“Vendo” imagens

visualidades na cultura e na educação

Autores

  • Lucas Men Benatti Universidade Estadual de Maringá
  • Teresa Kazuko Teruya Universidade Estadual de Maringá

DOI:

https://doi.org/10.28998/2175-6600.2022v14n36p444-460

Palavras-chave:

Estudos da Cultura Visual, Formação, Imagens

Resumo

As imagens instituem experiências visuais, modelam nossa percepção e apreciação sobre o mundo, portanto, são dispositivos produtores e reprodutores de subjetividades. Fundamentados pelos Estudos da Cultura Visual, da História da Arte e da Educação problematizamos: quais são os possíveis atravessamentos formativos das imagens na cultura e na educação? Com base em uma pesquisa de cunho bibliográfico propomos três movimentos a partir da proposição “vendo imagens” e da flexão dos verbos “ver”, “vender” e “vendar” imagens. Como resultado, nos aproximamos da imagem metafórica do/a curador/a como um mecanismo necessário de/para desvendar as imagens, sobretudo aquelas presentes nos espaços escolares, favorecendo a desnaturalização do olhar e a aprendizagem com e a partir das visualidades.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Teresa Kazuko Teruya, Universidade Estadual de Maringá

Possui graduação em Ciências Sociais pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (1982), graduação em História pela Faculdade Auxilium de Lins (1996), mestrado em Educação pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (1995) e doutorado em Educação pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (2000). Atualmente é pesquisadora sênior da Universidade Estadual de Maringá, Bolsista pesquisa sênior da Fundação Araucária (2016-2019). Tem experiência na área de Educação. Desenvolve pesquisas nos seguintes temas: formação docente, mídias, estudos culturais, em especial, história e cultura afro-brasileira.

Referências

BALISCEI, João Paulo. PROVOQUE – Problematizando Visualidades e Questionando Estereótipos: leitura de imagens fundamentada nos Estudos da Cultura Visual. Educar em Revista [online]. 2019, v. 35, n. 77, pp. 283-298. Disponível em: <https://doi.org/10.1590/0104-4060.67867>. Acesso em: 07 mar. 2022.

BARBOSA, Ana Mae. A imagem no ensino da arte. São Paulo: Perspectiva, 2019.

BARBOSA, Ana Mae. Arte-educação no Brasil. São Paulo: Perspectiva, 2018.

BRASIL. Base Nacional Comum Curricular. 2018. Disponível em: < http://basenacionalcomum.mec.gov.br/images/BNCC_EI_EF_110518_versaofinal_site.pdf >. Acesso em: 07 mar. 2022.

CARVALHO, Líliam Amorim. Os 15 anos da lei 10.639/2003: temas, conceitos e dilemas. In: FELIPE, Delton Aparecido (org.). Educação para as relações étnico-raciais: estratégias para o ensino de história e cultura afro-brasileira. Maringá: Mondrian, 2019.

CAVALLEIRO, Eliane. Educação anti-racista: compromisso indispensável para um mundo melhor. In: CAVALLEIRO, Eliane (org.). Racismo e Anti-racismo na educação: repensando nossa escola. São Paulo: Selo Negro, 2001.

CUNHA, Susana Rangel Vieira da. As imagens na Educação Infantil: uma abordagem a partir da Cultura Visual. Zero-a-seis. Florianópolis, v. 11, n. 19, 2009. Disponível em: < https://periodicos.ufsc.br/index.php/zeroseis/article/view/1980-4512.2009n19p26/10377 >. Acesso em: 10 fev. 2021.

CUNHA, Susana Rangel Vieira. As transformações da imagem na literatura infantil. In: PILLAR, Analice Dutra (Org.). A educação do olhar no ensino das Artes. Porto Alegre: Mediação, 2011, p. 129-142.

DOSSIN, Francilly Rocha. Entre evidências visuais e novas histórias: sobre descolonização estética na arte contemporânea. Orientadora: Maria Bernardete Ramos Flores. Tese (Doutorado em História) – Universidade Federal de Santa Catarina, 2016. Disponível em: < https://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/167861 >. Acesso em: 15 abr. 2020.

GOMBRICH, Ernst Hans. A História da Arte. Rio de Janeiro: LTC, 2015.

GOMES, Nilma Lino. Educação cidadã, etnia e raça: o trato pedagógico da diversidade. In: CAVALLEIRO, Eliane (org.). Racismo e Anti-racismo na educação: repensando nossa escola. São Paulo: Selo Negro, 2001.

