A música nos anos iniciais do ensino fundamental

Autores

DOI:

https://doi.org/10.28998/2175-6600.2020v12n26p158-175

Palavras-chave:

Desenvolvimento Musical. Educação Musical. Anos Iniciais do Ensino Fundamental.

Resumo

Este artigo apresenta a música como conteúdo pertencente ao componente curricular Artes no Ensino Fundamental. Aborda, também, os processos de construção de conhecimento musical da criança e o papel da música na educação, de modo geral. Assim, tem-se como objetivo analisar como a música vem sendo trabalhada nos Anos Iniciais do Ensino Fundamental e contribuir para se compreender o desenvolvimento musical da criança. O artigo visa, assim, a definir o conceito de música, identificar formas de se trabalhar com a música no espaço escolar e demonstrar a importância de se trabalhar este conteúdo de forma interdisciplinar para o amplo desenvolvimento da criança. Portanto, tratou-se de uma pesquisa exploratória, de cunho qualitativo, através da qual foi realizada uma coleta de dados a partir de entrevistas realizadas com professores e com a gestão da escola investigada, a fim de se investigar o que se tem feito nas escolas para se desenvolver a expressão musical das crianças. A partir da análise de dados, conclui-se que o conteúdo musical tem sido pouco trabalhado nos Anos Iniciais do Ensino Fundamental e que um dos motivos dessa defasagem é a formação insuficiente dos professores unidocentes, motivo que os deixa inseguros para sensibilizarem musicalmente as crianças, e, portanto, não incluírem em suas práticas pedagógicas atividades musicais.

Biografia do Autor

André Luciano Alves, Faculdades Integradas de Taquara (FACCAT)

Doutor em Educação, Mestre em Inclusão Social e Acessibilidade e docente da graduação e pós-graduação com experiência na docência na educação básica e educação de jovens e adultos. Experiência na orientação pedagógica de escolas públicas e privadas.

Patrícia Fernanda Carmem Kebach, Faculdades Integradas de Taquara (FACCAT)

Doutora em Educação e docente da graduação e pós-graduação.

Israel Gonçalves Moreira, Faculdades Integradas de Taquara (FACCAT)

Pedagogo e cursando especialização em coordenação escolar.

Referências

BELOCCHIO, Cláudia R. Educação musical: olhando e construindo na formação e ação de professores. Revista da ABEM, Porto Alegre, V. 6, p. 41-47, setembro de 2001.

BEYER, Esther S. W.; KEBACH, Patrícia F. C. (Org.) Pedagogia da música: experiências de apreciação musical. Porto Alegre: Mediação, 2009. 160. (Coleção Educação e Arte, 11).

BRASIL. Ministério da educação. Referencial Curricular Nacional para a Educação Infantil. Vol.3, Brasília MEC/SEF, 1998.

BRASIL. Lei nº 11.769, de 18 de agosto de 2008. Altera a Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996, para dispor sobre a obrigatoriedade do ensino da música na educação básica. Diário Oficial da União, Brasília, DF, n. 159, 19 ago. 2008. Seção 1, p. 1.

BRASIL. Lei nº 13.278, de 2 de maio de 2016. Altera o parágrafo 6º do artigo 26 da Lei

nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que fixa as diretrizes e bases da educação nacional, referente ao ensino da arte. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 3 maios 2016. Seção 1, p. 1.

BRASIL. Ministério da Educação. Base Nacional Comum Curricular. 2017.

BRÉSCIA, Vera Lucia Pessagno. Educação Musical: bases psicológicas e ação preventiva. São Paulo: Átomo, 2003.

BRESLER, Liora. Pesquisa qualitativa em educação musical: contextos, características e possibilidades. Revista da ABEM, Porto Alegre, V. 16, 7-16, mar. 2007.

BRITO, Teca Alencar de. Música na Educação Infantil: propostas para formação integral da criança. 2. ed. São Paulo: Petrópolis, 2003.

BRITO, Teca Alencar de. Música na Educação Infantil: propostas para a formação Integral da criança. Petrópolis: 2010.

BRITO, Teca Alencar de. Educação musical: território para a produção musical infantil. 2011. Disponível

em: http://www.tecaoficinademusica.com.br/Teca/ Tec_Bib_00.swf. Acesso em 23

nov.2018.

