Regulações da Educação Superior no Brasil: da Primeira República até o SINAES

Lourdes Maria Rodrigues Cavalcanti, Maria das Graças Gonçalves Vieira Guerra

Resumo


Esta pesquisa tem como objetivo discutir as reformas do ensino superior, bem como a reforma gerencial do Estado Brasileiro. A metodologia de pesquisa é de caráter descritivo e de abordagem qualitativa, realizada através de uma pesquisa documental histórica, na qual foram feitas considerações relativas ao ensino superior, desde as suas primeiras regulações, por ocasião de sua criação, no século XIX, até os dias atuais. Constatou-se que as reformas e regulações direcionadas à educação superior ocorreram lentamente, sendo intensificadas no final dos anos 1990, após a Reforma do Estado Brasileiro, observando-se o surgimento – a partir do ano de 2004 – de políticas públicas destinadas ao ensino superior, destacando-se a criação do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (SINAES).


Palavras-chave


Educação Superior; Reformas educacionais; SINAES.

Texto completo:

PDF

Referências


BALL, Stephen Joseph. Performatividade, Privatização e o Pós-Estado do Bem-estar. Educação & Sociedade, Campinas, v.25, n.89, set/dez. 2004. p.1105-1126. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0101-73302004000400002&script=sci_abstract&tlng=pt. Acesso em: 10 jan. 2019.

BALL, Stephen Joseph. Profissionalismo, gerencialismo e performatividade. Cadernos de Pesquisa, São Paulo, v. 35, n. 126, p. 539-564, dez. 2005. Disponível em:

http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-15742005000300002&lng=en&nrm=iso. Acesso em. 12 jan. 2019.

BARREYRO, Gladys Beatriz; RISTOF, Dilvo Ilvo. Os bastidores do Sinaes. Revista Diálogo Educacional, Curitiba, v. 15, n. 44, p. 295-344, jan./abr. 2015. Disponível em: https://periodicos.pucpr.br/index.php/dialogoeducacional/article/view/5125/14724. Acesso em 08 jan. 2019.

BARREYRO, Gladys Beatriz; ROTHEN, José Carlos. Para uma história da avaliação da educação superior brasileira: análise dos documentos do PARU, CNRES, GERES e PAIUB. Avaliação, Campinas; Sorocaba, SP, v.13, n.1, mar, 2008. p.131-152. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1414-40772008000100008&script=sci_abstract&tlng=pt. Acesso em 08 jan. 2019.

BRASIL. Ministério da Administração Federal e Reforma do Estado. Os avanços da reforma na administração pública: 1995-1998. Brasília: MARE, 1998.

BRASIL. Presidência da República. Câmara da Reforma do Estado. Plano Diretor da Reforma do Aparelho do Estado. Brasília, Presidência da República, 1995.

BRASIL. Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (SINAES): bases para uma nova proposta da educação superior. Brasília: MEC/SESu, 2004.

BREGAGNOLI, Marcelo; SILVA, Giovani José da; SOARES, Joarle Magalhães. A educação profissional frente à democratização da educação do Brasil contemporâneo. In: SANFELICE, José Luís; SIQUELLI, Sônia Aparecida. (Orgs.). Desafios à democratização da educação no Brasil contemporâneo. Uberlândia: Navegando Publicações, 2016. p. 160-185.

BRESSER PEREIRA, Luís Carlos. Burocracia pública e reforma gerencial. Revista do Serviço Público. Brasília: Editora Especial, 2007.

BRESSER PEREIRA, Luís Carlos. Democracia, Estado Social e Reforma Gerencial. RAE. São Paulo: v.50, n.1, jan/mar, 2010. p.112-116. Disponível em: https://rae.fgv.br/rae/vol50-num1-2010/democracia-estado-social-reforma-gerencial. Acesso em: 11 nov. 2019.

CASTRO, Alda Maria Duarte Araújo. Gerencialismo e Educação: estratégias de controle e regulação da gestão escolar. In: Pontos e contrapontos da política educacional: uma leitura contextualizada de iniciativas governamentais. Organizadores: Antonio Cabral Neto et al. Brasília: Liber Livro Editora, 2007.

CAVALCANTI, Lourdes Maria Rodrigues. Guia Prático de Procedimentos Técnicos para Avaliação de Cursos de Graduação no Centro de Informática da UFPB, a partir do SINAES. 2019. 417 p. Dissertação (Mestrado em Políticas Públicas, Gestão e Avaliação da Educação Superior) - Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa, 2019. Disponível em: https://sig-arq.ufpb.br/arquivos/2019104075b4c21434836e05dc0697f37/DISSERTAO_VERSO_FINAL_-_24_06_2019.pdf . Acesso em: 5 nov. 2019.

CAVALCANTI, Lourdes Maria Rodrigues; GUERRA, Maria das Graças Gonçalves Vieira. A Reforma do Estado Brasileiro: do Regulatório ao Avaliador como Precursor da Criação do SINAES. Revista FORGES – Fórum da Gestão do Ensino Superior nos Países e Regiões de Língua Portuguesa. Ilhéus, v.5, n.1, Bi-Anual, 2018. p.13-31.Disponível em: http://www.aforges.org/revistas/. Acesso em 12 jan. 2019.

