Trabalho, consciência e linguagem

fundamentos ontológicos para a formação humana de professores na área da Saúde

Autores

  • Bianca Joana Mattia Universidade Comunitária da Região de Chapecó - Unochapecó
  • Carla Rosane Paz Arruda Teo

DOI:

https://doi.org/10.28998/2175-6600.2023v15n37pe14919

Palavras-chave:

Formação docente, Saúde, Fundamentos ontológicos

Resumo

Refletir acerca da concepção ontológica de ser humano e as contribuições para a formação de professores na área da saúde é o objeto desse estudo. O ponto de partida é a formação de professores na área da saúde com vistas ao fortalecimento do SUS.

Referências

BRASIL. Conselho Nacional de Educação. Parecer CNE/CES n. 1133 de 07 de agosto de 2001. Institui as Diretrizes Curriculares Nacionais dos Cursos de Graduação em Enfermagem, Medicina e Nutrição. Diário Oficial da União: seção 1E, Brasília, p. 131, 2001c.

BRASIL. Conselho Nacional de Saúde. Relatório final da 8a Conferência Nacional de Saúde. Brasília: Ministério da Saúde, 1986.

BRASIL. Lei n. 8080 de 19 de setembro de 1990. Dispõe sobre os princípios e diretrizes do Sistema Único de Saúde. Diário Oficial da União: Brasília, 1990.

BRASIL. Ministério da Saúde. HumanizaSUS: Política Nacional de Humanização: a humanização como eixo norteador das práticas de atenção e gestão em todas as instâncias do SUS. Brasília: Ministério da Saúde, 2004.

DUARTE Newton. A individualidade para si. 3. ed. Campinas: Autores Associados, 2013.

ENGELS, Friedrich. O papel do trabalho na transformação do macaco em homem. 4. ed. São Paulo: Global, 1990.

FIGUEIREDO, Guilherme Assis. A aplicação da didática e dos saberes pedagógicos ao ensino superior. Rev. de Pesquisa e Educação Jurídica, Porto Alegre, v. 4, n. 2, p. 18-34. 2018.

FREITAS, Daniel Antunes et al. Saberes docentes sobre processo ensino-aprendizagem e sua importância para a formação profissional em saúde. Interface (Botucatu), v. 20, n. 1, p. 437-448. 2016.

GALVÃO, Ana Carolina; LAVOURA, Tiago Nicola; MARTINS, Lígia Marcia. Fundamentos da didática histórico-crítica. Campinas: Autores Associados, 2019.

LIBÂNEO, José Carlos. A Teoria do Ensino para o Desenvolvimento Humano e o Planejamento de Ensino. Educativa, v. 19, n. 2, p. 353-387, 2016.

LURIA, Alexander R. A atividade consciente do homem e suas raízes histórico-sociais. In: LURIA, Alexander R. Curso de psicologia geral. 2. ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1991.

MALANCHEN, Júlia. Cultura, conhecimento e currículo: contribuições da Pedagogia Histórico-Crítica. Campinas: Autores Associados, 2016.

MARTINS, Lígia Márcia. Os fundamentos psicológicos da Pedagogia Histórico-Crítica e os fundamentos pedagógicos da psicologia histórico-cultural. Revista Germinal: Marxismo e Educação em Debate, Salvador, v. 2, n. 2, p. 130-143, dez. 2013

MARTINS, Lígia Márcia; CARVALHO, Bruna; DANGIÓ, Meire Cristina Santos. O processo de alfabetização: da pré-história da escrita a escrita simbólica. Revista Psicologia Escolar e Educacional, São Paulo, v. 22, n. 2, p. 337-346, maio-ago. 2018.

MEZZALIRA, Daniela et al. Humanização na educação médica no Brasil. Research, Society and Ddevelopment, São Paulo, v. 11, n. 1, p. e57711125337. 2022.

PAIM, Jairnilson Silva. O que é o SUS. Rio de Janeiro: Fiocruz, 2009.

PAIM, Jairnilson Silva. Reforma sanitária e revolução passiva no Brasil. In: PAIM, Jairnilson Silva. Reforma sanitária brasileira: contribuição para a compreensão e crítica. Salvador: Edufba; Rio de Janeiro: Fiocruz, 2008. p. 291-322.

PALANGANA, Isilda Campaner. Desenvolvimento e aprendizagem em Piaget e Vigotski: a relevância do social. 6. ed. São Paulo: Summus, 2015.

PEREIRA, Ingrid D’Avilla Freire; LAGES, Itamar. Diretrizes curriculares para a formação de profissionais de saúde: competências ou práxis? Trabalho, educação e saúde, Rio de Janeiro, v. 11, n. 2, p. 319-338. 2013.

REGO, Teresa Cristina. Vygotsky: uma perspectiva histórico-cultural da educação. 25. ed. Petrópolis: Vozes, 2014.

SAVIANI, Dermeval. A pedagogia no Brasil. 2 ed. Campinas: Autores Associados, 2012.

SAVIANI, Dermeval. Pedagogia Histórico-Crítica: primeiras aproximações. 11. ed. Campinas: Autores Associados, 2013.

SAVIANI, Dermeval. Pedagogia Histórico-Crítica, quadragésimo ano: novas aproximações. Campinas: Autores Associados, 2019.

TEO, Carla Rosane Paz Arruda. Estágio de docência e formação de professores na área da saúde: uma revisão integrativa da literatura. Research, Society and Development, v. 10, n. 11, p. e577101119836. 2021.

TRIVIÑOS, Augusto Nibaldo Silva. Introdução à pesquisa em ciências sociais: a pesquisa qualitativa em educação. São Paulo: Atlas, 2017.

VÁZQUEZ, Adolfo Sanches. Filosofia da práxis. 4. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1977.

Downloads

Publicado

10/05/2023

Como Citar

MATTIA, B. J.; PAZ ARRUDA TEO, C. R. Trabalho, consciência e linguagem: fundamentos ontológicos para a formação humana de professores na área da Saúde. Debates em Educação, [S. l.], v. 15, n. 37, p. e14919, 2023. DOI: 10.28998/2175-6600.2023v15n37pe14919. Disponível em: https://seer.ufal.br/index.php/debateseducacao/article/view/14919. Acesso em: 27 set. 2023.

Edição

Seção

Dossiê Temático - Formação Docente: Políticas e Práticas sob a perspectiva Human

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)