SOLUBILIZAÇÃO DE FOSFATOS INORGÂNICOS POR BACTÉRIAS ENDOFÍTICAS ISOLADAS DE MARACUJÁ AMARELO (Passiflora edulis Sims f. flavicarpa)

Autores

  • Clayton dos Santos Silva Laboratório de Microbiologia – Centro de Ciências Agrárias/UFAL
  • Felipe Alexandre Tenório Programa Fitossanitário da Soja – Luís Eduardo Magalhães BA
  • João Manoel da Silva Doutorando, Rede Nordeste de Biotecnologia – RENORBIO
  • Érica Lívea Ferreira Guedes Celestino Doutorando, Rede Nordeste de Biotecnologia – RENORBIO
  • Romário Guimarães Verçosa de Araújo Laboratório de Ecologia e Comportamento de Insetos – Centro de Ciências Agrárias/UFAL
  • Jessé Rafael Bento de Lima Grupo Agroecológico Craibeiras – Centro de Ciências Agrárias/UFAL
  • Yamina Coentro Montaldo Laboratório de Microbiologia – Centro de Ciências Agrárias/UFAL
  • Tania Marta Carvalho dos Santos Laboratório de Microbiologia – Centro de Ciências Agrárias/UFAL

Resumo

RESUMO - O Fósforo (P) é um dos principais macronutrientes essenciais para o crescimento e desenvolvimento das plantas, entretanto, apesar de abundante nos solos, tanto na forma orgânica quanto inorgânica, o fósforo é o segundo nutriente limitante ao crescimento de plantas. As bactérias solubilizadoras de fosfato são capazes de solubilizar formas insolúveis de fósforo, tornando-o disponível para o crescimento das culturas. Assim, objetivou-se por meio desse trabalho quantificar a solubilização de fosfatos inorgânicos por bactérias endofíticas de maracujá amarelo (Passiflora edulis Sims f. flavicarpa). Foram inoculadas em meio líquido NBRIP, 21 estirpes bacterianas, sendo posteriormente incubadas em plena agitação por um período de 15 dias. Decorrido o tempo de incubação, 1000 μL de cada amostra foi transferida para microtubos, com a adição do reagente molibdato-vanadato para leitura em espectrofotômetro a 420 nm de densidade ótica (D.O.), classificando-as em ausente, baixa, media, alta e elevada solubilização de fósforo. Dos isolados avaliados, as maiores concentrações de P solubilizado foram encontradas nas estirpes 2 e 9, consideradas portanto, como candidatas para futuros testes de inoculação em plantas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

CHABOT, R.; ANTOUN, H.; CESCAS, M. P. Stimulation de La croissance du mais et de la laitue romaine par dês microorganismes dissolvant le phosphore inorganique. Canadian Journal of Microbiology. v. 39, p. 941-947, 1993.

FERRAZ, J. V.; LOT, L. Fruta para consumo in natura tem boa perspectiva de renda. In: HARADA, E.; FERRAZ, J. V.; SILVA, M. L. M. da. Agrianual 2006 –Anuário da Agricultura Brasileira. São Paulo: FNP Consultoria e Comércio, 2006.

HALLMANN, J. et al. Bacterial endophytes in agricultural crops. Canadian Journal of Microbiology, v. 43, p. 895-914, 1997.

IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Banco de dados agregados: SIDRA. Disponível em: <http://www.sidra.ibge.gov.br>. Acesso em: 05 de Abril de 2018.

KHAN, A. A. et al. Phosphorus solubilizing bacteria: Occurrence, mechanisms and their role in crop production. Journal of Agricultural and Biological Science, v. 1, n. 1, p. 48 – 58, 2009.

LIMA. C. S. M. et al. Germinação de Sementes e Crescimento de Maracujá em Diferentes Concentrações do Ácido Giberélico, Tempos de Imersão e Condições Experimentais. Revista Brasileira de Agrociência, v. 15, n. 1-4, p. 43-48, 2009.

LUZ, J. S. et al. Atividade enzimática de fungos endofíticos e efeito na promoção do crescimento de mudas de maracujazeiro-amarelo. Revista Caatinga, v. 19, n. 2, p. 128-134, 2006.

MALAVOLTA, E.; VITTI, G. C.; DE OLIVEIRA, S.A. Avaliação do estado nutricional das plantas: Princípios e Alipcações. Piracicaba: POTAFOS, 1989.

MELETTI, L. M. M. Avanços na cultura do maracujá no Brasil. Revista Brasileira de Fruticultura, v.33, n. spe1, p. 83-91, 2011.

MONTALDO, Y. C. Bioprospecção e isolamento de bactérias associadas à cana-de-açúcar (Saccharum officinarum L.) com características para a promoção de crescimento vegetal. 2016. 101 f. Tese (Doutorado em Rede Nordeste de Biotecnologia) - Instituto de Química e Biotecnologia, Programa de Pós Graduação em Rede Nordeste de Biotecnologia, Universidade Federal de Alagoas, Maceió, 2016.

PEIXOTO NETO, P. A. S.; AZEVEDO, J. L.; ARAÚJO, W. L. Micro-organismos endofíticos. Biotecnologia Ciência & Desenvolvimento, v. 29, p. 62-77, 2002.

RAIJ, B. VAN. Fertilidade do solo e adubação. Fertilidade do solo e adubaçao, Ceres: Piracicaba, 1991.

ROCHA, F. R. et al. Signal transduction-related responses to phytohormones and environmental challenges in sugarcane. BMC genomics, BioMed Central Ltd, v. 8, n. 1, 2007.

SILVA, J. R. Propagação Sexuada. In: RUGGIERO, C. (Ed.) 5° Simpósio Brasileiro sobre a cultura do maracujazeiro. Anais. Jaboticabal, FUNEP, 1999.

VENIERAKI, A. et al. The genetic diversity of culturable nitrogen-fixing bacteria in the rhizosphere of wheat. Microbial Ecology, v. 61, n. 2, p. 277-285, 2010.

Downloads

Publicado

2018-05-29

Como Citar

DOS SANTOS SILVA, Clayton; TENÓRIO, Felipe Alexandre; DA SILVA, João Manoel; FERREIRA GUEDES CELESTINO, Érica Lívea; VERÇOSA DE ARAÚJO, Romário Guimarães; BENTO DE LIMA, Jessé Rafael; COENTRO MONTALDO, Yamina; CARVALHO DOS SANTOS, Tania Marta. SOLUBILIZAÇÃO DE FOSFATOS INORGÂNICOS POR BACTÉRIAS ENDOFÍTICAS ISOLADAS DE MARACUJÁ AMARELO (Passiflora edulis Sims f. flavicarpa). Revista Craibeiras de Agroecologia, [S. l.], v. 1, n. 1, 2018. Disponível em: https://seer.ufal.br/index.php/era/article/view/5096. Acesso em: 29 maio. 2024.