CAVALCANTI, Lourdes Maria Rodrigues; GUERRA, Maria das Graças Gonçalves Vieira. Diagnóstico Institucional da Universidade Federal da Paraíba a partir da Análise SWOT. Revista Meta: Avaliação, v. 11, n. 33, p. 694-718, set./dez. 2019. Disponível em: http://dx.doi.org/10.22347/2175-2753v11i33.2270 . Acesso em:13 dez. 2019.

CUNHA, Luiz Antônio. Educação e Desenvolvimento Social no Brasil. Rio de Janeiro: Editora Francisco Alves, 1979.

CUNHA, Luiz Antônio. O legado da Ditadura para a educação Brasileira. Educação e Sociedade, v.35, n.127, abr/jun, 2014. p.357-377. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/es/v35n127/v35n127a02.pdf. Acesso em: 10 jan. 2019.

DALE, Roger. Constructing risk management of the sector through reputational risk management of institutions. In: MOROSINI, Marilia Costa (Org.). Qualidade na educação superior: reflexões e práticas investigativas [recurso eletrônico]. Dados eletrônicos. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2011. 461 p. v. 3. (Série Qualidade da Educação Superior). Disponível em:

http://ebooks.pucrs.br/edipucrs/qualidadedaeducacaosuperior3. Acesso em. 12 jan. 2019.

DIAS SOBRINHO, José. Avaliação da Educação Superior: valores republicanos, conhecimento para a emancipação, igualdade de condições e inclusão social. In: A Universidade na Encruzilhada. Seminário Universidade: por que e como reformar? Brasília, 6-7 ago. 2003. Brasília: UNESCO Brasil, Ministério da Educação, 2003. p.109-120.

DIAS SOBRINHO, José. Avaliação da Educação Superior: avanços e riscos. EccoS – Revista Científica, São Paulo, v.10, n. especial, 2008. p.67-93. Disponível em: http://www.redalyc.org/pdf/715/71509904.pdf. Acesso em 22 dez. 2018.

GRIBOSKI, Claudia Maffini ; FERNANDES, Ivanildo. Avaliação da educação superior: como avançar sem desqualificar. Rio de Janeiro: Observatório Universitário, 2016.

LOWI, T. J. Arenas of power: reflections on Politics and Policy. New York: Routledge, 2008.

MACHADO, Maria Cristina Gomes. Manifesto dos Pioneiros da Educação Nova (1932) e a construção do sistema nacional de ensino do Brasil. In: ROSSI, Ednéia Regina; RODRIGUES, Elaine; NEVES, Fátima Maria. (Orgs). Fundamentos Históricos da Educação no Brasil. 2.ed.revisada e ampliada. Maringá: Eduem, 2009. p.103-119.

MEC. Programa de Avaliação Institucional das Universidades Brasileiras. Brasília: MEC/SESU, 1997.

ORGANIZAÇÃO PARA A COOPERAÇÃO E DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO (OCDE). Considerações sobre o relatório da OCDE Repensando a garantia de qualidade para o Ensino Superior no Brasil. Tradução realizada por: Jorge Francisco Kell. Brasília: INEP, 2017. Disponível em: http://download.inep.gov.br/acoes_internacionais/ocde/Repensando_a_Garantia_de_Qualidade_para_o_Ensino_Superior_no_Brasil_PT.pdf. Acesso em: 10 fev. 2019.

PEIXOTO, Maria do Carmo; TAVARES, Maria das Graças; ROBL, Fabiane e FERNANDES, Ivanildo. Educação Superior no Brasil e a disputa pela concepção de qualidade no Sinaes. Revista Brasileira de Política e Administração da Educação (RBPAE), v. 32, n.3, p.719–737, set/dez, 2016. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/rbpae/article/view/68571/39681. Acesso em: 23 dez. 2018.

PEREIRA, Maise Soares; FORTE, Sérgio Henrique Arruda Cavalcante. Visão Baseada em Recursos nas Instituições de Ensino Superior de Fortaleza: Uma Análise Ex-Ante e Ex-Post à LDB/96. Revista de Administração Contemporânea. Curitiba, v.12, n.1, p.107-129, jan/mar. 2008. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1415-65552008000100006&script=sci_abstract&tlng=pt. Acesso em 15 jan. 2019.

SANT’ANNA, Heloisa Helena Nunes; VERAS, Neide Fernandes Monteiro. O Programa de Avaliação Institucional das Universidades Brasileiras (PAIUB): Caminhos percorridos e perspectivas futuras. Avaliação - Revista da Avaliação da Educação Superior. Sorocaba-SP. v.2, n.1, 1997. p. 53-59. Disponível em: http://periodicos.uniso.br/ojs3/index.php/avaliacao/article/view/775. Acesso em 08 dez. 2018.

SAVIANI, Dermeval. A ideia de sistema nacional de ensino e as dificuldades para a sua realização no Brasil do séc. XIX. In: Congresso Luso-Brasileiro de História da Educação, 3, 2004. Anais. Coimbra: Fundação Calouste Gulbenkian, 2004. p. 251-256.

