Organização, recuperação, acesso e uso de conteúdos em plataformas de streaming

estudo de caso na Netflix

Autores

DOI:

https://doi.org/10.28998/cirev.2022v9n1/3m

Palavras-chave:

Organização da Informação. Recuperação da Informação, Acesso à informação, Plataformas de Streaming, Netflix.

Resumo

Apresenta um breve histórico do desenvolvimento das Tecnologias da Informação e Comunicação, descrevendo como essas tecnologias trouxeram desafios para os profissionais e para a Biblioteconomia. Discorre acerca da Web e como os seus avanços impactaram na criação de novas formas de entretenimento, por exemplo, o uso de mídias sociais e das plataformas de streaming. Tem como objetivo geral analisar como os conteúdos são organizados, acessados e usados em plataformas de streaming, em especial a Netflix, com vistas a desvendar novos cenários para a atuação do(a) Bibliotecário(a). Utiliza como metodologia as pesquisas bibliográfica, exploratória, descritiva e documental mediante abordagem qualitativa. Para tanto, foram analisadas as produções científicas acerca da temática, sites e plataforma de streaming, como a Netflix. Apresenta como resultados múltiplas atividades que podem ser desempenhadas por bibliotecários(as), com objetivo de melhorar especialmente a experiência do usuário e o funcionamento dessas plataformas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fabiana Guimarães Coutinho, Universidade Federal do Rio de Janeiro

Graduanda em Biblioteconomia e Gestão de Unidades de Informação pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. Graduanda em Gestão da Tecnologia da Informação pela Universidade Estácio de Sá - Rio de Janeiro.  

Raimunda Fernanda dos Santos, Universidade Federal do Rio de Janeiro

Doutora em Ciência da Informação pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB). Mestra em Ciência da Informação pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Bacharel em Biblioteconomia pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). Docente do departamento de Biblioteconomia da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Pesquisadora Líder do Grupo de Pesquisa do CNPq #FolkCoLAb- Colaboratório de pesquisas e práticas sobre Folksonomia e Sistemas Híbridos de Organização do Conhecimento.

Referências

AMARAL, Inês. Redes Sociais na Internet: sociabilidades emergentes. Beira do Interior: LabCom.IFP, 2016. Disponível em: http://labcom.ubi.pt/ficheiros/201701311021-201619_redessociais_iamaral.pdf. Acesso em: 17 mar. 2021.

AMARAL, Marcela Rodrigues do. O valor do Netflix para o consumidor brasileiro. 2016. Dissertação (Mestrado em Gestão Empresarial) – Escola Brasileira de Administração Pública e de Empresas, Fundação Getúlio Vargas, Rio de Janeiro, 2016.

AQUINO, Maria Clara. A potencialização da Memória Coletiva através do Hipertexto na Web 2.0. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE CIÊNCIAS DA COMUNICAÇÃO, 30. 2007, Santos. Anais[...]. São Paulo: Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação (Intercom), 2007. p. 1-16. Disponível em: http://www.intercom.org.br/papers/nacionais/2007/resumos/R1094-1.pdf. Acesso em: 17 mar. 2021.

ARAÚJO, Andrei Roberto et al. Cultura da Convergência e Classificação: uma aplicação das categorias PMEST de Ranganathan no catálogo da Netflix. Biblionline, Paraíba, v. 14, n. 1, p. 91-105, 2018. Disponível em: https://doi.org/10.22478/ufpb.1809-4775.2018v14n1.40691. Acesso em: 17 mar. 2021.

ARAÚJO, Vania Hermes de. Sistemas de Informação e a teoria do caos. Curitiba: Appris, 2019.

BBC. Tudo que a Netflix sabe sobre você (e por que quer saber tanto). [S.l], 2017. Disponível em: https://www.bbc.com/portuguese/geral-39832577. Acesso em: 21 set. 2020.

CAMBRIDGE ADVANCED LEARNER'S DICTIONARY & THESAURUS. Deep Learning. Cambridge: Cambridge University Press, 2021. Disponível em: https://dictionary.cambridge.org/pt/dicionario/ingles/deep-learning. Acesso em: 17 mar. 2021.

CANALTECH. Netflix: Brasil é 3º maior mercado e 2º em número de assinantes. [S.l.], 2020. Disponível em: https://canaltech.com.br/resultados-financeiros/netflix-brasil-e-3o-maior-mercado-e-2o-em-numero-de-assinantes-166515/#:~:text=A%20Netflix%20conta%20com%20182,19%20bilh%C3%B5es%20de%20d%C3%B3lares%2C%20mundialmente. Acesso em: 17 mar. 2021.