BIRKENSHAW, L. Music for fun, music for learning. Saint Louis: Swift Print Communications, 1994.

FIGUEIREDO, Sérgio. Os processos de aprovação da Lei 11.769/2008 e a obrigatoriedade da música na Educação Básica. In: Encontro Nacional De Didática E Práticas De Ensino, 15., 2010, Belo Horizonte. Anais: ENDIPE, 2010.

FREIRE, Vanda Bellard. Música e Sociedade: uma perspectiva histórica e uma reflexão aplicada ao ensino superior de música. Florianópolis: Associação Brasileira de Educação Musical, 2010.

GÓES, R. S. A música e suas possibilidades no desenvolvimento da criança e do aprimoramento do código linguístico. Revista do Centro de Educação a Distância - CEAD/UDESC. v.2, n. 1, 2009.

GIL, Antônio Carlos. Métodos e técnicas de pesquisa social. - 6. ed. - São Paulo: Atlas, 2008.

HENTSCHKE, Liane; AZEVEDO, Maria Cristina de C. C.; ARAÚJO, Rosane C. de.

Os saberes docentes na formação do professor: Perspectivas teóricas para a

educação musical. Revista da ABEM, Porto Alegre, n.45, p. 49-58, 2006.

KEBACH, Patrícia F. C. Musicalização Coletiva de Adultos: o processo de cooperação nas produções musicais em grupo. Tese (doutorado) – Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Educação. Programa de Pós-Graduação em Educação, 2008, Porto Alegre, BR-RS.

KEBACH, Patrícia F. C.; DUARTE, Rosangela. Oficinas Pedagógicas Musicais:

Espaço Construtivista Privilegiado de Formação Continuada: Schème. Revista

Eletrônica de Psicologia e Epistemologia Genéticas, Volume I nº 2 – Jul-Dez/2008.

KEBACH, Patrícia F. C.; SANT’ANNA, Denise; PECKER, Paula C.; DUARTE, Rosangela. A expressão musical na Educação Infantil. Porto Alegre: Mediação, 2013.

LOUREIRO, Alicia Maria Almeida. O Ensino de música na escola fundamental. 4.ed.

Campinas: Papirus, 2008. Coleção Papirus Educação.

MOREIRA, A. C.; Santos, H.; Coelho, I. S. A Música Na Sala De Aula - A Música.1-

, 1998.

LÜDKE, Menga. Pesquisa em educação: abordagens qualitativas. São Paulo: EPU, 1986.

MANZINI, Eduardo José. Entrevista semi-estruturada: análise de objetivos e de

roteiros. Seminário internacional sobre pesquisa e estudos qualitativos, 58-59 2004.

Disponível em:http://www.sepq.org.br/Iisipeq/anais/pdf/gt3/04.pdf. Acesso em 12

set.2018.

ONGARO, Carina de Faveri, SILVA, Cristiane de Souza e RICCI, Sandra Mara. A

importância da música na aprendizagem. 2006. Disponível em:

http://www.alexandracaracol.com/Ficheiros/music.pdf. Acesso em: 10 jun.2018.

RUUD, E. Caminhos da musicoterapia. São Paulo: Summus, 1990.

SALOMÃO, H. A. S.; MARTINI, M.; JORDÃO, A. P. M. A importância do lúdico na educação infantil: Enfocando a brincadeira e as situações de ensino não direcionado. Psicologia.com. Pt – Portal dos Psicólogos, set, 2007. Disponível em www.psicologia.com.pt/artigos/textos/A0358.pdf Acesso em 13 nov. de 2018.

Downloads

Publicado

06/04/2020

Como Citar

ALVES, A. L.; KEBACH, P. F. C.; MOREIRA, I. G. A música nos anos iniciais do ensino fundamental. Debates em Educação, [S. l.], v. 12, n. 26, p. 158–175, 2020. DOI: 10.28998/2175-6600.2020v12n26p158-175. Disponível em: https://seer.ufal.br/index.php/debateseducacao/article/view/8284. Acesso em: 29 nov. 2021.

Edição

Seção

Artigos