Política no mundo digital:

o impacto da exposição ao capitalismo de vigilância nos valores políticos da juventude

Autores

  • Jennifer Azambuja de Morais UFRGS
  • Alexsander Dugno Chiodi
  • Felipe Silva Milanezi

DOI:

https://doi.org/10.28998/lte.2022.n.2.13620

Palavras-chave:

Capitalismo de vigilância. Juventude. Democracia. Internet

Resumo

A política tem sofrido mudanças substanciais após o advento das redes sociais e de seu uso político. Assim, surge a discussão sobre o capitalismo de vigilância e de como empresas que monopolizam o uso de redes sociais tem um impacto significativo na vida dos cidadãos e na política, seja por suas ações ou omissões. O presente artigo tem como objetivo investigar qual é o impacto do capitalismo de vigilância na cultura política dos jovens porto-alegrenses. A hipótese formulada é de que o capitalismo de vigilância estimula valores mais individualizantes e uma rejeição à política em geral, com efeito nos valores e atitudes dos jovens. Para testar a hipótese a metodologia utilizada é a quantitativa, através de análise descritiva de dados do survey aplicado com jovens de ensino médio de Porto Alegre, no ano de 2019.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ALMOND, Gabriel; VERBA, Sydnei. The civic culture revisited. California: Sage Publications, 1963.

ANDRADE, Felipe Bezerra de. O YouTube como aparelho privado de hegemonia: a experiência da onda conservadora no Brasil contemporâneo. 2021. Dissertação de Mestrado. Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

ANDREEVA, Marija. (Re)shaping political culture and participation through social networks. Journal of Liberty and International Affairs, v. 5, n. 2, p. 43-54, 2019 (tradução nossa).

ASKEGAARD, Søren.; LINNET, Jeppe Trolle. Towards an Epistemology of Consumer Culture Theory: Phenomenology and the context of context. Marketing Theory, v. 11, n. 4, p. 381-404, 2011.

BAQUERO, Marcello. Apresentação. In: Marcello Baquero (Org.). A Juventude e os desafios da construção democrática no Brasil. 1 ed. Porto Alegre: Escritos, 2018, p. 7-14.

BAQUERO, M.; BAQUERO, R. Capital Social e Empoderamento no Desenvolvimento Social: Um Estudo com Jovens. Sociedade em Debate, [S. l.], v. 13, n. 1, p. 47-64, 2012.

BAQUERO, Marcello; BERNARDI, Ana Júlia; MORAIS, Jennifer Azambuja de. Padrões emergentes de uma cultura política juvenil no sul do Brasil. Revista Eletrônica do Programa de Pós-graduação da Câmara dos Deputados, v. 12, p. 42-63, 2019

BAQUERO, Marcello; MORAIS, Jennifer Azambuja de. Is the construction of a new youth political culture underway? In: Marcello Baquero (Org.). The youth and the challenges for building democracy in Brazil. 1 ed. Porto Alegre: Escritos, 2020, v. 1, p. 15-56.

CASTELLS, Manuel. A Sociedade em rede. São Paulo: Paz e Terra, 2007.

DARDOT, Pierre; LAVAL, Christian. A nova razão do mundo. Boitempo editorial, 2017.

DE FARIA, Julian Affonso; MAGALHÃES, Cláudio Márcio. O Capitalismo de Vigilância e a Política da Desinformação. Interações: Sociedade e as novas modernidades, n. 40, p. 60-79, 2021.

FUKS, Mario. Efeitos diretos, indiretos e tardios: trajetórias da transmissão intergeracional da participação política. Lua Nova, São Paulo, n. 83, p. 145-178, 2011.

GOMES, Wilson. Internet e participação política em sociedades democráticas. Revista Famecos, v. 12, n. 27, p. 58-78, 2005.

MALY, Ico. Algorithmic populism and algorithmic activism. Diggit Magazine, 2018.

MALY, Ico. Algorithmic populism and the datafication and gamification of the people by Flemish Interest in Belgium. Trabalhos em Linguística Aplicada, v. 59, p. 444-468, 2020.

MARTINO, Luís Mauro Sá. Teoria das Mídias Digitais: linguagens, ambientes e redes. Petrópolis: Editora Vozes Limitada, 2014.

MIGUEL, Luis Felipe. Os meios de comunicação e a prática política. Lua Nova: Revista de Cultura e Política, p. 155-184, 2002.

MOISÉS, José Álvaro. Cidadania, confiança política e instituições democráticas. In: MOISÉS, José Álvaro; MENEGUELLO, Rachel. A desconfiança política e os seus impactos na qualidade da democracia. São Paulo: EDUSP, 2013.

MORAIS, Jennifer Azambuja de. Cultura Política e Capital Social: os efeitos do uso da internet na socialização de jovens no Sul do Brasil. Orientador: Cesar Marcelo Baquero Jacome. 286 f. Tese (Doutorado em Ciência Política) – Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2017.

NUPESAL. Núcleo de Pesquisa sobre a América Latina. Democracia, valores políticos e capital social: um estudo comparativo de socialização política dos jovens no Sul do Brasil (Porto Alegre). 2019.

PNAD, IBGE. Pesquisa nacional por amostra de domicílios. Rio de Janeiro: IBGE, 2018.

RECUERO, Raquel. Disputas discursivas, legitimação e desinformação: o caso Veja x Bolsonaro nas eleições de 2018. Comunicação, Mídia e Consumo, São Paulo, v. 16, n. 47, set.-dez. 2019.

RECUERO, Raquel. #FraudenasUrnas: estratégias discursivas de desinformação no Twitter nas eleições 2018. Rev. bras. linguist. apl., Belo Horizonte, v. 20, n. 3, p. 383-406, set. 2020.

SANTOS, Rogerio Dultra dos. Estado de exceção e criminalização da política pelo mass media. Sistema Penal & Violência, Revista Eletrônica da Faculdade de Direito Programa de Pós-graduação em Ciências Criminais, v. 8, Porto Alegre: PUC-RS, p. 187-209, 2016.

SCHWAB, Klaus. The fourth industrial revolution. Currency, 2017 (tradução nossa).

VISCARDI, Janaisa Martins. Fake news, verdade e mentira sob a ótica de Jair Bolsonaro no Twitter. Trabalhos em Linguística Aplicada, v. 59, n. 2, p. 1134-1157, mai.-ago. 2020.

ZUBOFF, Shoshana. A era do capitalismo de vigilância. Rio de Janeiro: Editora Intrínseca, 2019.

Downloads

Publicado

2022-01-31

Como Citar

AZAMBUJA DE MORAIS, Jennifer; DUGNO CHIODI, Alexsander; SILVA MILANEZI, Felipe. Política no mundo digital:: o impacto da exposição ao capitalismo de vigilância nos valores políticos da juventude. Latitude, Maceió-AL, Brasil, v. 16, n. 2, p. 140–157, 2022. DOI: 10.28998/lte.2022.n.2.13620. Disponível em: https://seer.ufal.br/index.php/latitude/article/view/13620. Acesso em: 14 jul. 2024.

Edição

Seção

DOSSIÊ: REDES SOCIAIS EM CONTEXTO DA MUDANÇA: AS RELAÇÕES DE SOCIABILIDADE A PAR

Artigos Semelhantes

<< < 1 2 3 4 5 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.