A construção do pânico moral sobre os ciganos e os imigrantes na imprensa diária portuguesa

Autores

  • Sílvia Gomes Universidade do Minho

DOI:

https://doi.org/10.28998/lte.2013.n.2.1294

Palavras-chave:

controle social, imigrantes e ciganos, pânico moral, notícia criminal

Resumo

Neste artigo analisa-se os discursos e representações veiculados pela imprensa diária portuguesa acerca da criminalidade associada a grupos imigrantes ou étnicos. A partir desta análise, pretende-se mostrar como as narrativas que circulam na imprensa transmitem visões sobre a ordem social, que promovem o consenso e o controle social –através da ênfase exagerada sobre o risco de vitimização– e contribuem para a construção do designado “pânico moral”. A mediatização da criminalidade produz visões amplamente partilhadas e consensuais, ao mesmo tempo que alimenta, junto do público em geral, visões estereotipadas sobre os “criminosos”, podendo associar determinado tipo de criminalidade aos grupos socialmente excluídos e grupos étnicos, tais como ciganos e imigrantes. Esses estereótipos podem converter estes grupos em ameaças potenciais para os interesses e valores vigentes na sociedade, através da produção de cruzadas morais que, pela reação emocional desproporcionada e excessiva que desperta no público, representam os porta-vozes da moralidade e os seus diagnósticos e soluções. Este artigo discute a cobertura da imprensa portuguesa nos casos da criminalidade perpetrada por ciganos e imigrantes como um exemplo paradigmático de um produto de uma indústria cultural. Essas narrativas mediáticas são incitadas por lógicas globais de mercantilização da esfera pública, com base na criminalização da pobreza e no medo de populações urbanas consideradas “problemáticas”, cujo objetivo é aumentar a ligação emocional por parte do público e, assim, levar às referidas cruzadas morais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2018-05-16

Como Citar

GOMES, Sílvia. A construção do pânico moral sobre os ciganos e os imigrantes na imprensa diária portuguesa. Latitude, Maceió-AL, Brasil, v. 7, n. 2, 2018. DOI: 10.28998/lte.2013.n.2.1294. Disponível em: https://seer.ufal.br/index.php/latitude/article/view/1294. Acesso em: 21 jul. 2024.

Edição

Seção

Dossiê Violência

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.