Percepções dos alunos de Física da UFAC sobre o curso

Ynara Gabrielly Magalhães Rocha, Bianca Martins Santos, Antônio Romero da Costa Pinheiro

Resumo


O trabalho concentra-se na análise qualitativa com alunos do curso de Licenciatura em Física da Universidade Federal do Acre (UFAC) para investigar a concepção dos graduandos referentes aos conteúdos programáticos do curso, bem como o alcance da divulgação dos eventos científicos sucedidos pela instituição, além de analisar os pontos positivos e negativos do curso e indagar de que forma estes podem ser melhorados. A análise foi baseada em questionário com perguntas abertas e fechadas. Como resultado verificou-se que grande parte dos discentes estão satisfeitos com a graduação e pretendem terminar o curso. Além disso, observou-se a necessidade de investir em recursos tecnológicos e na divulgação do curso para maior visibilidade do mesmo, aumentando o interesse da comunidade em ingressar no curso, como medida de diminuir o índice de evasão.

Texto completo:

PDF

Referências


AFONSO, E. G. M. A divulgação científica para o grande público: O papel das relações públicas. O caso do CIIMAR. (Dissertação) Conclusão do curso de Mestrado em Ciências da Computação (Porto), 2008.

ARANHA, A. V. S; SOUZA, J. V. A. As licenciaturas na atualidade: nova crise? Educar em Revista, Curitiba, n. 50, p. 69-86, 2013.

ARAÚJO, R.P; UCHOA, J. D. As dificuldades na aprendizagem de física no ensino médio da Escola Estadual Dep. Alberto de Moura Monteiro, 2015. Disponível em: http://bia.ifpi.edu.br:8080/jspui/bitstream/prefix/102/1/As%20dificuldades%20na%20aprendizagem%20de%20f%C3%ADsica%20no%20ensino%20m%C3%A9dio%20da%20Escola%20Estadual%20Dep.%20Alberto%20de%20Moura%20Monteiro.pdf. Acesso em: 14 fev 2019.

ATAÍDE, A. R. P; VASCONCELOS, V. C. A escolha pela licenciatura em física – uma análise feita com estudantes ingressantes na UEPB. In: 2º Congresso Nacional de Educação, 2015.

BARREIROS, J. L. Fatores que influenciam na motivação de professores. (Dissertação) Conclusão de curso de Psicologia. Centro Universitário de Brasília (Brasília), 2008.

CARVALHO, Anna M. P., Pérez, Daniel G.; Formação de Professores de Ciências: tendências e inovações. Cortez Editora, 9° Ed., São Paulo, 2009.

COSTA, A. P; OLIVEIRA, L. R. Investigação qualitativa em educação: O professor-investigador. Rev. Port. de Educação, v. 28, n. 2, Braga, 2015.

CUSTÓDIO, J. F; PIETROCOLA, M; CRUZ, F. F. S. Experiências emocionais de estudantes de graduação como motivação para se tornarem professores de física. Cad. Bras. Ens. Fís., v. 30, n. 1, p. 25-57, 2013.

IMBERNÓN, F. Inovar o ensino e a aprendizagem na Universidade. São Paulo: Cortez Editora, 2012.

KOHN, K; MORAES, C. H. O impacto das novas tecnologias na sociedade: Conceitos e características da Sociedade da Informação e da Sociedade Digital. In: III Intercom Júnior – Jornada de Iniciação Científica em Comunicação, 2007.

MARQUES, A. C. T. L; MARANDINO, M. Alfabetização científica, crianças e espaço de educação não formal: diálogos possíveis. Educ. Pesqui., São Paulo, v. 44, e170831, 2018.

MAZUROSKI JR, A; AMATO, L. J. D; JASINSKI, L; SAITO, M. Variação nos estilos de aprendizagem: Investigando as diferenças individuais na sala de aula. ReVEL, v. 6, n. 11, 2008.

MOREIRA, M.A. Teorias de Aprendizagem. São Paulo: E.P.U., 2. Ed. ampl., 2015.

SANTOS, J. A; FRANÇA, K. V; SANTOS, L. S. B. Dificuldades na aprendizagem de matemática. (Dissertação) Conclusão de curso de Licenciatura em Matemática. Centro Universitário Adventista de São Paulo (São Paulo), 2007.

