História, subjetividade e especulação nas personagens machadianas

Autores

  • Poliana dos Santos

DOI:

https://doi.org/10.28998/rchvl6n11.2015.0005

Resumo

Este trabalho pretende, por meio da análise literária e histórica, examinar como algumas personagens machadianas têm o seu comportamento moldado pelas condições econômicas brasileiras, especificamente o caráter especulativo que marcou a transição do Império para a República. Para tanto, tomar-se-á como objeto de estudo alguns contos do escritor, cuja importância se dá não apenas pelo seu caráter de testemunho e o seu papel artístico, mas também pela elaboração de uma consciência e reflexão histórica imerso na narrativa.

Referências

ASSIS, Machado de. Esaú e Jacó. São Paulo: Penguin Companhia, 2012.

ASSIS, Machado de. Spinoza. In:ASSIS, Machado de. A poesia completa. Organização de Rutzkaya Queiroz dos Reis. São Paulo: Edusp, 2009.

ASSIS, Machado de. Contos: uma antologia. São Paulo: Companhia das Letras, 1998. v. 1 e 2.

BOSI, Alfredo. Machado de Assis: o enigma do olhar. 4. ed. São Paulo: Martins Fontes, 2007.

ASSIS, Machado de. A máscara e a fenda. In: BOSI et al. Machado de Assis. São Paulo: Ática, 1982.

CANDIDO, Antonio. Esquema de Machado de Assis. In: CANDIDO, Antonio. Vários escritos. 4.ed. São Paulo: Duas cidade, 2004.

CANDIDO, Antonio. Introdução. Formação da Literatura Brasileira. São Paulo: Martins Fontes, 1959, v. 1.

CHALHOUB, Sidney. Machado de Assis, historiador. São Paulo: Companhia das Letras, 2003.

COUTINHO, Afrânio. A formação filosófica e a atitude espiritual. Machado de Assis em linha: revista eletrônica de estudos machadianos, Rio de Janeiro, ano 4, n. 7, jun. 2011. Disponível em:

<http://machadodeassis.net/download/numero07/num07artigo01.pdf> Acesso em: 11 de nov. 2013.

ESPINOSA, Baruch de. A origem e a natureza dos afetos. In:ESPINOSA, Baruch de. Ética. Tradução de Tomaz Tadeu. Belo Horizonte: Autêntica, 2008.

FAORO, Raymundo. Machado de Assis: a pirâmide e o trapézio. São Paulo: Brasiliana, 1974.

FREUD, Sigmund. O mal-estar na civilização. São Paulo: Penguin & Comapnhia das Letras, 2011.

GLEDSON, John. A história do Brasil em Papéis avulsos, de Machado de Assis. In: GLEDSON, John. Por um novo Machado de Assis: ensaios. São Paulo: Companhia das Letras, 2006.

HERÓDOTO. O anel de Polícrates. Tradução de Rogério Hafez. In: O anel de Polícrates e outras histórias. São Paulo, 2000. Disponível in:

<http://colegioobjetivocabreuva.com.br/Livros%20objetivos/anel_de_policrates.pdf> Acesso em: 05 de nov. 2013.

JUNIOR, Caio Prado. História econômica do Brasil. São Paulo: Brasiliense, 2006.

OLIVEIRA, Fernando Bonadia de. O soneto “Spinoza” de Machado de Assis. In: GRASSET, B. Fragoso et al (orgs.). Spinoza e as Américas – X Colóquio Internacional Spinoza. Fortaleza: UECE, 2014, v. 1.

PEREIRA, Astrojildo. Machado de Assis: ensaios e apontamentos avulsos. Rio de Janeiro: Livraria São José, 1959.

SCHWARRZ, Roberto. Um mestre na Periferia do capitalismo: Machado de Assis. São Paulo: Duas Cidades, 2000.

Downloads

Publicado

01/07/2015

Como Citar

Santos, P. dos. (2015). História, subjetividade e especulação nas personagens machadianas. Revista Crítica Histórica, 6(11). https://doi.org/10.28998/rchvl6n11.2015.0005

Edição

Seção

Dossiê Temático