Artigo O ensino da história da cultura afro-brasileira e indígena em escolas públicas do Município de Palmeira dos Índios – AL

Autores

  • Dehon da Silva Cavalcante SEDUC-AL

DOI:

https://doi.org/10.28998/rchv13n25.2022.0007

Palavras-chave:

Cultura. Escola. Perfil.

Resumo

Resumo: O escrito centra-se em refletir como se apresenta o ensino da História da cultura afro-brasileira e indígena em algumas escolas da rede regular de ensino do estado de Alagoas, alocadas no município de Palmeira dos Índios, responsáveis pela oferta do Ensino Médio. A título de amostragem de informações utilizou-se dos dados coletados junto às Escolas Estaduais:[1] “A”, “B”, “C”, “D” e “E”.  Considerando relevante para a práxis pedagógica o conhecimento do campo de atuação docente e os diálogos com a legislação que trata sobre esta temática, buscou-se analisar o perfil do corpo discente no que se refere ao pertencimento à cultura afro-brasileira e indígena. Assim, espera-se ampliar a discussão sobre a importância do conhecimento do perfil étnico-racial para a prática docente, corroborando, dessa forma, com o papel da escola enquanto instituição que pode contribuir para a construção do conhecimento científico e também na desconstrução dos preconceitos étnico-raciais.

 Palavras-chave: Cultura. Escola. Perfil.

[1] As Escolas Estaduais compreendidas como campo da pesquisa figuram neste trabalho identificadas com letras do alfabeto, evitando-se exarar o seu nome real por questão metodológica. Nota-se, ainda, que as escolas em questão pertencem a 3ª Gerência Regional de Ensino (3ª GERE).

Referências

ABREU, Martha. Cultura popular: um conceito e várias histórias. In: ABREU, Martha; SOIHET, Rachel. (Org.). Ensino de História: conceitos, temáticas e metodologia. 2. ed. Rio de Janeiro: Casa da Palavra, 2009.

AMARAL, Sharyse Piroupo do. História do negro no Brasil. Ministério da Educação. Secretária de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade. Salvador: 2011.

BITTENCOURT, Circe M. Fernandes. Ensino de história: Fundamentos e métodos. 5. ed. São Paulo, Cortez, 2018.

BRASIL. Ministério da Economia. Políticas Sociais: acompanhamento e análise. Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada. 2019.

BRASIL. Constituição (1988). Constituição da República Federativa do Brasil. Promulgada em 5 de outubro de 1988. Brasília, DF: Senado Federal, 2016.

BRASIL. Lei n. 10.639, de 09 de janeiro de 2003. Altera a Lei n. 9.394 de 20 de dezembro de 1996 para incluir no currículo oficial da Rede de Ensino a obrigatoriedade da temática História e Cultura Afro-Brasileira. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/2003/l10.639.htm>. Acesso em: 15 out. 2019.

BRASIL. Lei n. 11.645, de 10 de março de 2008. Altera a Lei 9.394 de 20 de dezembro de 1996, modificada pela lei n. 10.639, de 09 de janeiro de 2003 para incluir no currículo oficial da Rede de Ensino a obrigatoriedade da temática História e Cultura Afro-Brasileira e indígena. Disponível em:

<http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/2003/l10.639.htm>. Acesso em: 15 out. 2019.

GONTIJO, Rebeca. Identidade Nacional e Ensino de História: a diversidade como “patrimônio sociocultural”. In: ABREU, Marta; SOIHET, Rachel. (Org.). Ensino de História: conceitos, temáticas e metodologia. 2. ed. Rio de Janeiro: Casa da Palavra, 2009.

PEREIRA, N. Mullet; MEINERZ, C. Beatriz; PACIEVITCH, Caroline. Viver e Pensar a Docência em História diante das demandas sociais e identitárias do Século XXI. Revista História & Ensino, Londrina, v. 21, n.2, p.31-53, jul./dez. 2015.

SANTOS, Lorene dos. Ensino de História e cultura africana e afro-brasileira: dilemas e desafios da recepção à Lei 10.639/03. In: PEREIRA, Amilcar Araujo; MONTEIRO, Ana Maria (Org.). Ensino de História e culturas afro-brasileiras e indígenas. Rio de Janeiro: Pallas, 2013.

BRASIL. Lei n. 9.394, de 20 dezembro de 1996. Estabelece as Diretrizes e Bases da Educação Nacional. 2. ed. Brasília: Senado Federal, 2018.

COELHO, Wilma de Nazaré Baía; SILVA, Carlos Aldemir Farias da. Preconceito, discriminação e sociabilidades na escola. Educere et Educare, v.10. n. 20, p. 687-705, jul./dez. 2015.

GOHN, Maria da Glória. Movimentos Sociais na Contemporaneidade. Revista Brasileira de Educação, Caxambu, v. 16, n. 47. p.333-512, mai./ago. 2011.

MATTOS, Hebe. História e movimentos sociais. In: CARDOSO, Ciro Flamarion; VAINFAS, Ronaldo (Org.). Novos Domínios da História. Rio de Janeiro: Elsevier, 2012.

MATTOS, Hebe Maria. O Ensino de História e a luta contra a discriminação racial no Brasil. In: ABREU, Martha; SOIHET, Rachel. (Org.). Ensino de História: conceitos, temáticas e metodologia. 2. ed. Rio de Janeiro: Casa da Palavra, 2009.

MULLER, Tania M. Pedroso. Livro didático, educação e Relações étnico-raciais: o estado da arte. Educar em Revista, Curitiba, v. 34, n. 69, p.77-95, mai./jun. 2018.

OLIVA, Anderson. Lições sobre a África: Diálogos entre as representações dos africanos no imaginário Ocidental e o ensino da história da África no Mundo Atlântico (1990-2005). 2007. 404 f. Tese (Doutorado em História) - Universidade de Brasília, Brasília, 2007, p.222.

ENTREVISTAS

Professor Alfredo Celestino. O Ensino da História da Cultura Afro-brasileira e Indígena na Educação Básica no estado de Alagoas (1988-2012). Entrevista. Palmeira dos Índios, Alagoas, 07 out. 2019.

Professor Zumbi dos Palmares. O Ensino da História da Cultura Afro-brasileira e Indígena na Educação Básica no estado de Alagoas (1988-2012). Entrevista. Palmeira dos Índios, Alagoas, 19 ago. 2019.

Downloads

Publicado

04/08/2022

Como Citar

Cavalcante, D. da S. (2022). Artigo O ensino da história da cultura afro-brasileira e indígena em escolas públicas do Município de Palmeira dos Índios – AL. Revista Crítica Histórica, 13(25). https://doi.org/10.28998/rchv13n25.2022.0007

Edição

Seção

Dossiê Ensino de História: etnicidade e relações raciais