O erro no processo de aprendizado/captura de inglês como segunda língua: la langue em operação

Autores

  • Cristhiane Bonasorte Reis Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP)

DOI:

https://doi.org/10.28998/2317-9945.2020v0n66p51-65

Palavras-chave:

aquisição, segunda língua, ISL, errors

Resumo

A questão que move este artigo foi deflagrada por dificuldades de alunos de Inglês como segunda língua (ISL). Embora os erros sejam inevitáveis, eles mostram uma relação intrínseca entre a língua e o falante. Este artigo tem o objetivo de oferecer uma via de reflexão e de análise sobre o erro na aquisição do inglês como segunda língua. Os erros na fala de alunos intermediários de ISL (Inglês como segunda língua) são analisados com base em duas teorizações linguísticas articuladas: o Interacionismo e a Clínica de Linguagem. As análises indicam que a língua materna é apoio para a língua estrangeira no processo de aprendizado/captura do inglês como língua estrangeira. Os erros emergem da relação entre essas línguas e la langue, o  funcionamento linguístico particular que rege toda as línguas.

Biografia do Autor

Cristhiane Bonasorte Reis, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP)

Cristhiane Bonasorte dos Reis é  doutoranda em Linguística Aplicada no Departamento Lael da PUC-SP.Concuiu o mestrado em Linguística Aplicada e Estudos da Linguagem em 2015 (PUC-SP).Formou-se em Fonoaudiologia em 2002 (UNIFESP) e Letras em 1998 (USP).

Downloads

Publicado

12/12/2020

Como Citar

REIS, C. B. O erro no processo de aprendizado/captura de inglês como segunda língua: la langue em operação. Leitura, [S. l.], n. 66, p. 51–65, 2020. DOI: 10.28998/2317-9945.2020v0n66p51-65. Disponível em: https://seer.ufal.br/index.php/revistaleitura/article/view/9665. Acesso em: 11 ago. 2022.

Edição

Seção

Estudos Linguísticos