O conhecimento e a importância dos primeiros socorros para professores e funcionários em uma instituição de ensino federal do Rio de Janeiro

Jessika Afonso Castro, Benedito Carlos Cordeiro, Kelly Gomes Messias Andrade

Resumo


O estudo tem como objetivo identificar o nível de conhecimento dos servidores públicos em um campus de uma instituição federal de ensino do estado do Rio de Janeiro em primeiros socorros, bem como apontar sua percepção quanto à importância e necessidade desse conhecimento para o trabalho no ambiente escolar. A Pesquisa Exploratória foi utilizada como metodologia, com ênfase em abordagem qualitativa. A importância do conhecimento em primeiros socorros para os participantes foi vinculada aos seguintes motivos: salvar vidas, um ato de responsabilidade e ser exclusivo do profissional de saúde. Os dados apresentados evidenciaram a falta de conhecimento, por parte dos servidores, sobre os primeiros socorros, e que medidas educativas são necessárias para promover a autonomia e o empoderamento das habilidades em primeiros socorros.


Palavras-chave


Primeiros socorros; Emergências; Educação; Saúde escolar

Texto completo:

PDF

Referências


AMERICAN HEART ASSOCIATION (AHA). Destaques da AHA 2015: atualização das diretrizes de RCP e ACE. 2015. Disponível em: https://eccguidelines.heart.org/wp.

BARDIN, L. Análise de Conteúdo. Lisboa, Portugal; Edições 70, LDA, 2009.

BRASIL. Código Penal Brasileiro: Decreto-lei nº 2.848 de 7 de dezembro de 1940. São Paulo: Saraiva, 2002. art.135.

BRASIL. Código Civil, Lei 10.406, de 10 de janeiro de 2002. 1a edição. São Paulo: Revista dos Tribunais, 2002.

BRASIL. Ministério da Saúde. Caderno do gestor do PSE. Brasília: MS, 2015.

BRASIL. Lei nº 13.722, de 4 de outubro de 2018. Torna obrigatória a capacitação em noções básicas de primeiros socorros de professores e funcionários de estabelecimentos de ensino públicos e privados de educação básica e de estabelecimentos de recreação infantil. Diário Oficial da União, 5 out, 2018. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2015-2018/2018/Lei/L13722.htm.

BORGES, T.S; ALENCAR, G.; Metodologias ativas na promoção da formação crítica do estudante: o uso das metodologias ativas como recurso didático na formação crítica do estudante do ensino superior. Cairu em Revista; n° 04, p. 1 19-143, 2014.

CALANDRIM, L.F et al. Primeiros socorros na escola: treinamento de professores e funcionários. Rev Rene. n.13, v. 3, p.292-299, maio, jun, 2017.

CECCIM, Ricardo Burg. Desenvolvimento ou competências no trabalho em saúde: educação, áreas do conhecimento e profissões no caso da saúde. Tempus, v.6, n.2, p.253-277, 2012.

COSTA, C.W.A el al. Unidade didática de ensino dos primeiros socorros para escolares: efeitos do aprendizado. Pensar Prát [Internet], v.18, n.2, p.338-349, 2015. [acessado 2019 Fev 01] Disponível em: https://www.revistas.ufg.br/fef/article/view/30205.

ESTEVES, D et al. Avaliação do conhecimento dos professores de educação física para reagirem a situações de emergência. Motricidade [Internet], v.11, n.1, p.39-53, 2015. [acessado 2019 Feb 1]; Disponível em: file:///C:/Users/Martins/Downloads/3125-Article%20Text-18245-1-10-20150502.pdf.

FERRAZ, D.A.S; NEMES, M.I.B. Avaliação da implantação de atividades de prevenção das DST/AIDS na atenção básica: um estudo de caso na Região Metropolitana de São Paulo, Brasil. Cad. Saúde Pública, v.25, n.2, p.240-250, 2009.

FIGUEIREDO, T.A.M et al. A saúde na escola: um breve resgate histórico. Ciênc. saúde coletiva, v.15, n.2, p.397-402, 2010.

FIORUC, B. E et al. Educação em saúde: abordando primeiros socorros em escolas públicas no interior de São Paulo. Revista eletrônica de Enfermagem, São Paulo, v. 10, n. 3, out. 2008.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do oprimido. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2011.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do oprimido. 50 ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2014.

