O espólio do autor: reflexão sobre a dinâmica da função autor na internet a partir de crônicas falsamente atribuídas a Luis Fernando Verissimo

a reflection on the dynamics of the author function based on texts falsely attributed to Luis Fernando Verissimo

Autores

  • Breno Fernandes PUC-SP

DOI:

https://doi.org/10.28998/2317-9945.202378.4-13

Resumo

Com bastante frequência se encontram na internet textos que levam a assinatura de autores ovacionados, mas que não foram escritos por eles. O gaúcho Luis Fernando Verissimo, com efeito, é um dos escritores nacionais contemporâneos que recorrentemente tem sua assinatura espalhada por textos apócrifos. A constatação desse fenômeno suscita duas questões que este artigo tenta responder. Em primeiro lugar: como se explicam a existência e a proficuidade de uma assinatura fajuta, associando determinado texto a Verissimo? Em seguida: qual o esteio da motivação que leva alguém a pôr a assinatura Luis Fernando Verissimo como marca de um texto próprio ou de outrem? As hipóteses que se apresentam como respostas partem dos conceitos de função autor, de Michel Foucault, e de performance do leitor, elaborado com base nas reflexões de Antoine Compagnon sobre a mimese. Com base neles se busca interpretar o fenômeno das assinaturas fajutas como ato de produção de sentido de si, que é também um sentido sobre o valor de si, do eu, engendrado a partir do outro.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Breno Fernandes, PUC-SP

Bacharel em Comunicação Social/ Jornalismo e em Letras Vernáculas, Mestre em Relações Internacionais e Doutor em Literatura & Cultura pela Universidade Federal da Bahia.

Downloads

Publicado

2023-10-23

Como Citar

FERNANDES, Breno. O espólio do autor: reflexão sobre a dinâmica da função autor na internet a partir de crônicas falsamente atribuídas a Luis Fernando Verissimo: a reflection on the dynamics of the author function based on texts falsely attributed to Luis Fernando Verissimo. Revista Leitura, [S. l.], v. 1, n. 78, p. 4–13, 2023. DOI: 10.28998/2317-9945.202378.4-13. Disponível em: https://seer.ufal.br/index.php/revistaleitura/article/view/16160. Acesso em: 22 abr. 2024.

Edição

Seção

Estudos Linguísticos