Hierarquização de atrativos turísticos em Aracaju e Ilha Mem de Sá, Sergipe.

Lara Brunelle Almeida Freitas, Letícia Bianca Barros de Moraes Lima

Resumo


Este artigo aplicou a metodologia de hierarquização de atrativos turísticos (BRASIL, 2005) como ferramenta para análise da importância dos atrativos naturais locais que permeiam a região do Rio Vaza Barris e a Orla Marítima de Aracaju, no Polo Costa dos Coqueirais. O método de abordagem parte do dedutivo e os procedimentos metodológicos foram com base na pesquisa bibliográfica e de campo com observação in loco sistemática e não participante. Os dados coletados foram tabulados e analisados de acordo com a referida metodologia adaptada a partir do Programa de Regionalização do Turismo – Roteiros do Brasil, 2005; Organização Mundial do Turismo – OMT; Centro Interamericano de Capacitação Turística – CICATUR. Observou-se que a metodologia apresenta algumas incoerências referente às características peculiares a cada tipo de atrativo, levando à decisões subjetivas e circunstanciais.


Palavras-chave


Atrativos turísticos; Hierarquização Turística; Roteiro turístico.

Texto completo:

PDF



Locations of visitors to this page

Revista Iberoamericana de Turismo - RITUR Penedo, Alagoas, Brasil. ISSN: 2236-6040.


Licença Creative Commons
Os originais publicados na Revista Iberoamericana de Turismo estão disponibilizados de acordo com uma Licença Creative Commons 3.0 Brasil (obrigatoriedade de atribuição de créditos/vedado uso comercial/vedada criação de obras derivadas/permitida citação referenciada).