GALINDO NETO, Nelson Miguel et al. Primeiros socorros na escola: construção e validação de cartilha educativa para professores. Acta paul. enferm., São Paulo , v. 30, n. 1, p. 87-93, jan. 2017. Disponível em http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-21002017000100087&lng=pt&nrm=iso.

HYPOLITO, A.M. Reorganização gerencialista da escola e trabalho docente. Educação: teoria e prática, Rio Claro, v.38, n.21, p.1-18, 2011.

JOSEPH, N et al.. Awareness, attitudes and practices of first aid among school teachers in Mangalore, South India. J Prim Health Care [Internet], v.7, n.4, p.274-228, 2015. [cited 2019 Feb 1] Available from: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/26668832.

JUZWIAK, Claudia Ridel; CASTRO, Paula Morcelli de; BATISTA, Sylvia Helena Souza da Silva. A experiência da Oficina Permanente de Educação Alimentar e em Saúde (OPEAS): formação de profissionais para a promoção da alimentação saudável nas escolas. Ciênc. saúde coletiva, Rio de Janeiro , v. 18, n. 4, p. 1009-1018, Apr. 2013 . Available from . access on 29 Mar. 2019. http://dx.doi.org/10.1590/S1413-81232013000400014.

KAWAKAME, P.M.G; MIYADAHIRA, A.M.K. Assessment of the teaching-learning process in students of the health area: cardiopulmonary resuscitation maneuvers. Rev Esc Enferm USP [Internet], v.49, n.4, p.652-658, 2015. [cited 2019 Feb 1]; Available from: http://www.scielo.br/pdf/reeusp/v49n4/0080- 6234-reeusp-49-04-0657.pdf.

LEITE, A.C.Q.B et al. Primeiros socorros nas escolas. Revista Extendere, v.2, n.1, p. 61-70, 2013.

MARTÍN, R.A. Educación para la salud en primeros auxilios dirigida al personal docente del ámbito escolar. Enferm univ, v.12, n.2, p.88-92, maio, 2015. Available from: https://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S1665706315000056.

MACHADO, M.F.A.S, et al. Programa Saúde na Escola: estratégia promotora de saúde na atenção básica no Brasil. Rev Bras Crescimento Desenvolv Hum, v.25, n.3, p.307-312, 2015.

NARDINO, J el al. Atividades educativas em primeiros socorros. Revista Contexto & Saúde, v.12, n.23, p.88-92, 2014.

NATARAJAN, K; GURUNATHAN, D. Knowledge of tooth avulsion and its emergency management among physical education teachers in Chennai. IOSR-JDMS [Internet], v.11, n.5, p.21-24, nov-dec, 2013. [cited 2019 Feb 1];. Available from: http://www.iosrjournals.org/iosr-jdms/papers/Vol11-issue5/F011512124.pdf.

OLIVEIRA, A.B.M.G. A abordagem de primeiros socorros realizada pelos professores em uma unidade de ensino estadual em Anápolis – GO. Ensaios e Ciência: Ciências Biológicas, Agrárias e da Saúde [Internet], v.18, n.1, p.25-30, 2014. [acessado 2019 Fev 1]. Disponível em: http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=26037787004.

OLIVEIRA, I.S et al. Knowledge of edutors on prevention of accidents in childhood. J Nurs UFPE on line [internet]., v.8, n.2, p-279-85, 2014. Available from: http:// www.revista.ufpe.br/revistaenfermagem/index.php/revista/article/ view/3390/pdf_4530.

PERGOLA, M.A; ARAÚJO, I.E.M. O leigo e o suporte básico de vida. Rev Esc Enferm USP , v.43, n.2, p.335-342, 2009.

PINTO, B.K et al. Promoção da saúde e intersetorialidade: um processo em construção. Rev Min Enferm, v.16, n.4, p.487-493, 2012.

VERONESE, A.M et al. Oficinas de primeiros socorros: relato de experiência. Rev. Gaúcha Enferm, v.31, n.1, p.179-182, 2010. [acessado 2019 Fev 1];31(1):179-182. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/S1983-14472010000100025.

SILVA, L.G.S et al. Primeiros socorros e prevenção de acidentes no ambiente escolar: intervenção em unidade de ensino. Enferm Foco, v.8, n. 3, p. 25-29, 2017. [acessado 2019 Fev 1] Disponível em: http://revista.portalcofen.gov.br/index.php/enfermagem/article/view/893/394.

SILVA, L.M; CORTEZ, E.A. Oficinas de educação permanente sobre infecção sexualmente transmissível: relato de experiência. Rev enferm ufpe on line, v.11, n.5, p.2250-2256, 2017.

