Construção das identidades negras no Canto de Xangô de Baden Powell e Vinicius de Moraes.

Autores

  • Fábio Eduardo Matias de Siqueira UNICAMP

Resumo

O objetivo deste artigo é analisar a música “Canto de Xangô” do disco “Os Afro-sambas”, de 1966, e também a regravação da mesma faixa no disco de 1990 , de Baden Powell e Vinicius de Moraes, buscando apontar suas possíveis contribuições nas construção das identidades negras no Brasil. Para isso, propõe-se uma análise da letra da música composta por Vinicius de Moraes e da estrutura composicional da canção feita por Baden Powell, e como elementos da mitologia afro-brasileira e do processo de diáspora imposto pela escravidão, a busca ancestral pela memória negra e o racismo estrutural na sociedade brasileira apresentam essas identidades negras na música analisada.

Biografia do Autor

Fábio Eduardo Matias de Siqueira, UNICAMP

Graduando em música pela UNICAMP no curso de Licenciatura em Artes - Música, é produtor, compositor, músico e artivista com um EP e um disco gravado.

Downloads

Publicado

16/12/2020

Como Citar

de Siqueira, F. E. M. (2020). Construção das identidades negras no Canto de Xangô de Baden Powell e Vinicius de Moraes. CADERNOS CÊNICOS, 2(3), 15. Recuperado de https://seer.ufal.br/index.php/CadCenicos/article/view/11577

Edição

Seção

Artigos