CANALTECH. Quantos filmes estão disponíveis na Netflix?: uma resposta aproximada. [S.l.], 2020. Disponível em: https://canaltech.com.br/entretenimento/quantos-filmes-estao-disponiveis-na-netflix-uma-resposta-aproximada/. Acesso em: 17 mar. 2021.

CHEN, Alex; BASILICO, Justin; AMATRIAIN, Xavier. Distributed Neural Networks with GPUs in the AWS Cloud. Los Gatos: Netflix Technology Blog, 2014. Disponível em: https://netflixtechblog.com/distributed-neural-networks-with-gpus-in-the-aws-cloud-ccf71e82056b. Acesso em: 17 mar. 2021.

CHMIELEWSKI, Dawn. Como Reed Hastings, o criador da Netflix, reescreveu o script de Hollywood. [S. l.]: Forbes Brasil, 2020. Disponível em: https://forbes.com.br/negocios/2020/09/como-reed-hastings-o-criador-da-netflix-reescreveu-o-script-de-hollywood/.Acesso em: 17 mar. 2021.

CHOUDHURY, Nupur. World Wide Web and its journey from Web 1.0 to Web 4.0. International Journal of Computer Science and Information Technologies, [S. l.], v. 5, n.6, p. 8096-8100, 2014. Disponível em: http://www.ijcsit.com/docs/Volume%205/vol5issue06/ijcsit20140506265.pdf. Acesso em: 17 mar. 2021.

DEMARTINI, Felipe. Plataformas de Streaming já concentram a segunda maior audiência no Brasil. [S.l.], CanalTech, 9 jul. 2020. Disponível em: https://canaltech.com.br/mercado/plataformas-de-streaming-ja-concentram-a-segunda-maior-audiencia-no-brasil-167786/. Acesso em: 17 mar. 2021.

EXAME. Netflix já tem mais assinantes no Brasil do que a TV a Cabo, diz estudo. [S.l], 2020. Disponível em: https://exame.com/tecnologia/brasil-tem-mais-assinaturas-de-netflix-que-de-tv-a-cabo-diz-analise/. Acesso em: 17 mar. 2021.

GARCÍA, Thais Xavier; VIEIRA, Angel Freddy Godoy. Biblioteca 2.0: levantamento do seu uso em bibliotecas. Ciencias de La Información, Cuba, v. 41, n. 2, maio-ago. 2010, p. 17-26.

GIL, Antonio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2002.

GIL, Antonio Carlos. Métodos e técnicas de pesquisa social. 6.ed. São Paulo: Atlas, 2008.

GUIMARÃES, Julian Guilherme Fermino. Netflix: perspectivas do consumo de produtos audiovisuais por meio de uma tecnologia centrada no bios midiático e na sociedade bolha. Trabalho de Conclusão de Curso (Especialização em Mídia, Informação e Cultura) - Centro de Estudos Latino-Americanos sobre Cultura e Comunicação, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2017. Disponível em: http://celacc.eca.usp.br/sites/default/files/media/tcc/artigo_netflix-julian_guilherme_fermino_guimaraes_1.pdf. Acesso em: 17 mar. 2021.

HASTINGS, Reed; MEYER, Erin. A regra é não ter regras: A Netflix e a cultura de reinvenção. Rio de Janeiro: Intrínseca, 2020.

HAYKIN, S. S. Neural networks: a comprehensive foundation. New York: Macmillan

College Publishing, 1994. 696 p.

LANCASTER, F. W. Indexação e resumos: teoria e prática. 2. ed. Brasília, DF: Briquet de Lemos, 2004.

MACAMBYRA, Marina. Manual de catalogação de filmes da Biblioteca da ECA. São Paulo: Serviço de Biblioteca e Documentação/ECA/USP, 2009. 68 p.

MARCONDES, Carlos Henrique. Em busca de uma semântica do digital, ou “as they may think”. PontodeAcesso, Salvador, v. 6, n. 2, p. 35-73, dez. 2012. Disponível em: http://dx.doi.org/10.9771/1981-6766rpa.v6i2.6103. Acesso em: 17 mar. 2021.

MICHAELIS ON-LINE. Download. São Paulo: Melhoramentos, 2020. Disponível em: https://michaelis.uol.com.br/moderno-portugues/busca/portugues-brasileiro/download/. Acesso em: 17 mar. 2021.

