Características da sinalização de orientação nos atrativos turísticos: um estudo na cidade de Acari/RN

Autores

  • Chrístian Inácio dos Santos Universidade Federal do Rio Grande do Norte
  • Marcelo Chiarelli Milito Universidade Federal do Rio Grande do Norte
  • Mayara Ferreira de Farias Universidade Federal do Rio Grande do Norte
  • Ana Catarina Alves Coutinho Universidade Federal do Maranhão

Palavras-chave:

Planejamento Turístico, Sinalização de Orientação Turística, Guia Brasileiro de Sinalização de Orientação Turística, Acari/RN

Resumo

O desenvolvimento do turismo é regido por ações de planejamento que faz com que um local tenha uma oferta diferenciada, através da integração das comunidades locais com o visitante. Algo que interfere na demanda de turistas e bem-estar da qualidade local está relacionada ao deslocamento, principalmente influenciado pelo acesso aos espaços turísticos. Diante disto, a sinalização tem como finalidade garantir o fácil acesso às informações sobre quaisquer atrativos e por sua vez, possibilitar um deslocamento acessível. Neste sentido, este estudo tem como propósito analisar o espaço urbano bem como os principais pontos de interesse turístico rural da cidade de Acari localizada no interior do Rio Grande do Norte, buscando diagnosticar a existência e aplicabilidade correta das placas de sinalização de orientação turística baseada na metodologia do Guia Brasileiro de Sinalização de Orientação Turística.  O município apresenta potenciais turísticos em segmentos como natural, cultural, histórico e religioso. A partir dos resultados desse estudo pode-se perceber que no estudo de caso analisado o município apresenta poucas placas de sinalização de orientação turística dificultando o fluxo do turista e do residente. Limitações, sugestões e encaminhamentos para uma possível generalização dos resultados também foram apresentados no trabalho

Biografia do Autor

Chrístian Inácio dos Santos, Universidade Federal do Rio Grande do Norte

Graduado em Turismo pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte/Brasil.

Marcelo Chiarelli Milito, Universidade Federal do Rio Grande do Norte

Doutorando em Turismo pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte/Brasil. Máster em Dirección y Planificacióndel Turismo pela Universitat Rovira i Virgilli (2009), Mestrado em Turismo pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (2013) e Graduação em Turismo com habilitação em Gestão Hoteleira pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (2007). 

Mayara Ferreira de Farias, Universidade Federal do Rio Grande do Norte

Doutoranda e Mestre em Turismo pela UFRN (PPGTUR). Especialista em Gestão Pública Municipal pela UFPB. Especialista em História e Cultura Afro-Brasileira e Africana/NCCE (UFRN). Especialista em Política de Promoção da Igualdade Racial (UNIAFRO) pela UFERSA. Graduada em Letras Espanhol (IFRN). Bacharel em Turismo (UFRN). Técnico em Guia de Turismo Regional pelo SENAC (Natal). Licenciada em Filosofia pelo ISEP. Atua e pesquisa nas seguintes áreas: Planejamento do Turismo; Desenvolvimento e Gestão do Turismo; Teoria do Turismo.

Ana Catarina Alves Coutinho, Universidade Federal do Maranhão

Docente na Universidade Federal do Maranhão - UFMA - Campus de São Bernardo. Doutoranda em Turismo Pelo Programa de Pós Graduação em Turismo da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). Mestre em Turismo com período sanduíche em Universidade de Barcelona (UB). Possui graduação em Turismo pela mesma universidade. Técnica em Comércio Exterior. É lider do Grupo de Pesquisa em Planejamento e Gestão do Turismo (GPPGTUR). Identificação - ORCID: https://orcid.org/0000-0001-6654-6629

Downloads

Publicado

25/06/2019

Edição

Seção

Artigos