A afirmação da petite bourgeoisie formada pelos pioneiros da Sulanca em Santa Cruz do Capibaribe-PE

Autores

  • Annahid Burnett UFPB

DOI:

https://doi.org/10.28998/lte.2014.n.2.1613

Palavras-chave:

Sulanca, nativos, forasteiros, Santa Cruz do Capibaribe

Resumo

Este artigo propõe uma reflexão para analisar a expansão do fenômeno produtivo/comercial Sulanca, que produziu uma elite formada pelos pioneiros nativos de Santa Cruz do Capibaribe, a qual manteve o controle econômico e político da região. Esse grupo reproduz um discurso de “nativos” e “forasteiros” para se diferenciar dos elementos exógenos às origens da Sulanca, os quais vieram participar da economia sulanqueira local a posteriori. Como metodologia, utilizamos principalmente, recursos da história oral de vida desses protagonistas da Sulanca.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2018-05-16

Como Citar

BURNETT, Annahid. A afirmação da petite bourgeoisie formada pelos pioneiros da Sulanca em Santa Cruz do Capibaribe-PE. Latitude, Maceió-AL, Brasil, v. 8, n. 2, 2018. DOI: 10.28998/lte.2014.n.2.1613. Disponível em: https://seer.ufal.br/index.php/latitude/article/view/1613. Acesso em: 20 jun. 2024.

Edição

Seção

Artigos

Artigos Semelhantes

1 2 3 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.