Agricultura, saúde e ambiente: análise sobre o consumo e comercialização de agrotóxico no Ceará.

Autores

  • Leidiane Marques Maciel Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (UNILAB).
  • Fernando Ferreira Carneiro Fundação Oswaldo Cruz
  • Joaquim Torres Filho Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (UNILAB)
  • Francisca Manerlene Ferreira do Nascimento Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE).
  • Anna Erika Ferreira Lima Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE).

Resumo

Assim como em todo território nacional, o Estado do Ceará também enfrenta sérios problemas com a utilização de agrotóxicos, principalmente na microrregião do Baixo Jaguaribe, onde há um crescente desenvolvimento no setor agrícola. Neste contexto, o objetivo do trabalho foi discutir o uso e a comercialização de agrotóxicos no Ceará, bem como apontar os potenciais problemas à saúde e ao ambiente, e propor alternativas para minimizar a utilização destes compostos. A pesquisa partiu da exploração de Boletins Anuais divulgados pelo IBAMA, bem como de trabalhos publicados. Segundo os dados houve um crescimento de 124% de 2000 a 2011 na comercialização de agrotóxicos, considerando que os anos de 2006 e 2011 foram os que obtiveram os maiores picos de venda. Foram realizados estudos em três cidades da microrregião do Baixo Jaguaribe que evidenciaram um incremento anual das taxas de internação por neoplasias 1,76 vezes maiores quando comparadas às de outros municípios. Desta forma, como alternativa para a substituição de agrotóxicos, bem como a promoção de um desenvolvimento rural sustentável, surge a agroecologia, detentora de métodos naturais que podem ser aplicados na agricultura.

Biografia do Autor

Leidiane Marques Maciel, Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (UNILAB).

Estudante do curso de Agronomia da Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (UNILAB).

Fernando Ferreira Carneiro, Fundação Oswaldo Cruz

Pesquisador na Fundação Oswaldo Cruz (FIOCRUZ), Ceará.

Joaquim Torres Filho, Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (UNILAB)

Professor na Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (UNILAB).

Francisca Manerlene Ferreira do Nascimento, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE).

Estudante de Gastronomia no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE).

Anna Erika Ferreira Lima, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE).

Professora no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE).

Referências

ASSIS, R. L. de. Agroecologia: Visão Histórica

E Perspectivas no Brasil. 1. ed. Brasilia: Embrapa, Embrapa

Agrobiologia, cap 7, p 173-182. 2005.

CARNEIRO. F. F. et al. Dossiê ABRASCO um alerta

sobre os impactos dos agrotóxicos na saúde. Vol. 1, n. 1,

p. 1-628, 2015.

FERREIRA, M. J. M. et al. Gestão e uso dos recursos hídricos e a expansão do agronegócio: água para quê

e para quem? Ciência & Saúde Coletiva, vol. 21, n. 3, p. 743–752, 2016.

IBAMA; MMA. Boletim de Comercialização de Agrotóxicos e Afins. (s.d). Disponível em: < https://www.icict.fiocruz.br/sites/www.icict.fiocruz. br/files/IBAMA_boletim%20de%20comercializaca o_2000_2012.pdf> Acesso em 10 mar. 2017.

MILHOME, M. A. L. et al. Avaliação do potencial de contaminação de águas superficiais e subterrâneas

por pesticidas aplicados na agricultura do Baixo Jaguaribe, CE. Engenharia Sanitária Ambiental, Vol 14, n. 3, p 363-362, 2009.

RANGEL, F. C.; ROSA, A. C. S.; SARCINELLI, P.

N. Uso de agrotóxicos e suas implicações na exposição ocupacional e contaminação ambiental. Caderno Saúde Coletiva, v. 19, n. 4, p. 435–42, 2011.

RIBAS, P. P.; MATSUMURA, A. T. S. A química dos agrotóxicos: impacto sobre a saúde e meio ambiente. Revista Liberato, Vol. 10, n. 14, p. 149-158, 2009.

RIGOTTO, R. M. et al. Agrotóxicos, trabalho e saúde: vulnerabilidades e resistência no contexto da modernização agrícola no Baixo Jaguaribe/CE. Fortaleza: Edições UFC, Vol. 1, n. 1, 2011.

Publicado

05/11/2017