SISTEMA AGROALIMENTAR DO SERTÃO SERGIPANO: DIVERSIDADE E MANUTENÇÃO DA PRODUÇÃO FAMILIAR

Autores

  • IRINEIA ROSA DO NASCIMENTO Instituto Federal de Sergipe - IFS
  • Kauane Santos Batista Instituto Federal de Sergipe
  • Aldine Olivera Santos Instituto Federal de Sergipe
  • Maria Jesus Silvestre Instituto Federal de Sergipe

Resumo

A irregularidade e a má distribuição de chuvas durante o ano, são características que marcam o sertão nordestino. No sertão sergipano, esta realidade se configura na interação entre a criação de gado de leite e o processamento artesanal de derivados do leite, com a fabricação de produtos de identidade regional, constituindo um sistema agroalimentar especifico do sertão. Objetiva-se com o presente trabalho descrever as relações entre os ativos específicos do SAL presente no sertão sergipano, a partir das atividades desenvolvidas em uma unidade produtiva localizada na área rural do município Nossa Senhora da Glória/SE. Os criadores locais estabelecem com o fabricante de derivados um contrato informal na compra do leite que é transformado em derivados de identidade regional, comercializados localmente e distribuídos em outros estados do Nordeste. No entanto, no período de seca esta relação pode sofrer alteração, em consequência da elevação do custo do leite. A diversificação da produção garante a manutenção dos sistemas familiares sertanejos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

IRINEIA ROSA DO NASCIMENTO, Instituto Federal de Sergipe - IFS

Professora Dra do Curso Superior de Tecnologia em Agroecologia do Instituto Federal de Sergipe -Campus São Cristóvão

Kauane Santos Batista, Instituto Federal de Sergipe

Graduanda do Curso Superior de Tecnologia em Agroecologia - IFS

Aldine Olivera Santos, Instituto Federal de Sergipe

Graduanda do Curso Superior de Tecnologia em Agroecologia - IFS

Maria Jesus Silvestre, Instituto Federal de Sergipe

Graduanda do Curso Superior de Tecnologia em Agroecologia - IFS

Referências

J. Azevedo; D. Mota; J. Franco. Cadernos de Ciência & Tecnologia, Brasília, 2012, v. 29, n. 1, abr. b.

V. Fontes; S. Coelho; A. Lana; T. Costa; A. Carvalho; M. Ferreira; H. Saturnino; R. Reis; A. Serrano. Arq. Bras. Med. Vet. Zootec., 2006, v.58, n.2, p.212-219.

D.Requier-Desjardins; G. Rodriguez Conference de L’Association Internationale D’Economie Ecologique Sousse, Tunisia 2002, Mar.

Secretaria de Estado de Planejamento e Orçamento - SEPLAN. Plano de Desenvolvimento Território Alto Sertão. Sergipe: SEPLAN, 2012

I. Nascimento; A. Santos; V. Melo; I. Santos. Cadernos de Agroecologia, Dourados, MS, v. 9, n. 4, Nov. 2014.

V Boni; S. Quaresma. Revista Eletrônica dos Pós-Graduandos em Sociologia Política da UFSC, 2005. Vol. 2 nº 1 (3), p. 68-80.

Downloads

Publicado

2018-05-29

Como Citar

NASCIMENTO, IRINEIA ROSA DO; BATISTA, Kauane Santos; SANTOS, Aldine Olivera; SILVESTRE, Maria Jesus. SISTEMA AGROALIMENTAR DO SERTÃO SERGIPANO: DIVERSIDADE E MANUTENÇÃO DA PRODUÇÃO FAMILIAR. Revista Craibeiras de Agroecologia, [S. l.], v. 1, n. 1, 2018. Disponível em: https://seer.ufal.br/index.php/era/article/view/5074. Acesso em: 21 jul. 2024.