Família e escola

ponte importante no processo de escolarização de uma criança com deficiência intelectual

Autores

  • Rozeli de Farias Universidade Federal de Pernambuco (UFPE)
  • Tícia Cassiany Ferro Cavalcante Departamento de Psicologia e Orientação Educacionais, Centro de Educação, UFPE. http://orcid.org/0000-0001-8963-9609

DOI:

https://doi.org/10.28998/2175-6600.2024v16n38pe15931

Palavras-chave:

família, escola, atendimento educacional especializado, deficiência intelectual

Resumo

As aprendizagens mútuas oferecidas pela escola para nortear o trabalho pedagógico com estudantes com deficiência intelectual podem ter resultados satisfatórios quando articulados com a colaboração da família. Tais ações colaborativas ajudam em vários quesitos, entre os quais a aprendizagem e a qualidade de vida. Essa relação escola e família não só faz o aluno desenvolver habilidades cognitivas, mas também ajuda na autonomia dos sujeitos para interagirem em sociedade. A presente pesquisa teve como objetivo refletir sobre a história de vida da criança com deficiência intelectual, partindo do contexto social do nascimento até a entrada na escola, identificando seus impactos no processo de escolarização, bem como as contribuições da família nesse processo. A pesquisa foi feita com a responsável de um estudante com deficiência intelectual, matriculado em uma escola Municipal da Rede de ensino do Recife–PE, por meio de entrevistas semiestruturadas. Os resultados obtidos contribuíram para entender que sem a participação da família podem existir impactos negativos no processo de escolarização do estudante com deficiência intelectual. Logo, escola e família são de fundamental importância para que o aluno possa desenvolver aprendizagem, autonomia e qualidade de vida.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rozeli de Farias, Universidade Federal de Pernambuco (UFPE)

Mestre em Educação pela Universidade Federal de Pernambuco. Especialista em Psicopedagogia, pela UNIVERSO-Recife. Educação Especial inclusiva pela UNIASSELVI. Professor Tutor a distância na modalidade EAD IFPE, no curso de licenciatura em matemática na disciplina: Psicologia da aprendizagem.

Tícia Cassiany Ferro Cavalcante, Departamento de Psicologia e Orientação Educacionais, Centro de Educação, UFPE.

Professora Associada II do Departamento de Psicologia e Orientação Educacionais, Centro de Educação, UFPE. Coordenadora do Centro de Estudos Inclusivos - CE/UFPE.

Referências

ARARUNA, Maria Rejane. A prática pedagógica do professor do Atendimento Educacional Especializado com o aluno que apresenta deficiência intelectual. 2013. Dissertação (Mestrado em Educação) - Faculdade de Educação, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2013.278 p.

BARDIN, Laurence. Análise de conteúdo. Tradução: Luís Antero Reto, Augusto Pinheiro. São Paulo: Edições 70, 2016. 141 p.

BRASIL. Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 23 dez. 1996. Seção 1, p. 27833. Disponível em: . Acesso em: 30/11/ 2020.

______. AEE - Atendimento Educacional Especializado - Deficiência mental: formação continuada a distância de professores para o atendimento educacional especializado. SEESP/ SEED/ MEC. Brasília, 2007. 83 p.

______. MEC. Portaria Ministerial n° 13/2007, de 24 de abril de 2007. Dispõe sobre a criação da “Programa de Implantação de Salas de Recursos Multifuncionais”. Brasília, DF: MEC, 2007.

BRAUN, Patrícia; NUNES, Leila Regina Oliveira de Paula. A formação de conceitos em alunos com deficiência intelectual: O caso de Ian. Revista da Educação Especial, 2015. 15 p.

CAVALCANTE, T.C.F.; FERREIRA, S.P.A de: Impedimentos cognitivos e a acessibilidade comunicacional na escola: contribuições da teoria de Vygotsky. Revista Ciência & Cognição, 31 de dezembro de 2011; Vol 16 (3): 043-056. Disponível em: <http://www.cienciasecognicao.org.> Acesso em: 27 abr. 2023.

DECHICHI, C.; SILVA. Deficiência mental: aspectos do atendimento educacional escolar. In: DECHICHI, C.; SILVA, L. C. da; (Orgs.). Inclusão escolar e Educação Especial: teoria e prática na diversidade. Edufu, Uberlândia, 2008. Disponível em:<http://www.edufu.ufu.br/sites/edufu.ufu.br/files/e-book_inclusao_escolar_2008_0.pdf> Acessado em: 21 mai. 2023.

GÓES, Maria Cecília Rafael de. Desafios da Inclusão de alunos especiais: A escolarização do aprendiz e sua constituição como pessoa. In: GÓES, Maria Cecília Rafael de; LAPLANE, Adriana Lia Friszman de. (Org.) Políticas e Práticas de Educação Inclusiva. 2. ed. Campinas, SP: Autores Associados, 2007- (Coleção educação contemporânea). p.69-92.

LUDKEM, M; ANDRÉ, M.E.D.A. Pesquisa em Educação: Abordagens qualitativas. São Paulo: E.P.U., 1986.

MINAYO, M. C. S. (org.) Pesquisa Social: Teoria, método e criatividade. Petrópolis, RJ: Vozes, 2013.

OMOTE, S. Comunicação e relações interpessoais. Educação, Universidade e Pesquisa, organização de Kester Carrara. Marília: UNESP - Marília: Publicações; São Paulo: FAPESP, 2000.

OLIVEIRA, A. A. S. Um diálogo esquecido: a vez e a voz de adolescentes com deficiência. Bauru: Editora Práxis. 2007.

SANTOS, Daísy Cléia Oliveira dos. Potenciais dificuldades e facilidades na Educação de alunos com deficiência intelectual. Universidade Federal de Goiás (2012). Disponível em: <https://www.scielo.br/j/ep/a/xFx3Cz3H5dP9kGhk9Vm3s8y/?format=pdf&lang=pt.> Acessado em: 20 de mai. 2023.

SANTOS, Joseane Ferreira dos. Mediação da aprendizagem e uso da comunicação alternativa no processo de alfabetização de uma criança com deficiência intelectual. Recife, Dissertação (Mestrado em Educação), Universidade Federal de Pernambuco.2020, p.165.

VYGOTSKY, L. S. Obras Escogidas, vol. 2. São Paulo: Ed. Alfa-Omega, 1997.

______. Pensamento e Linguagem. Rio de Janeiro: Martins Fontes, 1998.

______. Psicologia Pedagógica [tradução do Russo e introdução de Paulo Bezerra].

ª edição, São Paulo: Martins Fontes, 2005. 562 p.

______. L.S. A formação social da mente: o desenvolvimento dos processos psíquicos superiores. 6. ed. São Paulo: M. Fontes, 2007. 224 p.

______. A construção do pensamento e da linguagem. Rio de Janeiro: WMF Martins Fontes, 2010. 554 p.

Downloads

Publicado

2024-02-08

Como Citar

FARIAS, Rozeli de; CAVALCANTE, Tícia Cassiany Ferro. Família e escola: ponte importante no processo de escolarização de uma criança com deficiência intelectual. Debates em Educação, [S. l.], v. 16, n. 38, p. e15931, 2024. DOI: 10.28998/2175-6600.2024v16n38pe15931. Disponível em: https://seer.ufal.br/index.php/debateseducacao/article/view/15931. Acesso em: 21 jul. 2024.

Edição

Seção

Artigos

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.