni, Marli Teresinha Quartieri

Resumo


Este artigo propõe-se a investigar a percepção que os alunos do 9° ano do ensino fundamental de uma escola pública e privada de um município do Rio Grande do Sul têm sobre a Escola ideal, a partir da estratégia de ensino World Café. A estratégia foi desenvolvida para as duas turmas do 9° ano em conjunto no mesmo dia, horário e local. Percebeu-se que os alunos assumiram um papel mais ativo, foram estimulados e motivados a pensarem sobre a Escola, sobre os seus descontentamentos e a Escola ideal. Pode-se inferir que a atividade realizada foi produtiva, os alunos valorizaram o trabalho em grupo, compartilharam seus pensamentos e se sentiram corresponsáveis pelo debate proporcionado pelas duas redes de ensino.

 


Palavras-chave


Escola. Contemporaneidade. World Café.

Texto completo:

PDF

Referências


ARAÚJO, C. H.; LUZIO, N. Avaliação da Educação Básica: em busca da qualidade e equidade no Brasil. Brasília: Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira, 2005.

BECKER, F. Modelos Pedagógicos e Modelos Epistemológicos. Porto Alegre: Paixão de Aprender, n.5, p. 18-23, 1993.

BROWN, J.; ISAACS, D. The World Café: AwakeningCollectiveIntelligenceandCommittedAction. In: TORVEY, M. CollectiveIntelligence: Creating a Prosperous World at Peace.Virginia: Earth Intelligence Network, 2008, p. 47-54.

DUBET, F. Quando o sociólogo quer saber o que é ser professor: entrevista com François Dubet. Revista Brasileira de Educação, São Paulo, n. 5, p. 222-31, 1997.

CHERVEL, A. História das disciplinas escolares: reflexões sobre um campo de pesquisa. Revista Teoria e Educação, n. 2, p. 177-229, 1990.

FREIBERGER, R. M.; BERBEL, N. A. N. A importância da pesquisa como princípio educativo na atuação pedagógica de professores de educação infantil e ensino fundamental. Cadernos de Educação, v. 37, p. 207-245, 2010.

FREIRE, P. Educação como prática da liberdade. São Paulo: Paz e Terra, 1980.

GIL, A. C. O que é didática no ensino superior. São Paulo: Atlas, 2012.

MACHADO, M. P. M.; PASSOS, M. F. D. O uso do world café como método de pesquisa junto às equipes de saúde. Atas 6 Congresso Ibero-Americano de Investigação Qualitativa. Salamanca, Espanha, v. 2, p. 835-840, 2017. Disponível em: . Acesso em: 07/08/2018.

MASETTO, M. T. Competência pedagógica do professor universitário. São Paulo: Summus, 2003.

MASSCHLEIN, J.; SIMONS, M. Em defesa da escola. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2014.

NÓVOA, A. Para uma formação de professores construída dentro da profissão. In: Professores: imagens do futuro presente. Lisboa: Educa, 2009.

PEREIRA, B. P.; LOPES, R. E. Por que ir à escola? Os sentidos atribuídos pelos jovens do ensino médio. Revista Educação & Realidade, v. 41, n.1, p.193-216, 2016.

SANTOS, W. L. P. dos. Educação científica na perspectiva de letramento como prática social: funções, princípios e desafios. Revista Brasileira de Educação, Rio de Janeiro,v. 12, n. 36, 2007.

SCHWERTNER, S. F. e CONRAD, J. M. Um click na escola: olhares e discursos de jovens estudantes sobre a instituição escolar contemporânea. Revista Caderno Pedagógico, Lajeado, v. 13, n. 2, p. 28-46, 2016.

TADÊUS, P. A. e CUNHA, N. A. F. Ética na educação. Revista Triângulo: Ensino, Pesquisa e Extensão,Minas Gerais, v. 2, n. 2, p. 139-152, 2009.