MINAYO, M. C. de S. O desafio da pesquisa social. In: MINAYO, M. C. de S. (Org.). Pesquisa social: teoria, método e criatividade. 28. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2009.

NETFLIX. The story of Netflix. Los Gatos, 2020. Disponível em: https://about.netflix.com/en. Acesso em: 17 mar. 2021.

NETFLIX BRASIL. Busca simples. São Paulo, 2021. Disponível em: https://www.netflix.com/search?q=ax%C3%A9. Acesso em: 17 mar. 2021.

NETFLIX BRASIL. Categorias. 2021. Disponível em: https://www.netflix.com/browse. Acesso em: 17 mar. 2021.

NETFLIX BRASIL. Como funciona o sistema de recomendações da Netflix. São Paulo, 2020. Disponível em: https://help.netflix.com/pt/node/100639. Acesso em: 17 mar. 2021.

NETFLIX BRASIL. Indicação de séries. São Paulo, 2021. Disponível em: https://help.netflix.com/pt/node/100639. Acesso em: 17 mar. 2021.

NETFLIX BRASIL. Mais informações. São Paulo, 2021. Disponível em: https://www.netflix.com/browse. Acesso em: 17 mar. 2021.

NETFLIX BRASIL. Motor de busca do site da Netflix. São Paulo, 2021. Disponível em: https://www.netflix.com/browse. Acesso em: 17 mar. 2021.

NETFLIX BRASIL. Onde a Netflix está disponível. São Paulo, 2020. Disponível em: https://help.netflix.com/pt/node/14164. Acesso em: 17 mar. 2021.

NETFLIX BRASIL. Página principal. São Paulo, 2020. Disponível em: https://www.netflix.com/br/. Acesso em: 17 mar. 2021.

NETFLIX BRASIL. O título baixado mostra a mensagem “expirado”. São Paulo, 2021. Disponível em: https://help.netflix.com/pt/node/54865. Acesso em: 17 mar. 2021.

NETFLIX BRASIL. Redes sociais, informações empresariais e de acessibilidade. São Paulo, 2021. Disponível em: https://www.netflix.com/browse. Acesso em: 17 mar. 2021.

NETFLIX BRASIL. Sugestões de filmes semelhantes a Mamma Mia!. 2021. Disponível em:

https://www.netflix.com/browse/genre/13335. Acesso em: 17 mar. 2021.

NETFLIX INC. Menu do aplicativo para computador Windows 10. Netflix INC: [S.n.], 2021.

NETFLIX INC. Motor de busca do aplicativo para computador da Netflix. Netflix INC: [S.n.], 2021.

NETFLIX INC. Motor de busca do app iOS. 2021. Netflix INC: [S.n.], 2021.

NETFLIX INC. Símbolos para download. 2021. Netflix INC: [S.n.], 2021.

NETFLIX INC. Sugestões ao terminar de assistir uma comédia musical. 2021. Netflix INC: [S.n.], 2021.

NETFLIX INC. Página “Meus Downloads”. 2021. Netflix INC: [S.n.], 2021.

NETFLIX INVESTORS. Company profile. Los Gatos, 2020. Disponível em: https://www.netflixinvestor.com/ir-overview/profile/default.aspx. Acesso em: 17 mar. 2021.

NETFLIX RESEARCH. Machine Learning Platform: accelerating and democratizing Machine Learning innovation. Los Gatos, 2021. Disponível em: https://research.netflix.com/research-area/machine-learning-platform. Acesso em: 17 mar. 2021.

OEIRAS, Janne Yukiko Yoshikawa; ROCHA, Heloísa Vieira da. Uma modalidade de comunicação mediada por computador e suas várias interfaces. In: Workshop sobre Fatores Humanos em Sistemas Computacionais. 2000. p. 151-160. Disponível em: https://www.nied.unicamp.br/teleduc/wp-content/uploads/sites/2/2019/02/joeiras_ihc2000.pdf. Acesso em: 17 mar. 2021.

O’REILLY, Tim. What is Web 2.0: design patterns and business models for the next generation of software. [S. l.], 2005. Disponível em: https://www.oreilly.com/web2/archive/what-is-web-20.html. Acesso em: 17 mar. 2021.

O’REILLY, Tim; BATTELLE, John. Web squared: Web 2.0 five years on. Web 2.0 Summit: [S. l.], c. 2009. Disponível em: http://assets.en.oreilly.com/1/event/28/web2009_websquared-whitepaper.pdf. Acesso em: 17 mar. 2021.

