A APLICAÇÃO DO PRINCÍPIO DA SOLIDARIEDADE SOCIAL NO BRASIL SOB A ÓTICA DE JOHN RAWLS

Kaline Pacífico de Britto Machado

Resumo


Pretende-se demonstrar o instituto da Solidariedade Social do art. 3º da Constituição, como um valor, um princípio e um dever fundamental, dentro da concepção e do sentido de justiça defendidos por John Rawls, em sua Teoria de Justiça. Assim, defende-se que a prática da solidariedade social por meio do pagamento dos tributos pela sociedade é o único instrumento de consolidação dos verdadeiros valores sociais consagrados no Texto Maior, capazes de alcançar uma estrutura coletiva mínima, idealizada na concepção de que ser solidário é ser capaz de exercer a cidadania fiscal, no atual sistema tributário nacional.


Palavras-chave


Solidariedade Social. Dever fundamental do contribuinte. Teoria de Justiça de John Rawls. Aplicação no direito brasileiro

Texto completo:

PDF


Direitos autorais



REGISTRE-SE NA PLATAFORMA

                                                                                                                                                                                                       

 

               


         


             

 _______________________________________________________

                            


Endereço:

Universidade Federal de Alagoas (UFAL). Faculdade de Direito de AlagoasPrograma de Pós-Graduação em Direito. Campus A. C. Simões Av. Lourival Melo Mota, s/n, Tabuleiro do Martins. CEP: 57072-970 Maceió – Alagoas – Brasil.

E-mail: revistamestradodireitoufal@gmail.com 

Telefone: 82-3214-1255