Desafios na urbanidade do centro histórico de Maceió/AL

Autores

  • Patrícia Soares Vieira
  • Fernanda Madeira Calheiros

Palavras-chave:

Centro de Maceió/AL. Urbanidade. Espaço livre público.

Resumo

Este artigo tem como objetivo refletir sobre as catástrofes diárias que comprometem a Urbanidade (dinâmicas de mobilidade e vitalidade urbanas) no cenário das edificações e espaços públicos do patrimônio cultural do sítio histórico do bairro do Centro em Maceió Alagoas. Metodologicamente configura-se pela caracterização das catástrofes e desafios diários na área de estudo, e a observação, ainda inicial, dos desafios acentuados a partir da reorganização da dinâmica urbana com o distanciamento social em tempos de pandemia. Partindo-se da compreensão do espaço como produto e mediador dos processos sociais, entende-se que apesar de ter sido alvo de ações de intervenções e remodelações urbanas, o Centro de Maceió ainda não apresenta condições adequadas de deslocamento e apropriação do espaço público, refletindo em intenso processo de degradação continuada na sua Urbanidade. Destaca-se a relação intrínseca entre mobilidade e vitalidade dos espaços públicos e privados do sítio histórico; e a intensificação deste cenário de catástrofes diárias pelas incertezas da mudança dos paradigmas conhecidos sobre o viver em cidades. Por fim, o artigo defende a necessidade de se pensar uma realidade urbana democrática, inclusiva, acolhedora, acessível e conectada que possibilite o enfrentamento das catástrofes diárias.

Downloads

Publicado

04/12/2020