ULHÔA, E.; ARAÚJO, M. M.; ARAÚJO, V. N.; MOURA, D. G. A formação do aluno pesquisador. In: I Seminário Nacional de Educação Profissional e Tecnológica, Minas Gerais. Anais... Minas Gerais, CEFET, 2008.

WERNER, D.; BOWER, B. Aprendendo e ensinando a cuidar da saúde. 3. ed. São Paulo: Paulinas, l984.




DOI: https://doi.org/10.28998/2175-6600.2019v11n25p22-35

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

_________________________________________________________________________________________________________________________

CONTATO:

E-mail: debatesemeducacao@gmail.com

Universidade Federal de Alagoas – UFAL
Centro de Educação – CEDU
Programa de Pós-graduação em Educação – PPGE
Campus A. C. Simões
Av. Lourival Melo Mota, s/n - Tabuleiro do Martins
57072-900 - Maceió - AL, Brasil.
Telefone: +55 82 3214 1196
Link: http://www.seer.ufal.br/index.php/debateseducacao/

ISSN ELETRÔNICO: 2175-6600

DOI (Digital Object Identifier - Identificador de Objeto Digital)

Em 14 de dezembro de 2017, a Revista Debates em Educação passou a atribuir o DOI às suas publicações, padrão para identificação de documentos em redes digitais. 

Prefixo: 10.28998/2175-6600

QUALIS/CAPES (2013 - 2016):

– Ensino B1
– Interdisciplinar B4
– Letras / Linguística B4
– Psicologia B4
– Comunicação e Informação B4
– Sociologia B4
– Educação B5

PERIODICIDADE – QUADRIMESTRAL

De 2009 a 2016, a periodicidade da Revista Debates em Educação era semestral. A partir de 2017, a revista se tornou quadrimestral, de acordo com as datas abaixo:

– Primeiro quadrimestre: jan./abr. - limite para publicar a edição 30 abril.
– Segundo quadrimestre: maio/ago. - limite para publicar a edição 31 agosto.
– Terceiro quadrimestre: set./dez. - limite para publicar a edição 31 dezembro.

Os dizeres acima dizem respeito somente à data de publicação da edição e não ao envio de artigos.

O recebimento de artigos caracteriza-se por fluxo contínuo sem que seja possível prever a data de sua publicação.

________________________________________________________________________________________________________________________

A Revista Debates em Educação foi contemplada com o Edital Fapeal Nº 5/2016 Apoio à Editoração e Publicação de Periódicos Científicos e com o Edital Fapeal Nº 9/2018 Apoio à Editoração e Publicação de Periódicos Científicos.

________________________________________________________________________________________________________________________

A Revista Debates em Educação está indexada nas seguintes bases científicas.

 

. Open Journal Systems (OJS);

. Portal de Periódicos da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES);

. Sistema Regional de Información en Línea para Revistas Científicas de América Latina, el Caribe, España y Portugal (Latindex);

. Citas Latinoamericanas en Ciencias Sociales y Humanidades (CLASE);

. Diretório de Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras (Diadorim);

. Directory of Open Access Journals (DOAJ);

Indice de Revistas de Educación Superior e Investigación Educativa (IRESIE);

European Reference Index for the Humanities (ERIH);

. Google Scholar;

. Clasificación Integrada de Revistas Científicas (CIRC);

. Periódicos de livre acesso (LivRe);

. Red Iberoamericana de Innovación y Conocimiento Cientifico (REDIB);

. Sumários de Revistas Brasileiras (Sumários.org);

. Journals for Free (J4F);

. Information Matrix for the Analysis of Journals (MIAR);

. Directory of Research Journals Indexing (DRJI);

. Elektronische Zeitschriftenbibliothek (EZB);

. Bielefeld Academic Search Engine (BASE);

. World Catalog (WorldCat);

Finna | Satakunta University of Applied Sciences Library;

. CiteFactor;

International Institute of Organized Research (I2OR).

 

                 

_________________________________________________________________________________________________________________________

Licença Creative Commons

Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.