Turismo e balcanismo a partir do Drácula, de Bram Stoker.

Ewerton Reubens Coelho-Costa

Resumo


Drácula, o conde vampiro da Transilvânia é personagem que se tornou famoso desde a publicação de um romance homônimo escrito pelo irlandês Bram Stoker. A fama da personagem é tamanha que movimenta diversos setores do mercado, e o turismo é um deles. Assim, o objetivo desse artigo é apresentar o contexto histórico que levou a obra Drácula, de Bram Stoker, a movimentar a atividade turística na Romênia pós-socialista. Para isso utilizou-se de um estudo exploratório baseado em revisão de literatura e pesquisa documental. Dentre os achados da pesquisa pode-se concluir que, o vampiro criado por Bram Stoker e o mito de Drácula influenciaram diretamente na maneira de como o governo romeno passou a trabalhar o turismo, principalmente para demandas ocidentais; e evidencia o poder da imagem, ligações com a identidade local e o que o descontrole de veiculação de uma imagem absorvida pelo turismo pode gerar para uma sociedade.


Palavras-chave


Drácula; Turismo; Balcanismo

Texto completo:

PDF



Locations of visitors to this page

Revista Iberoamericana de Turismo - RITUR Penedo, Alagoas, Brasil. ISSN: 2236-6040.


Licença Creative Commons
Os originais publicados na Revista Iberoamericana de Turismo estão disponibilizados de acordo com uma Licença Creative Commons 3.0 Brasil (obrigatoriedade de atribuição de créditos/vedado uso comercial/vedada criação de obras derivadas/permitida citação referenciada).