Na trilha da categorização: análise de pronunciamentos presidenciais sobre a Covid-19

Autores

  • Vinícius Nicéas do Nascimento
  • Maria Sirleidy de Lima Cordeiro

DOI:

https://doi.org/10.28998/2317-9945.2020v0n66p98-110

Palavras-chave:

Categorização. Pronunciamentos presidenciais. Covid-19. Pandemia

Resumo

O presente artigo desenvolve uma discussão teórico-analítica sobre as categorizações nos pronunciamentos presidenciais, examinando a construção discursiva e o posicionamento do governo (e do presidente) do Brasil diante da pandemia da Covid-19, uma doença recente no cenário mundial, com muitas pesquisas em andamento a fim de diagnosticar tratamentos e cura, o que favorece a observação do processo de categorização. Esse evento oportuniza uma análise sobre o modo como o governo compreende e orienta opiniões dos brasileiros sobre a pandemia, uma vez que a partir das categorizações podemos mapear as ideologias e os sentidos estabilizados. Para isso, nossa investigação está fundamentada sob as bases da Linguística de Texto e da Análise Crítica do Discurso, numa perspectiva sociocognitiva. A metodologia utilizada possui caráter essencialmente analítico e interpretativo com base na abordagem qualitativa. O corpus foi formado pelos pronunciamentos presidenciais, em sua versão on-line escrita, proferidos no mês de março de 2020. Os resultados das análises mostram-nos que as categorizações são diversas e distintas, as quais apresentam um embate explícito – com movimentos discursivos e ideológicos – entre as recomendações mundiais de saúde para salvar vidas e a exigência do governo em manter a normalidade econômica e a manutenção dos empregos da população.

Biografia do Autor

Vinícius Nicéas do Nascimento

Mestre em Linguística pela UFPE 

Maria Sirleidy de Lima Cordeiro

Doutora em Linguística pela UFPE

Downloads

Publicado

12/12/2020

Como Citar

DO NASCIMENTO, V. N.; CORDEIRO, M. S. de L. Na trilha da categorização: análise de pronunciamentos presidenciais sobre a Covid-19. Leitura, [S. l.], n. 66, p. 98–110, 2020. DOI: 10.28998/2317-9945.2020v0n66p98-110. Disponível em: https://seer.ufal.br/index.php/revistaleitura/article/view/10002. Acesso em: 14 ago. 2022.

Edição

Seção

Estudos Linguísticos