Contribuições da monitoria acadêmica na formação do aluno-monitor do curso de Enfermagem: relato de experiência

Daniele Cristina Alves Fernandes, Helder Matheus Alves Fernandes, Elane da Silva Barbosa, Márcia Jaínne Campelo Chaves, Silvia Maria Nóbrega-Therrien

Resumo


A monitoria é considerada uma modalidade de ensino-aprendizagem, dentro das necessidades de formação acadêmica, destinada aos alunos de graduação, contribuindo para o seu processo formativo. Desse modo, objetiva-se relatar a contribuição da monitoria acadêmica na formação do aluno-monitor do curso de Enfermagem da Faculdade de Enfermagem Nova Esperança de Mossoró – FACENE/RN. Trata-se de relato de experiência, elaborado a partir dos registros do monitor das atividades realizadas na disciplina Semiologia e Semiotécnica, ministrada no referido curso. Logo, destaca-se que a experiência como monitor proporcionou um olhar mais crítico e técnico acerca do exercício da Enfermagem, bem como a aproximação das atividades de ensino, o que favoreceu a sensibilização sobre a relevância dos saberes pedagógicos. No que tange às dificuldades para a realização da monitoria, tem-se a incompatibilidade de horários do monitor com os alunos e, principalmente, o déficit de conhecimento de quem o procura acerca da finalidade da monitoria acadêmica. Conclui-se que a monitoria trata-se de experiência que se configura como uma fonte de saberes e práticas na formação para a Enfermagem, assim como de iniciação à prática docente.

Palavras-chave


Aluno-monitor. Enfermagem. Ensino. Aprendizagem.

Texto completo:

PDF

Referências


ANDRADE, E. G. R.; RODRIGUES, I. L. A.; NOGUEIRA, L. M. V. N.; SOUZA, D. F. Contribuição da monitoria acadêmica para o processo ensino e aprendizagem na graduação em enfermagem. Revista Brasileira de Enfermagem, Brasília, v. 71, sup. 04, p.1690-1698, 2018. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/reben/v71s4/pt_0034-7167-reben-71-s4-1596.pdf. Acesso em: 29 nov. 2019.

BOTELHO, L. V.; LOURENÇO, A. E. P.; LACERDA, M. G.; WOLLZ, L. E. B. Monitoria acadêmica e formação profissional em saúde: uma revisão integrativa. ABCS Health Sciencies, Macaé, v.44, n. 01, p.67-74, 2019. Disponível em: https://www.portalnepas.org.br/abcshs/article/view/1140/836. Acesso em: 29 nov. 2019.

CHAVES, M. J. C.; BARBOSA, E. da S.; NÓBREGA-THERRIEN, S. M. Influência da monitoria acadêmica na formação do ser docente na enfermagem: um relato de experiência. Revista Cocar, Belém, v. 11, n. 22, p. 202 - 227, 2018. Disponível em: https://paginas.uepa.br/seer/index.php/cocar/article/view/1604 Acesso em: 29 nov. 2019.

DANTAS, O. M. Monitoria: fonte de saberes à docência superior. Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos, Brasília, v. 95, n. 241, p.567-589, set./dez., 2014. Disponível em http://www.scielo.br/pdf/rbeped/v95n241/07.pdf. Acesso em: 29 nov. 2019.

FERNANDES, J.; ABREU, T. A.; DANTAS, A. J. L.; SILVA, A. M. S. Influência da Monitoria Acadêmica no Processo de Ensino e Aprendizagem da Psicologia. Clínica & Cultura, Aracajú, v. 02, n. 01, p.36-43, jul.- dez., 2016. Disponível em: https://seer.ufs.br/index.php/clinicaecultura/article/download/5650/6220. Acesso em: 29 nov. 2019.

FREIRE, P. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra, 2005.

FRISON, L. M. B. Monitoria: uma modalidade de ensino que potencializa a aprendizagem colaborativa e autorregulada. Pro-Posições, Campinas, v. 27, n. 01, p.133 -153, 2016. Disponível em http://www.scielo.br/pdf/pp/v27n1/1980-6248-pp-27-01-00133.pdf. Acesso em: 29 nov. 2019.

MORELATTO, T.; SOPPELS, J. J. C. Projeto aluno monitor de matemática. Scientia Cum Industria, Porto Alegre, v.04, n.04, p.207-211, 2016. Disponível em: http://www.ucs.br/etc/revistas/index.php/scientiacumindustria/article/view/4900/pdf. Acesso em: 29 nov. 2019.

OLIVEIRA, G. C.; SOUZA, F. P.; SILVA, E. N. Papel da monitoria na formação acadêmica: um relato de experiência. Revista de Pesquisa Interdisciplinar, Cajazeiras, n. 02, suplementar, p. 924-926, set.-dez., 2017. Disponível em: http://revistas.ufcg.edu.br/cfp/index.php/pesquisainterdisciplinar/article/view/367/pdf. Acesso em: 29 nov. 2019.

SANTOS, M. M.; LINS, N. M. A monitoria como espaço de iniciação à docência: possibilidades e trajetórias. Natal: EDUFRN, 2007.

