EDUCAÇÃO ESCOLAR INDÍGENA: ENTRE REGULAÇÃO E EMANCIPAÇÃO

José Ivamilson Silva Barbalho, Thaís Lima dos Santos

Resumo


Com a produção de conhecimentos que movimenta a vida em sociedade, compreendemos que mudanças estruturais e organizacionais da educação escolar indígena, devem ser debatidas dentro dos processos em que esses atores sociais sejam seus principais protagonistas. No atual cenário político nacional, lentamente práticas curriculares diferenciadas têm sido reorganizadas no interior das escolas indígenas nos últimos vinte anos. Nesse artigo busca-se apresentar argumentos em torno das mudanças socioculturais e seus desdobramentos no campo da educação escolar junto aos povos indígenas brasileiros.

Texto completo:

PDF

Referências


BARBALHO, José Ivamilson Silva. 2013. Discurso como Prática de Transformação Social: o político e o pedagógico na educação intercultural Pankará. Recife: Edições Bagaço.

BRASIL. Constituição (1988). Constituição da República Federativa do Brasil Brasília, DF: Senado Federal: Centro Gráfico, 1988. 292 p. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Constituicao/Constituicao.htm. Acesso em 26 de março de 2018.

BRASIL. Constituição da república dos estados unidos do Brasil (de 24 de fevereiro de 1891). Presidência da República. Casa Civil. Da Organização Federal. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Constituicao/Constituicao91.htm. Acesso em: 26 de março de 2018.

LAVILLE, Christian. 1999. A construção do saber: manual de metodologia da pesquisa em ciências humanas. Porto alegre: Artmed; Belo Horizonte: Editora UFMG.

LIBÂNEO, José Carlos. 2012. Educação escolar: políticas, estruturas e organização. São Paulo: Cortez. (coleção docência em formação: saberes pedagógicos / coordenação Selma Garrido Pimenta)

MUNDURUKU, Daniel. 2012. O caráter educativo do movimento indígena brasileiro (1970-1990) – São Paulo: Paulinas. (Coleção educação em foco. Séries educação, história e cultura)

NEVES, Maria Wanderley. 1984. (org.) Estado e planejamento educacional no Brasil: a formação do planejador. Universidade Federal de Pernambuco. Cad. Pesq. São Paulo (51); 55-63, nov.

POLETTI, Ronaldo. 1934. 3. Ed. – Brasília: Senado Federal, Subsecretaria de Edições Técnicas, 2012. 162 p. – (Coleção constituições brasileiras; v. 3). Disponível em: http://www2.senado.leg.br/bdsf/handle/id/181668. Acesso em 26 de março de 2018.

SILVA, Aracy Lopes. 2001.. FERREIRA, Mariana Kawall Leal. Org. Antropologias, história e educação: a questão indígena e a escola. – 2. Ed. – São Paulo: Global.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista de Ciências Humanas Caeté - Núcleo de Pesquisa e Estudos Arqueológicos e Históricos (NUPEAH/UFAL-Campus Sertão).

........................................................................................

Banco de dados, Diretórios & Indexadores

http://diadorim.ibict.br/handle/1/2279

 

https://www.sumarios.org/revista

 

https://latindex.org/latindex/ficha?folio=29352

 

.........................................................................................

 

Universidade Federal de Alagoas - Campus Sertão

AL - 145, nº 3849, Cidade Universitária

Delmiro Gouveia - Alagoas

CEP - 57480-000

E-mail: revista.caete@delmiro.ufal.br