Uma visão ecofeminista da bruxaria: caminhos para revisar nossas estruturas de conhecimento

Autores

  • Letícia Romariz Universidade Federal de Minas Gerais

Resumo

O ecofeminismo é uma área de estudo relativamente recente que se baseia no reconhecimento da relação entre as explorações de gênero e da natureza. Apesar de estarmos em uma época de crise ambiental prolongada, os estudos literários ligados à ecocrítica feminista ainda são poucos no contexto brasileiro. Entretanto, na literatura diversas autoras ocupam a vanguarda desses questionamentos da relação entre as opressões. Este artigo traz uma análise da obra das autoras Grace Nichols e Rupi Kaur que, usando as reflexões ecofeministas, parte do que chamamos de bruxaria para questionar nossas formas de conhecimento ditas racionais e neutras. A bruxaria enquanto uma forma de conhecimento afetiva e relacionada à esfera do natural pode ser utilizada – e o é nos poemas analisados aqui – para refletir sobre o que entendemos por conhecimento e expandir nossa visão.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Letícia Romariz, Universidade Federal de Minas Gerais

Licenciada em Letras- Inglês pela Universidade Federal de Alagoas (UFAL) e Mestre em Letras: Estudos Literários pelo Programa de Pós-Graduação Letras: Estudos Literários na Universidade Federal de Minas Gerais (Pós-Lit / UFMG), na área de concentração Literaturas de Língua Inglesa. Atualmente é doutoranda no Programa de Pós-Graduação em Letras: Estudos Literários da Universidade Federal de Minas Gerais (Pós-Lit / UFMG) em período de Doutorado Sanduíche na Universidade do Oregon (UO), com bolsa pela Coordenadenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES). Integrante do Grupo MareSal de Estudos e Pesquisa Interdisciplinares.

Downloads

Publicado

2023-12-05

Como Citar

ROMARIZ, Letícia. Uma visão ecofeminista da bruxaria: caminhos para revisar nossas estruturas de conhecimento. Leitura, [S. l.], v. 1, n. 79, p. 86–97, 2023. Disponível em: https://seer.ufal.br/index.php/revistaleitura/article/view/13893. Acesso em: 28 fev. 2024.

Edição

Seção

Dossiê de Estudos Literários: Desvairadas para além de 22