Formalização e precarização do trabalho canavieiro em tempos de reestruturação produtiva

Autores

  • Allan Souza Queiroz UFRGS

DOI:

https://doi.org/10.28998/lte.2011.n.1.999

Palavras-chave:

Trabalhador canavieiro, relação salarial formal, precarização do trabalho, Alagoas (Brasil)

Resumo

O objetivo desse artigo é analisar a formalização do trabalho rural na agroindústria canavieira de Alagoas. Durante os anos de 1990, a agroindústria introduziu medidas de reestruturação produtiva com o interesse de se modernizar e de se tornar competitiva. A aplicação de tais medidas engendrou a racionalização do processo de trabalho na agricultura. Dessa maneira, algumas mudanças ocorreram em relação ao em prego e ao processo de trabalho: a diminuição do trabalho vivo na agricultura; a institucionalização dos contratos de trabalho legais, dessa vez formais e flexíveis; e a intensificação do processo de trabalho manual, isto é, o aumento na carga de trabalho da atividade dos canavieiros. Baseado em um estudo teórico-bibliográfico sobre o processo de reestruturação produtiva, elabora-se uma análise sobre os vetores que impulsionaram a formalização de trabalho canavieiro.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2018-05-17

Como Citar

QUEIROZ, Allan Souza. Formalização e precarização do trabalho canavieiro em tempos de reestruturação produtiva. Latitude, Maceió-AL, Brasil, v. 5, n. 1, 2018. DOI: 10.28998/lte.2011.n.1.999. Disponível em: https://seer.ufal.br/index.php/latitude/article/view/999. Acesso em: 25 jul. 2024.

Edição

Seção

Dossiê Ensino de Sociologia e Currículo

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.