HALL, Stuart. A centralidade da cultura: notas sobre as revoluções culturais do nosso tempo. Educação & Realidade, Porto Alegre, v. 22, n. 2, 1997. Disponível em: < https://seer.ufrgs.br/educacaoerealidade/article/view/71361 >. Acesso em: 10 dez. 2018.

HERNÁNDEZ, Fernando. Catadores da cultura visual: transformando fragmentos em nova narrativa educacional. Tradução de Ana Duarte. Porto Alegre: Mediação, 2007.

KILOMBA, Grada. Memórias da Plantação: episódios de racismo cotidiano. Rio de Janeiro: Cobogó, 2019.

MARIN, Louis. Poder, representación, imagen. Prismas. Buenos Aires, v. 13, n. 2, 2009. Disponível em: < https://www.redalyc.org/articulo.oa?id=387036808001 >. Acesso em: 20 mar. 2019.

MIRANDA, C. E. A. Orbis Pictus. Pro-Posições, Campinas, v. 22, n. 3, p. 197 208, dez. 2011. Disponível em: < http://www.scielo. scielo.php?script sci_arttext&pid =S010373072011000300014&lng= en&nrm iso >. Acesso em: 08 set. 2020.

MITCHELL, William John Thomas. Showing seeing: uma crítica da cultura visual. DAPesquisa, v. 5, n. 7, 2010. Disponível em: < https://www.revistas.udesc.br/index.php/dapesquisa/article/view/14090 >. Acesso em: 11 fev. 2021.

MUNANGA, Kabengele. Arte afro-brasileira: o que é, afinal? In: PEDROSA, Adriano; CARNEIRO, Amanda; MESQUITA, André (orgs.). Histórias afro-atlânticas: antologia. v. 2. São Paulo: MASP, 2018.

NASCIMENTO, Abdias do. Arte afro-brasileira: um espírito libertador. In: PEDROSA, Adriano; CARNEIRO, Amanda; MESQUITA, André (orgs.). Histórias afro-atlânticas: antologia. v. 2. São Paulo: MASP, 2018.

NUNES, Luciana Borre. As imagens que invadem as salas de aula. Aparecida: Ideias e Letras, 2010.

OLIVEIRA, T. Considerações sobre o trabalho na Idade Média: intelectuais medievais e historiografia. Revista de História, São Paulo, n. 166, 2012. Disponível em: < http://www.revistas.usp.br/revhistoria/article/view/48491/52350 >. Acesso em: 12 set. 2020.

PEDROSA, Adriano. History, Histórias. In: PEDROSA, Adriano; CARNEIRO, Amanda; MESQUITA, André (orgs.). Histórias afro-atlânticas: antologia. v. 2. São Paulo: MASP, 2018.

QUIJANO, Anibal. Colonialidade do poder, Eurocentrismo e América Latina. In: LANDER, Edgardo (org.). A colonialidade do saber: eurocentrismo e ciências sociais – perspectivas latino-americanas. Buenos Aires: CLACSO, 2005.

RAMOS, R. T. Per Saecula Saeculorum: considerações sobre o cristianismo e o latim. Cadernos do CNLF, v. 14, n. 4, 2010. Disponível em: < http://www.filologia.org.br/xiv_cnlf/tomo_4/3333-3340.pdf >. Acesso em: 12 set. 2020.

RIBAS, João Baptista Cintra. O olhar. In: GUERREIRO, Silas (org.). Antropos e psique: o outro e sua subjetividade. São Paulo: Olho d’Água, 2000.

ROSSI, Maria Helena Wagner. Imagens que falam: leitura da arte na escola. Porto Alegre: Mediação, 2009.

SARDELICH, Maria Emilia. Leitura de imagens, Cultura Visual e prática educativa. Cadernos de Pesquisa, São Luís, v. 36, n. 128, p. 451-472, maio/ago. 2006. Disponível em: < http://www.scielo.br/pdf/cp/v36n128/v36n128a09.pdf >. Acesso em: 29 abr. 2022.

Downloads

Publicado

2022-12-23

Como Citar

MEN BENATTI, Lucas; KAZUKO TERUYA, Teresa. “Vendo” imagens: visualidades na cultura e na educação. Debates em Educação, [S. l.], v. 14, n. 36, p. 444–460, 2022. DOI: 10.28998/2175-6600.2022v14n36p444-460. Disponível em: https://seer.ufal.br/index.php/debateseducacao/article/view/13705. Acesso em: 19 jul. 2024.

Edição

Seção

Artigos

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.