SCHELBAUER, Anarlete Regina. As bases da construção do sistema educacional durante o Segundo Reinado: 1850 a 1889). In: ROSSI, Ednéia Regina; RODRIGUES, Elaine; NEVES, Fátima Maria. (Orgs). Fundamentos Históricos da Educação no Brasil. 2.ed.revisada e ampliada. Maringá: Eduem, 2009. p.77-88. Disponível em: https://www.academia.edu/26506650/FUNDAMENTOS_HIST%C3%93RICOS_DA_EDUCA%C3%87%C3%83O_NO_BRASIL. Acesso em: 08 abr. 2019.

STIGLITZ, Joseph E. A globalização e seus malefícios: a promessa não cumprida de benefícios globais. São Paulo: Editora Futura, 2002.

TROW, Martin. Reflections on the transition from elite to mass to universal access: forms and phases of higher education in modern societies since WWII. Disponível em: https://link.springer.com/chapter/10.1007/978-1-4020-4012-2_13 Acesso em: 25 mai. 2018.

WEBER, Max. Economia e Sociedade: fundamentos da sociologia compreensiva. São Paulo: Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, 1999.

WEBER, Max. O que é a Burocracia. Brasília: Conselho Federal de Educação, 1991. Disponível em: https://mega.nz/#F!VwcyQaSb!ODmOiPL3UVY0tdc-CsoK4g. Acesso em: 08 abr. 2019.




DOI: https://doi.org/10.28998/2175-6600.2020v12n27p352-369

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

_________________________________________________________________________________________________________________________

CONTATO:

E-mail: debatesemeducacao@gmail.com

Universidade Federal de Alagoas – UFAL
Centro de Educação – CEDU
Programa de Pós-graduação em Educação – PPGE
Campus A. C. Simões
Av. Lourival Melo Mota, s/n - Tabuleiro do Martins
57072-900 - Maceió - AL, Brasil.
Telefone: +55 82 3214 1196
Link: http://www.seer.ufal.br/index.php/debateseducacao/

ISSN ELETRÔNICO: 2175-6600

DOI (Digital Object Identifier - Identificador de Objeto Digital)

Em 14 de dezembro de 2017, a Revista Debates em Educação passou a atribuir o DOI às suas publicações, padrão para identificação de documentos em redes digitais. 

Prefixo: 10.28998/2175-6600

QUALIS/CAPES (2013 - 2016):

– Ensino B1
– Interdisciplinar B4
– Letras / Linguística B4
– Psicologia B4
– Comunicação e Informação B4
– Sociologia B4
– Educação B5

PERIODICIDADE – QUADRIMESTRAL

De 2009 a 2016, a periodicidade da Revista Debates em Educação era semestral. A partir de 2017, a revista se tornou quadrimestral, de acordo com as datas abaixo:

– Primeiro quadrimestre: jan./abr. - limite para publicar a edição 30 abril.
– Segundo quadrimestre: maio/ago. - limite para publicar a edição 31 agosto.
– Terceiro quadrimestre: set./dez. - limite para publicar a edição 31 dezembro.

Os dizeres acima dizem respeito somente à data de publicação da edição e não ao envio de artigos.

O recebimento de artigos caracteriza-se por fluxo contínuo sem que seja possível prever a data de sua publicação.

________________________________________________________________________________________________________________________

A Revista Debates em Educação foi contemplada com o Edital Fapeal Nº 5/2016 Apoio à Editoração e Publicação de Periódicos Científicos e com o Edital Fapeal Nº 9/2018 Apoio à Editoração e Publicação de Periódicos Científicos.

________________________________________________________________________________________________________________________

A Revista Debates em Educação está indexada nas seguintes bases científicas.

 

. Open Journal Systems (OJS);

. Portal de Periódicos da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES);

. Sistema Regional de Información en Línea para Revistas Científicas de América Latina, el Caribe, España y Portugal (Latindex);

. Citas Latinoamericanas en Ciencias Sociales y Humanidades (CLASE);

. Diretório de Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras (Diadorim);

. Directory of Open Access Journals (DOAJ);

Indice de Revistas de Educación Superior e Investigación Educativa (IRESIE);

European Reference Index for the Humanities (ERIH);

. Google Scholar;

. Clasificación Integrada de Revistas Científicas (CIRC);

. Periódicos de livre acesso (LivRe);

. Red Iberoamericana de Innovación y Conocimiento Cientifico (REDIB);

. Sumários de Revistas Brasileiras (Sumários.org);

. Journals for Free (J4F);

. Information Matrix for the Analysis of Journals (MIAR);

. Directory of Research Journals Indexing (DRJI);

. Elektronische Zeitschriftenbibliothek (EZB);

. Bielefeld Academic Search Engine (BASE);

. World Catalog (WorldCat);

Finna | Satakunta University of Applied Sciences Library;

. CiteFactor;

International Institute of Organized Research (I2OR).

 

                 

_________________________________________________________________________________________________________________________

Licença Creative Commons

Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.