Planejamento do Turismo e stakeholders: abordagens, concepções, metodologias

Marcilio Lins de Medeiros Brito, Carlos Manuel Martins da Costa, Zélia Maria de Jesus Breda

Resumo


Este artigo visa à revisão da literatura produzida acerca do planejamento turístico e da participação de stakeholders, de modo a apresentar o state of art da investigação na área. O planejamento é função essencial para o desenvolvimento do turismo em qualquer destinação turística. Sem um processo de planejamento sistemático e institucionalizado, a atividade turística acontece de forma improvisada e tem seu desenvolvimento e sustentabilidade comprometidos. Para melhor entender como os investigadores têm tratado essas questões e quais conclusões foram apresentadas, buscou-se os artigos científicos produzidos no período de 1990 a abril de 2013, em bases de dados de produção científica, com seleção final de 23 artigos. Os principais resultados apontam para a existência de um planejamento do turismo falho ou inexistente, ausência de sustentabilidade no planejamento e prática do turismo, ausência ou baixa participação dos stakeholders, sobretudo da comunidade local, e a necessidade de aperfeiçoar a colaboração, as parcerias, a comunicação e os mecanismos de coordenação entre os diversos stakeholders.

Palavras-chave


Planejamento do turismo; Stakeholders; Sustentabilidade; Participação social; Comunidade local

Texto completo:

PDF



Locations of visitors to this page

Revista Iberoamericana de Turismo - RITUR Penedo, Alagoas, Brasil. ISSN: 2236-6040.


Licença Creative Commons
Os originais publicados na Revista Iberoamericana de Turismo estão disponibilizados de acordo com uma Licença Creative Commons 3.0 Brasil (obrigatoriedade de atribuição de créditos/vedado uso comercial/vedada criação de obras derivadas/permitida citação referenciada).