Conscientização ambiental em construtos digitais de aprendizagem: a experiência do jogo “Guardiões das Águas”

Paulo Ricardo Santos, Débora Nice Ferrari Barbosa, João Batista Mossmann, Bernardo Benites Cerqueira, Yasmin dos Santos Etges

Resumo


Este trabalho apresenta um jogo multiplataformas (Tablets e Kinect), chamado “Guardiões das Águas. O jogo define-se como um Construto Digital de Aprendizagem (CDA) e tem o objetivo de promover a conscientização acerca do saneamento ambiental. Como metodologia, utilizou-se um modelo cíclico de desenvolvimento de softwares voltado para jogos, composto por cinco etapas: Inspiração, Conceito, Design, Desenvolvimento e Avaliação/Testagem. Após um período de 16 meses, foi oportunizada uma versão inicial do produto. Para validação deste CDA, foram aplicados testes com alunos de escolas públicas, de idades entre 8 e 12 anos. A resposta dos participantes ao CDA foi positiva pois o jogo possibilitou a identificação e reflexão acerca da temática proposta.

Palavras-chave


Jogos digitais; Saneamento ambiental; Educação.

Texto completo:

PDF

Referências


BABA, Y; TSCHANG, F. Ted. Product development in Japanese TV game software: The case of an innovative game. International Journal of Innovation Management, v. 5, n. 04, p. 487-515, 2001.

BRANCO, M. A. et. al. Dimensões dos jogos de ensino. ICECE 2013 - Congresso Internacional em Educação em Engenharia e Computação 2013. Anais do ICECE 2013, v. 8, p. 277-281, 2013. Disponível em: http://copec.eu/congresses/icece2013/proc/works/62.pdf . Acesso em 07set. 2019

CERQUEIRA, B.B.; ETGES, Y. S.; BARBOSA, D. N. F.; MOSSMANN, J. B. Processo de construção de jogos multimodais do laboratório de objetos de aprendizagem da Universidade Feevale. IN: Anais do Seminário de Games e Tecnologia – GAMEPAD. V. 11, p. 50 – 58, Novo Hamburgo, RS. 2018. Disponível em: https://www.feevale.br/Comum/midias/edeab030-33ef-4955-905f 5c909d8fbff5/Gamepad%202018.pdf Acesso em: 01 set. 2019

CHATELARD, D. S.; CERQUEIRA, A. C. O conceito de simbiose em psicanálise: uma revisão de literatura. Ágora (Rio J.), Rio de Janeiro, v. 18, n. 2, p. 257-271,dez. 2015. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S151614982015000200257&lng=en&nrm=iso. Acessoem: 08 set. 2019.

GROS, B. Digital games in education: The design of games-based learning environments. Journal of Research on Technology in Education, 40, 1-23. 2007. Disponívelem: https://files.eric.ed.gov/fulltext/EJ826060.pdf Acessoem: 04 set. 2019

HEIDRICH, R. O.; BRANCO, M. A.; MOSSMANN, J. B.; SCHUH, A. R.; JENSEN, E. Jogos digitais para interação com braincomputer interface para auxiliar no processo de inclusão escolar de pessoas com paralisia cerebral", p. 3397-3407 . In: Anais do 12º Congresso Brasileiro de Pesquisa e Desenvolvimento em Design [Blucher Design Proceedings, v. 9, n. 2]. São Paulo: Blucher, 2016

Gros, B. (2007). Digital games in education: The design of games-based learning environments.

Journal of Research on Technology in Education, 40, 1-23.

Gros, B. (2007). Digital games in education: The design of games-based learning environments.

Journal of Research on Technology in Education, 40, 1-23.

Gros, B. (2007). Digital games in education: The design of games-based learning environments.

Journal of Research on Technology in Education, 40, 1-23.

KANODE, C, M.; HADDAD, H. M. Software engineering challenges in game development. In: Information Technology: New Generations, 2009. ITNG'09. Sixth International Conference on. IEEE, 2009. p. 260-265

MANJULA, R.; CHAKRADHAR, R. M., SAI, C. M. Software Engineering Challenges in Game Development.International Journal for Research in Applied Science and Engineering Technology (IJRASET) Volume 4, Issue XI, 2016. Page No: ISSN : 2321-9653. Disponível em: https://www.ijraset.com/fileserve.php?FID=5768 Acesso em: 06 set. 2019

MELARÉ, D.;WAGNER, A. Objetos de Aprendizagem Virtuais: Material Didático para Educação Básica. In: Revista Latinoamericana de Tecnología Educativa. Universidad de Extremadura, Espanha, v. 4, n. 2, p. 73-84. 2005http://www.unex.es/didactica/RELATEC/sumario_4_2.html. Acesso em: 02 set. 2019

MOURA, A. Da Web 2.0 à Web 2.0 móvel: implicações e potencialidades na educação. Limite: Revista de Estudios Portugueses y de laLusofonía. nº 4, 2010, pp. 81-10.

