Dossiê Rio Doce: uma possibilidade de leitura visual em uma narrativa multimídia e multimodal

Eliziane Cristina da Silva de Oliveira, Luana Teixeira de Souza Cruz

Resumo


A proposta deste trabalho é analisar narrativas imagéticas produzidas e veiculadas em ambiente digital (site, Instragram e Facebook) e impresso (revista trimestral) do projeto de divulgação científica Minas Faz Ciência, após o rompimento da barragem de Fundão, em Mariana. O conjunto do material denominado Dossiê Rio Doce apresenta estudos desenvolvidos por cientistas de universidades e centros de pesquisa mineiros para recuperação da bacia do Rio Doce. O Dossiê, conceitualmente, é uma narrativa multimídia e multimodal que privilegiou o uso de imagens e esse é o ponto principal da análise proposta: compreender a importância das imagens na construção de narrativas jornalísticas, tanto no ambiente digital, quanto em suporte impresso. A análise proposta foi realizada a partir do conceito de imagem adotado por Martine Joly (2012), para quem imagem é algo que, embora nem sempre remeta ao visível, toma alguns traços emprestados do visual e depende da produção de um sujeito que a produz ou reconhece. Partindo daí, e considerando como particularidade do objeto analisado a necessidade de transcriação de informações científicas para um público diverso, entendemos que o uso de imagens pode contribuir de forma positiva para melhor compreensão das informações presentes nos textos verbais publicados nas diversas plataformas.

 

Rio Doce dossier: a possibility of visual reading in a multimedia and multimodal narrative

This work aims to analyze the visual narratives in digital and print media of the popular science project Minas Faz Ciência. The whole of the material called Dossiê Rio Doce presents studies concerning the recovery of the Rio Doce drainage basin developed by scientists from universities and research centers of Minas Gerais. The Dossier, in conceptual terms, is a multimedia and multimodal narrative that privileges the use of images and this is the main point of the proposed analysis: to understand the importance of images in the construction of journalistic narratives. The analysis was performed based on the concept of image developed by Martine Joly (2012), who understands image as something that, although not always attached to the visible, takes some features borrowed from the visual and depends on the production of a reader that produces or recognizes. We studied the content produced for Minas Faz Ciência magazine, website, Instagram and Facebook, in order to understand the “manipulation” of the languages available in each of these media. Based on that, and considering the transcreation of scientific information for a diverse public as a key aspect of the object under investigation, we concluded that each part of this visual report – magazine as flagship, website as paratext and social networks as an element of expansion and circulation – has made a relevant contribution to the dissemination of science.

 

DOI: 10.28998/2317-9945.2020n65p24-40


Palavras-chave


Jornalismo ilustrado. Multimodalidade. Narrativa multimídia. Imagem

Texto completo:

PDF


Direitos autorais 2020 Leitura



ISSN (on-line): 2317-9945 (a partir de 2011)

ISSN: 0103-6858 (até 2010)

 

Indexações

         

 

 

 

Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.