Inclusão da Pessoa com Deficiência no Ensino Superior

um estudo sobre Argentina, Brasil e Paraguai

Autores

DOI:

https://doi.org/10.28998/2175-6600.2023v15n37pe16439

Palavras-chave:

Pessoa com Deficiência, Ensino Superior, Políticas Educacionais, Inclusão

Resumo

Esta pesquisa refere-se ao estudo comparado das políticas educacionais de inclusão da pessoa com deficiência no ensino superior, com foco nas políticas desenvolvidas pelos sistemas federais de educação, dos seguintes países: Argentina, Brasil e Paraguai

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ivanir Gomes da Silva, Instituto Federal do Paraná

Docente no Instituto Federal do Paraná (IFPR). Mestra em Educação pela Universidade Estadual do Oeste do Paraná. Doutoranda em Sociedade, Cultura e Fronteiras pela Universidade Estadual do Oeste do Paraná. Graduação em Pedagogia (Licenciatura Plena) e Educação Especial. Integrante do Grupo de Pesquisa em Estudos e Praticas Educativas - MEDIAR.

Juliana de Fatima Serraglio Pasini, Universidade Federal de Santa Catarina

Pós- doutora em Educação, na linha de Pesquisa "Educação, Políticas Sociais e Estado - UNIOESTE/ Cascavel (2022). Doutora em Educação pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos (2016). Mestre em Educação pela Universidade Estadual do Oeste do Paraná (2012). Possui graduação em Pedagogia pela Faculdade Dinâmica das Cataratas (2005). Atualmente é Professora do Colégio de Aplicação da Universidade Federal de Santa Catarina. Foi professora Visitante do Instituto Latino Americano de Arte, Cultura e História, ILAACH, na Universidade Federal da Integração Latino-Americana - UNILA (2021/2023). Atuou como técnica no Núcleo Regional de Educação - SEED/PR. Possui experiência como professora da Educação Básica, Coordenação Pedagógica, além de Docente no Ensino Superior e coordenadora de cursos de pós-graduação em Educação. Integrante do Grupo de Estudo e Pesquisas em Políticas Educacionais - GREPPE/PR-UNILA/Unicamp. Grupo de Estudos sobre a Universidade (GEU/Unemat/UFMT). Integrante do Grupo de Estudos e Pesquisas em Educação na/para Infância - GEPEI/UNILA. É membro da Associação Nacional de Política e Administração da Educação (ANPAE); da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação (ANPED). É membro e Conselheira Técnica da Associação Brasileira de Educação Comparada (SBEC).Atuando principalmente nos seguintes temas: gestão escolar, políticas de formação docente, políticas de avaliação em larga escala, e políticas para infância na fronteira.

Valdecir Soligo, Unioeste

Doutor em Educação pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos - UNISINOS; Mestre em Educação pela Universidade de Passo Fundo - UPF. Graduado em Historia pela Universidade Estadual do Oeste do Paraná e Graduado em Pedagogia pela Universidade Paulista - UNIP. Professor adjunto no colegiado de Pedagogia e Docente do Programa de Pós Graduação em Educação - Mestrado e Doutorado PPGE - UNIOESTE, campus de Cascavel e do Programa de Pós Graduação Interdisciplinar Sociedade, Cultura e Fronteiras UNIOESTE, PPGSCF, campus Foz do Iguaçu. Líder do Grupo de Pesquisa em Gestão Educacional.

Referências

AMARAL, L. A. Pensar a diferença/deficiência. Brasília: CORDE, 1994.

ARGENTINA. Constitución de la Nación Argentina. Buenos Aires, 1994.

ARGENTINA. Ley de Educación Nacional. Lei Nº 26.206. Buenos Aires, 2006.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília, Senado

Federal, 1988.

BRASIL. Senado Federal. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional: nº

/96. Brasília: 1996. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/arquivos/pdf/ldb.pdf

Acesso em: 17 de dez de 2020.