PONCIANO, E. F.; SANTOS, A. C.; OLIVEIRA, R. N. C. A educação ambiental como estratégia de emancipação dos sujeitos: um estudo da política de saneamento ambiental desenvolvida pela Fundação Nacional de Saúde –FUNASA. IN: Revista Caminhos de Geografia, v. 15 n. 49. p.175 – 181. Uberlândia, MG, 2014. Disponível em: http://www.seer.ufu.br/index.php/caminhosdegeografia/article/view/22780/14369 Acesso em: 05 set. 2019

PRENSKY, M. Digital natives, digital immigrants, Part II: Do they really thinkdifferently? OntheHorizon. pp. 1–9. 2001 Disponível em: https://www.marcprensky.com/writing/Prensky%20-%20Digital%20Natives,%20Digital%20Immigrants%20-%20Part2.pdf Acesso em: 07 set. 2019

VALADARES, V.C.; FARDIN, W.J.; MOSSMANN, J.B.; BRANCO, M.Á.; BEZ, M.R.; MENDERS, T.G. "Desenvolvimento e Aplicação do CDA Introdução aos Estudos Virtuais". RENOTE, 12-2, 2014, 10p. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/renote/article/view/53456 Acesso em: 02 set. 2019.




DOI: https://doi.org/10.28998/2175-6600.2020v12n27p593-614

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

_________________________________________________________________________________________________________________________

CONTATO:

E-mail: debatesemeducacao@gmail.com

Universidade Federal de Alagoas – UFAL
Centro de Educação – CEDU
Programa de Pós-graduação em Educação – PPGE
Campus A. C. Simões
Av. Lourival Melo Mota, s/n - Tabuleiro do Martins
57072-900 - Maceió - AL, Brasil.
Telefone: +55 82 3214 1196
Link: http://www.seer.ufal.br/index.php/debateseducacao/

ISSN ELETRÔNICO: 2175-6600

DOI (Digital Object Identifier - Identificador de Objeto Digital)

Em 14 de dezembro de 2017, a Revista Debates em Educação passou a atribuir o DOI às suas publicações, padrão para identificação de documentos em redes digitais. 

Prefixo: 10.28998/2175-6600

QUALIS/CAPES (2013 - 2016):

– Ensino B1
– Interdisciplinar B4
– Letras / Linguística B4
– Psicologia B4
– Comunicação e Informação B4
– Sociologia B4
– Educação B5

PERIODICIDADE – QUADRIMESTRAL

De 2009 a 2016, a periodicidade da Revista Debates em Educação era semestral. A partir de 2017, a revista se tornou quadrimestral, de acordo com as datas abaixo:

– Primeiro quadrimestre: jan./abr. - limite para publicar a edição 30 abril.
– Segundo quadrimestre: maio/ago. - limite para publicar a edição 31 agosto.
– Terceiro quadrimestre: set./dez. - limite para publicar a edição 31 dezembro.

Os dizeres acima dizem respeito somente à data de publicação da edição e não ao envio de artigos.

O recebimento de artigos caracteriza-se por fluxo contínuo sem que seja possível prever a data de sua publicação.

________________________________________________________________________________________________________________________

A Revista Debates em Educação foi contemplada com o Edital Fapeal Nº 5/2016 Apoio à Editoração e Publicação de Periódicos Científicos e com o Edital Fapeal Nº 9/2018 Apoio à Editoração e Publicação de Periódicos Científicos.

________________________________________________________________________________________________________________________

A Revista Debates em Educação está indexada nas seguintes bases científicas.

 

. Open Journal Systems (OJS);

. Portal de Periódicos da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES);

. Sistema Regional de Información en Línea para Revistas Científicas de América Latina, el Caribe, España y Portugal (Latindex);

. Citas Latinoamericanas en Ciencias Sociales y Humanidades (CLASE);

. Diretório de Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras (Diadorim);

. Directory of Open Access Journals (DOAJ);

Indice de Revistas de Educación Superior e Investigación Educativa (IRESIE);

European Reference Index for the Humanities (ERIH);

. Google Scholar;

. Clasificación Integrada de Revistas Científicas (CIRC);

. Periódicos de livre acesso (LivRe);

. Red Iberoamericana de Innovación y Conocimiento Cientifico (REDIB);

. Sumários de Revistas Brasileiras (Sumários.org);

. Journals for Free (J4F);

. Information Matrix for the Analysis of Journals (MIAR);

. Directory of Research Journals Indexing (DRJI);

. Elektronische Zeitschriftenbibliothek (EZB);

. Bielefeld Academic Search Engine (BASE);

. World Catalog (WorldCat);

Finna | Satakunta University of Applied Sciences Library;

. CiteFactor;

International Institute of Organized Research (I2OR).

 

                 

_________________________________________________________________________________________________________________________

Licença Creative Commons

Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.