SILVA, S. A. Os novos estudantes de Licenciatura no contexto da expansão do Ensino Superior. Rev. UEMG, v. 17, n. 23, p. 59-84, 2014.

SOARES, M, M. A evasão nos cursos de licenciatura em física: Uma breve revisão bibliográfica. (Dissertação) Conclusão de curso de Licenciatura Plena em Física. Universidade estadual da Paraíba (Paraíba), 2014.

TOSTES, R. A. A importância da divulgação científica. Rev. Acad., Curitiba, v.4, n.4, p. 73-74, 2006.




DOI: https://doi.org/10.28998/2175-6600.2019v11n25p107-122

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

_________________________________________________________________________________________________________________________

CONTATO:

E-mail: debatesemeducacao@gmail.com

Universidade Federal de Alagoas – UFAL
Centro de Educação – CEDU
Programa de Pós-graduação em Educação – PPGE
Campus A. C. Simões
Av. Lourival Melo Mota, s/n - Tabuleiro do Martins
57072-900 - Maceió - AL, Brasil.
Telefone: +55 82 3214 1196
Link: http://www.seer.ufal.br/index.php/debateseducacao/

ISSN ELETRÔNICO: 2175-6600

DOI (Digital Object Identifier - Identificador de Objeto Digital)

Em 14 de dezembro de 2017, a Revista Debates em Educação passou a atribuir o DOI às suas publicações, padrão para identificação de documentos em redes digitais. 

Prefixo: 10.28998/2175-6600

QUALIS/CAPES (2013 - 2016):

– Ensino B1
– Interdisciplinar B4
– Letras / Linguística B4
– Psicologia B4
– Comunicação e Informação B4
– Sociologia B4
– Educação B5

PERIODICIDADE – QUADRIMESTRAL

De 2009 a 2016, a periodicidade da Revista Debates em Educação era semestral. A partir de 2017, a revista se tornou quadrimestral, de acordo com as datas abaixo:

– Primeiro quadrimestre: jan./abr. - limite para publicar a edição 30 abril.
– Segundo quadrimestre: maio/ago. - limite para publicar a edição 31 agosto.
– Terceiro quadrimestre: set./dez. - limite para publicar a edição 31 dezembro.

Os dizeres acima dizem respeito somente à data de publicação da edição e não ao envio de artigos.

O recebimento de artigos caracteriza-se por fluxo contínuo sem que seja possível prever a data de sua publicação.

________________________________________________________________________________________________________________________

A Revista Debates em Educação foi contemplada com o Edital Fapeal Nº 5/2016 Apoio à Editoração e Publicação de Periódicos Científicos e com o Edital Fapeal Nº 9/2018 Apoio à Editoração e Publicação de Periódicos Científicos.

________________________________________________________________________________________________________________________

A Revista Debates em Educação está indexada nas seguintes bases científicas.

 

. Open Journal Systems (OJS);

. Portal de Periódicos da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES);

. Sistema Regional de Información en Línea para Revistas Científicas de América Latina, el Caribe, España y Portugal (Latindex);

. Citas Latinoamericanas en Ciencias Sociales y Humanidades (CLASE);

. Diretório de Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras (Diadorim);

. Directory of Open Access Journals (DOAJ);

Indice de Revistas de Educación Superior e Investigación Educativa (IRESIE);

European Reference Index for the Humanities (ERIH);

. Google Scholar;

. Clasificación Integrada de Revistas Científicas (CIRC);

. Periódicos de livre acesso (LivRe);

. Red Iberoamericana de Innovación y Conocimiento Cientifico (REDIB);

. Sumários de Revistas Brasileiras (Sumários.org);

. Journals for Free (J4F);

. Information Matrix for the Analysis of Journals (MIAR);

. Directory of Research Journals Indexing (DRJI);

. Elektronische Zeitschriftenbibliothek (EZB);

. Bielefeld Academic Search Engine (BASE);

. World Catalog (WorldCat);

Finna | Satakunta University of Applied Sciences Library;

. CiteFactor;

International Institute of Organized Research (I2OR).

 

                 

_________________________________________________________________________________________________________________________

Licença Creative Commons

Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.