Gênero, trabalho e ação política no setor agrícola alagoano

Autores

  • Belmira Magalhães UFAL
  • Geice Silva UFAL
  • Felipe Thadeu Salles Motta UFAL

DOI:

https://doi.org/10.28998/lte.2011.n.1.1000

Palavras-chave:

Relações de produção e relações de gênero, trabalho doméstico não remunerado, exploração e afetividade

Resumo

Este artigo, a partir da fala de mulheres que participam da atividade agrícola, em Alagoas, tanto como trabalhadoras do setor como companheiras dos trabalhadores, apresenta dois enfoques principais que têm as relações de classe como determinante e o machismo como pontecializador da exploração do trabalhador. Enfatizamos o trabalho doméstico não remunerado, as consequências dessa atividade para a conscientização da mulher e, finalmente, a naturalização da descriminação feminina que se constrói, a partir da ênfase nas afetividades familiares.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2018-05-17

Como Citar

MAGALHÃES, Belmira; SILVA, Geice; MOTTA, Felipe Thadeu Salles. Gênero, trabalho e ação política no setor agrícola alagoano. Latitude, Maceió-AL, Brasil, v. 5, n. 1, 2018. DOI: 10.28998/lte.2011.n.1.1000. Disponível em: https://seer.ufal.br/index.php/latitude/article/view/1000. Acesso em: 25 jul. 2024.

Edição

Seção

Dossiê Ensino de Sociologia e Currículo

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.