Projetos poéticos e a linguagem romanesca modernista

Autores

  • Eduardo de Lima Beserra Universidade Federal de Alagoas
  • Benedito Costa Neto Filho Universidade Federal do Paraná

Resumo

O objetivo deste texto consiste em delinear discussões em torno da Semana de Arte Moderna de 1922 e de suas implicações na instituição do romance moderno brasileira. Se esse gênero literário não foi o carro-chefe da exposição de 22, por que ainda se fala tanto da importância do romance em relação a esta semana? Se não houve exatamente lançamentos nos três dias da “semana”, haveria sentido falar no peso que o evento trouxe para o romance? A pergunta é retórica. Mas o que de novo poderíamos trazer a esse respeito, então? Talvez fazer um panorama, mesmo que provisório e, claro, arbitrário – e o que caberia em tão poucas páginas – do que se andava publicando em outros lugares. Para este esforço, foram acionados teóricos e estudiosos que problematizam os discursos e as ideias difundidas acerca da Semana de 22. Além disso, toma-se algumas obras da literatura moderna brasileira com o propósito de ilustrar o que aqui se discute.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Eduardo de Lima Beserra, Universidade Federal de Alagoas

Eduardo de Lima Beserra (assinatura: Eduardo Beserra) é Licenciado em Letras pela Universidade Federal Rural de Pernambuco - Unidade Acadêmica de Serra Talhada (UFRPE-UAST/2021) e Mestre em Estudos Literários pela Universidade Federal de Alagoas (PPGLL-UFAL/2023).

Benedito Costa Neto Filho , Universidade Federal do Paraná

Doutor em Estudos Literários pela Universidade Federal do Paraná.

Downloads

Publicado

2023-12-05

Como Citar

DE LIMA BESERRA, Eduardo; COSTA NETO FILHO , Benedito. Projetos poéticos e a linguagem romanesca modernista. Leitura, [S. l.], v. 1, n. 79, p. 33–43, 2023. Disponível em: https://seer.ufal.br/index.php/revistaleitura/article/view/13903. Acesso em: 28 fev. 2024.

Edição

Seção

Dossiê de Estudos Literários: Desvairadas para além de 22