Letramento, literalidade e fôrma-leitor: análise de comentários de internautas sobre letras de músicas contemporâneas

Autores

  • Juan Monteiro Universidade Federal de Alagoas
  • Thais Dias de Almeida Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia
  • Anderson de Carvalho Pereira Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia

DOI:

https://doi.org/10.28998/revistaleitura.v1i73.13173

Resumo

Este artigo mostra a análise de efeitos de sentidos que circulam em ambientes virtuais a partir de interpretações de letras de músicas. O objetivo central é pontuar lugares da interpretação pelos quais o sujeito leitor-comum não estranha o sentido, não opera na polissemia e, portanto, é interpelado pela literalidade e pela fôrma-leitor. Fundamentada na Análise de Discurso (doravante AD) pecheutiana, a pesquisa decorre da análise de letras de músicas e de postagens, publicações, falas, diálogos, intercâmbios conceituais entre internautas sobre letras de músicas. Desse modo, o dispositivo teórico-analítico é formado principalmente pelo enlace de questões levantadas a partir deste corpus discursivo com noções sobre oralidade, letramento e fôrma-leitor que apontam algumas alternativas possíveis para o sujeito em uma sociedade letrada. As análises apresentam questões decorrentes deste caminho teórico e metodológico na esfera do debate sobre a relação entre práticas letradas, ensino e usos da leitura, na escolarização e fora dela

Downloads

Publicado

30/08/2022

Como Citar

MONTEIRO, J.; DIAS DE ALMEIDA, T.; DE CARVALHO PEREIRA, A. Letramento, literalidade e fôrma-leitor: análise de comentários de internautas sobre letras de músicas contemporâneas. Leitura, [S. l.], v. 1, n. 73, p. 55–71, 2022. DOI: 10.28998/revistaleitura.v1i73.13173. Disponível em: https://seer.ufal.br/index.php/revistaleitura/article/view/13173. Acesso em: 8 dez. 2022.

Edição

Seção

Estudos Linguísticos