SILVEIRA, R.E et al. Oficinas com professores: educação em saúde para o manejo com adolescentes. Acta Paul Enferm, v.25, p. 169-174, 2012. 2012.

SÖNMEZ, Y; USKUN, E; PEHLIVAN A. Knowledge levels of pre-school teachers related with basic firstaid practices, isparta sample. Turk PediatriArs. [Internet]. 2014 [cited 2017 Abr 14]; v.49, n.3, p- 238- 246, 2014. Available from: https://www.ncbi.nlm.nih. gov/pubmed/26078669).

STOCCO, J et al. O enfermeiro na educação escolar ensinando noções básicas de primeiros socorros para alunos do ensino fundamental. Revista Eletrônica da Facimed, v.3, n.3, p.363-370, 2011.




DOI: https://doi.org/10.28998/2175-6600.2019v11n25p254-270

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

_________________________________________________________________________________________________________________________

CONTATO:

E-mail: debatesemeducacao@gmail.com

Universidade Federal de Alagoas – UFAL
Centro de Educação – CEDU
Programa de Pós-graduação em Educação – PPGE
Campus A. C. Simões
Av. Lourival Melo Mota, s/n - Tabuleiro do Martins
57072-900 - Maceió - AL, Brasil.
Telefone: +55 82 3214 1196
Link: http://www.seer.ufal.br/index.php/debateseducacao/

ISSN ELETRÔNICO: 2175-6600

DOI (Digital Object Identifier - Identificador de Objeto Digital)

Em 14 de dezembro de 2017, a Revista Debates em Educação passou a atribuir o DOI às suas publicações, padrão para identificação de documentos em redes digitais. 

Prefixo: 10.28998/2175-6600

QUALIS/CAPES (2013 - 2016):

– Ensino B1
– Interdisciplinar B4
– Letras / Linguística B4
– Psicologia B4
– Comunicação e Informação B4
– Sociologia B4
– Educação B5

PERIODICIDADE – QUADRIMESTRAL

De 2009 a 2016, a periodicidade da Revista Debates em Educação era semestral. A partir de 2017, a revista se tornou quadrimestral, de acordo com as datas abaixo:

– Primeiro quadrimestre: jan./abr. - limite para publicar a edição 30 abril.
– Segundo quadrimestre: maio/ago. - limite para publicar a edição 31 agosto.
– Terceiro quadrimestre: set./dez. - limite para publicar a edição 31 dezembro.

Os dizeres acima dizem respeito somente à data de publicação da edição e não ao envio de artigos.

O recebimento de artigos caracteriza-se por fluxo contínuo sem que seja possível prever a data de sua publicação.

________________________________________________________________________________________________________________________

A Revista Debates em Educação foi contemplada com o Edital Fapeal Nº 5/2016 Apoio à Editoração e Publicação de Periódicos Científicos e com o Edital Fapeal Nº 9/2018 Apoio à Editoração e Publicação de Periódicos Científicos.

________________________________________________________________________________________________________________________

A Revista Debates em Educação está indexada nas seguintes bases científicas.

 

. Open Journal Systems (OJS);

. Portal de Periódicos da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES);

. Sistema Regional de Información en Línea para Revistas Científicas de América Latina, el Caribe, España y Portugal (Latindex);

. Citas Latinoamericanas en Ciencias Sociales y Humanidades (CLASE);

. Diretório de Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras (Diadorim);

. Directory of Open Access Journals (DOAJ);

Indice de Revistas de Educación Superior e Investigación Educativa (IRESIE);

European Reference Index for the Humanities (ERIH);

. Google Scholar;

. Clasificación Integrada de Revistas Científicas (CIRC);

. Periódicos de livre acesso (LivRe);

. Red Iberoamericana de Innovación y Conocimiento Cientifico (REDIB);

. Sumários de Revistas Brasileiras (Sumários.org);

. Journals for Free (J4F);

. Information Matrix for the Analysis of Journals (MIAR);

. Directory of Research Journals Indexing (DRJI);

. Elektronische Zeitschriftenbibliothek (EZB);

. Bielefeld Academic Search Engine (BASE);

. World Catalog (WorldCat);

Finna | Satakunta University of Applied Sciences Library;

. CiteFactor;

International Institute of Organized Research (I2OR).

 

                 

_________________________________________________________________________________________________________________________

Licença Creative Commons

Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.