POLLI, Marco Fábio. Sistemas Organização de computadores. Rio de Janeiro: Seses, 2014.

RAIMOND, Yves; BASILICO, Justin. Recommending for the world. Los Gatos: Netflix Technology Blog, 2016. Disponível em: https://netflixtechblog.com/recommending-for-the-world-8da8cbcf051b. Acesso em: 17 mar. 2021.

RIZZO, Lillian; FITZGERALD, Drew. Forget the Streaming Wars: pandemic-stricken 2020 lifted Netflix and others. The Wall Street Journal, 30 dez. 2020. Disponível em: https://www.wsj.com/articles/forget-the-streaming-warspandemic-stricken-2020-lifted-netflix-and-others-11609338780. Acesso em: 17 mar. 2021.

RECUEIRO, Raquel. Redes Sociais na Internet. Porto Alegre: Sulina, 2009.

RESMINI, A; ROSATI, L. Pervasive information architecture: designing cross-channel user experiences. Burlington: Elsevier, 2011.

SANTOS, Raimunda Fernanda dos; AGUIAR, Lehi Bezerra. Práticas de organização e tratamento da informação em órgãos oficiais de perícia criminal: novos cenários para a atuação do profissional da informação. Ciência da Informação em Revista, Alagoas, v. 7, n.2, p. 33-53, maio/ago. 2020.

SANTOS, Plácida Leopoldina Ventura Amorim da Costa; PEREIRA, Ana Maria. Catalogação: breve histórico e contemporaneidade. Niterói: Intertexto, 2014.

SAS. Machine Learning: o que é e qual sua importância. [S.l.], 2019. Diponível em: https://www.sas.com/pt_br/insights/analytics/machine-learning.html#:~:text=O%20aprendizado%20de%20m%C3%A1quina%20(em,o%20m%C3%ADnimo%20de%20interven%C3%A7%C3%A3o%20humana. Acesso em: 17 mar. 2021.

SHAPIRO, Ariel. Netflix stock hits Record high, is now worth more than Disney. Forbes, 16 abr.2020. Disponível em: https://www.forbes.com/sites/arielshapiro/2020/04/16/netflix-stock-hits-record-high-is-now-worth-more-than-disney/?sh=6e3563044b26. Acesso em: 17 mar. 2021.

SIQUEIRA, Jessica Camara. Biblioteconomia, documentação e ciência da informação: história, sociedade, tecnologia e pós-modernidade. Perspectivas em Ciência da Informação. [S.l.], v. 15, n. 3, p. 52-66, nov. 2010. Disponível em: http://portaldeperiodicos.eci.ufmg.br/index.php/pci/article/view/1124. Acesso em: 17 mar. 2021.

TECMUNDO. Amazon Prime Video supera marca de assinantes. [S.l.], 2020. Disponível em: https://www.tecmundo.com.br/internet/149871-amazon-prime-video-supera-marca-150-milhoes-assinantes.htm#:~:text=A%20Amazon%20divulgou%2C%20em%20comunicado,assinantes%20em%20todo%20o%20mundo. Acesso em: 17 mar. 2021.

TORRES, Simone; ALMEIDA, Maurício. Classificação: uma operação inerente às linguagens documentárias? DataGramaZero, v.16, n. 2, jun. 2015.

UPHOFF, Kelly. Data Science @ Netflix & Promoting Originals!.Vale do Silício: Netflix Research, 2017.Disponível em: https://www.linkedin.com/pulse/data-science-netflix-promoting-originals-kelly-uphoff/?lipi=urn%3Ali%3Apage%3Ad_flagship3_profile_view_base_post_details%3Bxzhfbq0eS1u%2BfZY4fSlayA%3D%3D. Acesso em: 17 mar. 2021.

WEARENETFLIX. What is Netflix Research?. 2018. (2m27s). Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=1v3AcI73NIk. Acesso em: 17 mar. 2021.

WHITE, Curt M. Redes de Computadores e Comunicação de Dados. São Paulo: Cengage Learning, 2011.

Downloads

Publicado

2023-04-06

Como Citar

Coutinho, F. G., & Santos, R. F. dos. (2023). Organização, recuperação, acesso e uso de conteúdos em plataformas de streaming : estudo de caso na Netflix. Ciência Da Informação Em Revista, 9(1/3), 1–22. https://doi.org/10.28998/cirev.2022v9n1/3m

Edição

Seção

Artigos | Articles

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.