SANTOS, G. M.; BATISTA, S. H. S. S. Monitoria acadêmica na formação em/para a saúde: desafios e possibilidades no âmbito de um currículo interprofissional em saúde. ABCS Health Sciences, Santos, v. 40, n. 03, p. 203-207, 2015. Disponível em: https://www.portalnepas.org.br/abcshs/article/view/796/691. Acesso em: 27 nov. 2019.

SANTOS, Â. R.; SENA, P. F.; ROCHA, S. H. X.; AQUINO, J. A. O. Ensino de graduação e inclusão social: uma experiência do programa de monitoria da UFOPA. Nuances: estudos sobre educação, Presidente Prudente, v. 26, n. 02, p. 53-73, maio-ago., 2015. Disponível em: http://www.ufopa.edu.br/media/file/site/proen/documentos/2019/2f46819307a5fbe0c7388b049fb1370f.pdf. Acesso em: 29 nov. 2019.

SOUSA, J. G.; LIMA, I. C.; PINHO, H. O. Dificuldades encontradas na realização do processo de monitoria: um relato de experiência. Anais da XIII Semana acadêmica - Conexão Fametro 2017: arte e conhecimento. Fortaleza: FAMETRO, 2017. p.1 - 4. Disponível em: https://doity.com.br/media/doity/submissoes/artigo-0afd01b49b1520c3caa9b3566e375917eec90b2c-arquivo.pdf Acesso: 30 nov. 2019.

SOUSA, E. K. S.; MORAIS, E. J. S.; ARAÚJO, T. L. B.; ALMEIDA, C. A. P. L. A experiência da monitoria acadêmica e as contribuições para a docência: relato de experiência. Brazilian Journal of Surgery and Clinical Research, Teresina, v.20, n.3 p.54 - 57, set. – nov., 2017. Disponível em: https://www.mastereditora.com.br/periodico/20171104_141825.pdf. Acesso em: 29 nov. 2019.




DOI: https://doi.org/10.28998/2175-6600.2020v12n27p316-329

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

_________________________________________________________________________________________________________________________

CONTATO:

E-mail: debatesemeducacao@gmail.com

Universidade Federal de Alagoas – UFAL
Centro de Educação – CEDU
Programa de Pós-graduação em Educação – PPGE
Campus A. C. Simões
Av. Lourival Melo Mota, s/n - Tabuleiro do Martins
57072-900 - Maceió - AL, Brasil.
Telefone: +55 82 3214 1196
Link: http://www.seer.ufal.br/index.php/debateseducacao/

ISSN ELETRÔNICO: 2175-6600

DOI (Digital Object Identifier - Identificador de Objeto Digital)

Em 14 de dezembro de 2017, a Revista Debates em Educação passou a atribuir o DOI às suas publicações, padrão para identificação de documentos em redes digitais. 

Prefixo: 10.28998/2175-6600

QUALIS/CAPES (2013 - 2016):

– Ensino B1
– Interdisciplinar B4
– Letras / Linguística B4
– Psicologia B4
– Comunicação e Informação B4
– Sociologia B4
– Educação B5

PERIODICIDADE – QUADRIMESTRAL

De 2009 a 2016, a periodicidade da Revista Debates em Educação era semestral. A partir de 2017, a revista se tornou quadrimestral, de acordo com as datas abaixo:

– Primeiro quadrimestre: jan./abr. - limite para publicar a edição 30 abril.
– Segundo quadrimestre: maio/ago. - limite para publicar a edição 31 agosto.
– Terceiro quadrimestre: set./dez. - limite para publicar a edição 31 dezembro.

Os dizeres acima dizem respeito somente à data de publicação da edição e não ao envio de artigos.

O recebimento de artigos caracteriza-se por fluxo contínuo sem que seja possível prever a data de sua publicação.

________________________________________________________________________________________________________________________

A Revista Debates em Educação foi contemplada com o Edital Fapeal Nº 5/2016 Apoio à Editoração e Publicação de Periódicos Científicos e com o Edital Fapeal Nº 9/2018 Apoio à Editoração e Publicação de Periódicos Científicos.

________________________________________________________________________________________________________________________

A Revista Debates em Educação está indexada nas seguintes bases científicas.

 

. Open Journal Systems (OJS);

. Portal de Periódicos da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES);

. Sistema Regional de Información en Línea para Revistas Científicas de América Latina, el Caribe, España y Portugal (Latindex);

. Citas Latinoamericanas en Ciencias Sociales y Humanidades (CLASE);

. Diretório de Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras (Diadorim);

. Directory of Open Access Journals (DOAJ);

Indice de Revistas de Educación Superior e Investigación Educativa (IRESIE);

European Reference Index for the Humanities (ERIH);

. Google Scholar;

. Clasificación Integrada de Revistas Científicas (CIRC);

. Periódicos de livre acesso (LivRe);

. Red Iberoamericana de Innovación y Conocimiento Cientifico (REDIB);

. Sumários de Revistas Brasileiras (Sumários.org);

. Journals for Free (J4F);

. Information Matrix for the Analysis of Journals (MIAR);

. Directory of Research Journals Indexing (DRJI);

. Elektronische Zeitschriftenbibliothek (EZB);

. Bielefeld Academic Search Engine (BASE);

. World Catalog (WorldCat);

Finna | Satakunta University of Applied Sciences Library;

. CiteFactor;

International Institute of Organized Research (I2OR).

 

                 

_________________________________________________________________________________________________________________________

Licença Creative Commons

Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.