A CONSERVAÇÃO DO PATRIMÔNIO HISTÓRICO CULTURAL E OS PROFISSIONAIS DO TURISMO: UMA RELAÇÃO POSSÍVEL

Silvana do Rocio de Souza, Miguel Bahl

Resumo


Esta produção textual tem como objetivo refletir sobre a necessidade de conservar os bens históricos e culturais, a partir das responsabilidades dos profissionais do turismo em conservar estes bens. O método da pesquisa valeu-se dos ensinamentos da dialética enquanto método e metodologias decorrentes. Apresenta as categorias de análise: política, ideologia, cidadania, espaço, conservação e turismo, envolvendo a noção de patrimônio histórico e cultural inserido no amplo projeto de construção de uma identidade nacional, consolidando a cidadania e a noção de pertencimento. Traz uma reflexão sobre as políticas de conservação do patrimônio histórico e cultural assim como sobre a prática do profissional do turismo. Discute a relação entre os profissionais do turismo e o espaço concebendo os processos humanos como fruto de suas experiências no espaço, no tempo e nas relações de uns com os outros. Os resultados desta investigação apontam para a necessidade da formação de profissionais preocupados com a conservação dos bens históricos e culturais a partir do princípio de que quando o homem conhece sua história, preserva-a e transmite-a através da memória para as gerações futuras, afirmando-se conhecedor de seus direitos e deveres cidadãos.


Palavras-chave


Conservação do patrimônio. Espaço. Profissionais do turismo.

Texto completo:

PDF



Locations of visitors to this page

Revista Iberoamericana de Turismo - RITUR Penedo, Alagoas, Brasil. ISSN: 2236-6040.


Licença Creative Commons
Os originais publicados na Revista Iberoamericana de Turismo estão disponibilizados de acordo com uma Licença Creative Commons 3.0 Brasil (obrigatoriedade de atribuição de créditos/vedado uso comercial/vedada criação de obras derivadas/permitida citação referenciada).