BOURDIEU, P.; PASSERON, J-C. A reprodução. Elementos para uma teoria do sistema de ensino. Lisboa, 1970.

CARVALHO, A. R. de. Inclusão social e as pessoas com deficiência: uma análise na perspectiva crítica. 2009. 178 f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Estadual Oeste do Paraná, Cascavel.

CHAUI, M. A Universidade Pública sob nova perspectiva. Revista Brasileira de Educação, n. 24, set./dez. 2003. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/rbedu/n24/n24a02.pdf>. Acesso em: 07 de dez de 2021.

CHIROLEU, A. Políticas públicas de Educación Superior en América Latina: ¿democratización o expansión de las oportunidades en el nivel superior?. Espacio Abierto, Maracaibo, v. 22, n. 2, p. 279–304, 2013. Disponível em:

https://www.redalyc.org/articulo.oa?id=12226914006. Acesso em: 8 de nov. 2022.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia. Saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra, 2011 [1996].

MAZZOTTA, M. J. S. Educação Especial no Brasil: História e políticas públicas. São Paulo: Cortez, 1996.

PARAGUAY. Constitución de la República de Paraguay. Asunción, 1992.

PARAGUAY. Ley general de Educación. Ley nº 1.264/98. Asunción, 1998

PIOVESAN, F. Ações Afirmativas e Direitos Humanos. Revista USP, São Paulo, n.69, p. 36-43, março/maio de 2006.

ONU. Declaração de Salamanca: sobre Princípios, Políticas e Práticas na Área das Necessidades Educativas Especiais. Espanha, 1994.

PORTZ, S. da S. Fronteiras e Vivências: Moisés Santiago Bertoni, Memórias e Centralidades. Tese de Doutorado em Sociedade, Cultura e Fronteiras, Foz do Iguaçu, 2020.

QUIJANO, A. El fantasma del desarrollo en América Latina, Rev. Venezolana de Economía y Ciencias Sociales, Vol. 6, n. 2, 2000, p. 73-90.

SANTOS, W. Pessoas com deficiência e inclusão no trabalho na, in: Cad. Bras. Ter. Ocup., São Carlos, v. 25, n. 4, p. 839-854, 2017. Disponível in: https://fi-admin.bvsalud.org. Acesso em: 28 de novembro de 2022.

SILVA, O. M. A epopeia ignorada: a história da pessoa deficiente no mundo de ontem e de hoje. São Paulo: CEDAS, 1987.

UNESCO. Educação para Todos na América Latina. Caribe. 2006. Disponível em: < https://unesdoc.unesco.org/ark:/48223/pf0000147>. Acesso em: 20 dez. 2021.

UNESCO. Metas educativas 2021: desafios y oportunidades. 2010. Disponível em: < https://siteal.iiep.unesco.org/pt/node/3209> Acesso em: 21 dez. 2021.

VÁZQUEZ, A. La discapacidad en América Latina. Organizacíon Panamerica de la Salud. 2007.

VYGOTSKY, L. S. Pensamento e Linguagem . São Paulo: Martins Fontes, 1988.

ZART, L. e VAILANT, C. (Org.). Incubação em economia solidária: empreendimentos em redes e resistência camponesa. Cáceres, MT: UNEMAT Editora, 2014.

Downloads

Publicado

2023-12-20

Como Citar

GOMES DA SILVA, Ivanir; PASINI, Juliana de Fatima Serraglio; SOLIGO, Valdecir. Inclusão da Pessoa com Deficiência no Ensino Superior: um estudo sobre Argentina, Brasil e Paraguai. Debates em Educação, [S. l.], v. 15, n. 37, p. e16439, 2023. DOI: 10.28998/2175-6600.2023v15n37pe16439. Disponível em: https://seer.ufal.br/index.php/debateseducacao/article/view/16439. Acesso em: 13 jul. 2024.

Edição

Seção

Dossiê: Políticas Educacionais na América Latina: retrocessos e perspectivas

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.