"Fique em casa" e lave suas mãos: notas sobre a cidade do não-circular

Autores

  • Roseline Vanessa Santos Oliveira
  • Andrej Alexander B. Gudina

Palavras-chave:

Arquitetura e Urbanismo. Conforto ambiental. Pandemia viral.

Resumo

A virada do ano de 2019 foi marcada por um evento que afetou localidades do mundo todo: o surgimento da mutação de um vírus de alcance epidêmico. Em um curto espaço de tempo, uma série de medidas de abrangência global tiveram que ser tomadas para inibir a sua propagação, como as sintetizadas nas expressões “Fique em casa” e “Lave as mãos”. Efeitos do isolamento social repercutiram rapidamente nas cidades, demonstrando benefícios e conflitos decorrentes da suspensão de um dos princípios cruciais de Urbanidade, qual seja, o de circular. Com base em referências predominantemente digitais, este artigo apresenta reflexões sobre impactos do Coronavirus na cidade, abrangendo situações de uma sociedade definida por inúmeros desastres, sobretudo, os que envolvem a desigualdade social.

Downloads

Publicado

04/12/2020