Estágio de docência

um espaço-tempo potente de formação de professores na Educação Superior em Saúde

Autores

DOI:

https://doi.org/10.28998/2175-6600.2023v15n37p1-22.e14226

Palavras-chave:

Docentes, Educação de Pós-Graduação, Ensino Superior

Resumo

O objetivo foi compreender como podem ser potencializadas as contribuições do estágio de docência (ED) para a formação de professores da educação superior em saúde. Realizou-se estudo qualitativo, por meio de encontro dialógico, com oito egressos de um Programa de Pós-Graduação. A análise foi por cotejamento com o referencial teórico de Paulo Freire. O ED surgiu como potente espaço-tempo de do-discência, diálogo e reconhecimento do inacabamento. As contribuições podem ser potencializadas por uma cultura de valorização da formação docente na pós-graduação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Bianca Joana Mattia, Universidade Comunitária da Região de Chapecó (Unochapecó)

Enfermeira, Mestre e Doutora em Ciências da Saúde (Unochapecó)

Referências

ALVES, L. R. et al. Reflexões sobre a formação de professores de pós-graduação. Escola Anna Nery, v. 23, n. 3, p. 1-7, 2019.

ALVES, S. M.; TEO, C. R. P. A. O ativo das metodologias ativas: contribuições da Teoria Histórico-Cultural para os processos de ensinar e aprender na educação superior. Educação em Revista, v. 36, e229610, 2020.

AMORIM, T. R. S.; PESSOA, M. C. B.; ALBERTO, M. F. P. Aprendendo a ser docente: relato de experiência em estágio de docência. Gerais: Revista Interinstitucional de Psicologia, v. 13, n. 3, p. e15241, 2020.

BRASIL. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. 4.ed. 2020a. Disponível em: https://www2.senado.leg.br/bdsf/handle/id/572694. Acesso em: 18 set. 2022.

BRASIL. Ofício circular n. 028/99/PR/CAPES. Brasília: Ministério da Educação, 1 set. 1999.

BRASIL. Plano Nacional de Pós-Graduação – PNPG 2011-2020 (Vols. 1-2). 2010a. Disponível em: https://www.gov.br/capes/pt-br/acesso-ainformacao/institucional/plano-nacional-de-pos-graduacao. Acesso em: 22 set. 2022.

BRASIL. Portaria n. 76, de 14 de abril de 2010. Aprova o novo regulamento do Programa de Demanda Social. 2010b. Disponível em: http://www.capes.gov.br/images/stories/download/legislacao/Portaria_076_RegulamentoDS.pdf. Acesso em: 22 set. 2022.

FREIRE, P; Conscientização. São Paulo: Cortez, 2016a.

FREIRE, P. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra, 2016b.

FREIRE, P. Pedagogia do oprimido. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2016c.

LIMA, M. S. L.; PIMENTA, S. G. Estágio e Docência. São Paulo: Cortez, 2018.

MELO, G. F.; CAMPOS, V. T. B. Pedagogia universitária: por uma política institucional de desenvolvimento docente. Cadernos de Pesquisa, v. 49, n. 173, p. 44-63, 2019.

RODRIGUES, M. E. C. et al. A pós-graduação como lócus de formação para a docência: uma experiência com metodologias ativas de ensino-aprendizagem na área da saúde. Barbarói, n. 56, p. 104-123, 2020.

SOUZA, G. A. P. O estágio docência na pós-graduação: relatos de uma professora do magistério superior. Scientia Naturalis, v. 1, n. 5, p. 140-147, 2019.

TEO, CR. R. P. A. Estágio de docência e formação de professores na área da saúde: uma revisão integrativa da literatura. Research, Society and Development, v. 10, n. 11, p. e577101119836, 2021.

Downloads

Publicado

2023-02-02

Como Citar

TEO, Carla Rosane Paz Arruda; MATTIA, Bianca Joana; KRAUSPENHAR, Julia Eduarda. Estágio de docência: um espaço-tempo potente de formação de professores na Educação Superior em Saúde. Debates em Educação, [S. l.], v. 15, n. 37, p. 1–22.e14226, 2023. DOI: 10.28998/2175-6600.2023v15n37p1-22.e14226. Disponível em: https://seer.ufal.br/index.php/debateseducacao/article/view/14226. Acesso em: 21 jul. 2024.

Edição

Seção

Dossiê: O estágio de docência nos programas de pós-graduação stricto sensu

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.