Da Belle Époque ao abandono: o Mercado de São Brás como patrimônio histórico e atrativo turístico de Belém-PA

Joelma Simone da Costa Souza, Raul Ivan Raiol de Campos, Maria Augusta Freitas Costa

Resumo


O espaço urbano de Belém apresenta um conjunto de edificações remanescentes de importantes períodos de sua história, destacando-se o período da Belle Époque como um dos mais importantes na construção dos patrimônios da cidade. Assim, o presente estudo trata de um importante patrimônio desse período, o Mercado de São Brás devido ao seu atual estado de abandono. A pesquisa teve como objetivo geral analisar a valorização sociocultural do Mercado de São Brás e sua importância como patrimônio histórico da cidade de Belém. Os procedimentos metodológicos envolveram levamentos bibliográficos, documentais e pesquisa de campo. Os resultados apontam que problema do abandono do Mercado de São Brás é decorrente da ausência de ações dos seus gestores, que contribuem para sua desvalorização e descaracterização; os atores sociais desejam que o Mercado de São Brás seja reformado e modernizado em razão de suas péssimas condições atuais; o turismo como fenômeno social e econômico contribuiria com o aumento de renda dos feirantes, que seriam os maiores beneficiados com as contribuições do turismo, além da sociedade e da própria cidade, com mais um atrativo, sendo uma alternativa viável para o Mercado de São Brás.


Palavras-chave


Mercado de São Brás. Patrimônio histórico. Abandono. Turismo

Texto completo:

PDF



Locations of visitors to this page

Revista Iberoamericana de Turismo - RITUR Penedo, Alagoas, Brasil. ISSN: 2236-6040.


Licença Creative Commons
Os originais publicados na Revista Iberoamericana de Turismo estão disponibilizados de acordo com uma Licença Creative Commons 3.0 Brasil (obrigatoriedade de atribuição de créditos/vedado uso comercial/vedada criação de obras derivadas/permitida citação referenciada).