Processo de recontextualização curricular pós-BNCC

experiência de uma rede municipal de ensino

Autores

  • Andréia Stochero Binelo Universidade Comunitária da Região de Chapecó
  • Marilandi Maria Mascarello Vieira Unochapeco

DOI:

https://doi.org/10.28998/2175-6600.2022v14n36p379-400

Palavras-chave:

Políticas curriculares, Recontextualização curricular, Prática docente

Resumo

Com a aprovação da Base Nacional Comum Curricular as redes de ensino devem reelaborar seus currículos, o que tem gerado dúvidas sobre como interpretar e traduzir esse processo na prática educativa. Assim, o objetivo deste artigo é apresentar uma análise sobre como os professores dos anos iniciais do ensino fundamental da rede municipal de ensino de Chapecó-SC estão recontextualizando o currículo nas práticas educativas. Tem como base teórica o ciclo de políticas de Stephen Ball e a transposição didática, de Chevallard. Trata-se de pesquisa quali-quantitativa realizada em 2020 por meio de análise dos currículos estadual e municipal e aplicação de questionário a docentes de uma instituição municipal. Os dados indicam que os professores promoveram alterações no planejamento das aulas, mas poucas mudanças na sua prática docente, especialmente tendo em vista a realização de aulas remotas e o limite nas interações que auxiliam o entendimento do currículo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Andréia Stochero Binelo, Universidade Comunitária da Região de Chapecó

Mestre em Educação na Universidade Comunitária Regional de Chapecó - Unochapecó. Bolsista Capes. Dissertação: Participação e práticas docentes de professores no processo de (re)construção curricular: apontamentos a partir da experiência da rede municipal de ensino de Chapecó. Orientadora Profª. Drª. Marilandi Maria Mascarello Vieira. Licenciatura em Pedagogia Habilitação em Educação Infantil e Séries Iniciais na Universidade Comunitária da Região de Chapecó (2006) e graduação em Educação Especial pela Universidade Comunitária da Região de Chapecó (2014). Especialização em psicopedagogia e Formação da Currículo. Atualmente é Assistente de Educação da EEB Professora Lourdes Angela Sarturi Lago e professora no CEIM Universo da Criança.

Referências

ALMOULOUD, Saddo Ag. As transformações do saber científico ao saber ensinado. Educar em Revista, Curitiba, n. especial, 2011, p. 191-210.

ALVES FILHO, José de Pinho. Regras da transposição didática aplicada ao laboratório didático. Caderno Catarinense de Ensino de Física, Florianópolis, v. 17, n. 2, p. 174-188, ago.2000.

BITTENCOURT, Zoraia Aguiar; MOROSINI, Marília Costa. Programa Mais Educação como política de educação integral: uma análise a partir da abordagem do ciclo de políticas. Revista Práxis Educativa, Ponta Grossa. v. 10, n. 2, p. 559 a 883, jul/dez.2015.

CORRÊA, Adriana; MORGADO, José Carlos. A construção da BNCC no Brasil: tensões e desafios. Revista UDESC, Florianópolis, v. 3, p. 6 - 12, 2018.

CHAPECÓ, Secretária de Educação. Currículo Base do Ensino Fundamental. Chapecó-SC, 2019.

CHEVALLARD, Yves. La transposición didáctica: del saber sabio al saber enseñado. 3.ed. Buenos Aires: Aique Grupo Editor S. A., 1991.

CHEVALLARD, Yves. Sobre a teoria da transposição didática: algumas considerações introdutórias. Revista de Educação, Ciências e Matemática, v.3 n.2 mai.ago. 2013.

FÁVERO, Altair Alberto; CENTENARO, Junior Bufon. A pesquisa documental nas investigações de políticas educacionais: potencialidades e limites. Revista Contrapontos. Itajaí, v. 19, n.1, jan/dez 2019.

LOPES, Alice C.; MACEDO, Elizabeth. Teorias do currículo. São Paulo: Cortez, 2011.

MAINARDES, Jefferson. A pesquisa no campo da política educacional: perspectivas teóricas epistemológicas e o lugar do pluralismo. Revista Brasileira de Educação, Rio de Janeiro, v. 23, 2018.

MAINARDES, Jefferson; MARCONDES, Maria Inês. Entrevista com Stephen J. Ball: um diálogo sobre justiça social, pesquisa e política educacional. Educação & Sociedade, Campinas, v. 30, n. 106, p. 303-318, jan.abr.2009.

MAINARDES, Jefferson. Abordagem do ciclo de políticas: uma contribuição para a análise de políticas educacionais. Educação & Sociedade, Campinas, v. 27, n. 94, p. 47-69, jan.abr.2006.

MELZER, Ehrick Eduardo Martins. A teoria de Chevallard e Fleck: relações entre a transposição didática e o tráfego de pensamentos. Educere - XII Congresso Nacional de Educação. PUCPR 26 a 29 nov.2015. Disponível em: https://educere.bruc.com.br/arquivo/pdf2015/16730_11057.pdf Acesso em: 15.out.2020.

MENDOZA, Miguel Angel Gómez. La transposicón didáctica: historia de un concepto. Revista Latinoamericana de Estudos Educativos, v. 1, p. 83-115, jul/dic. 2005.

OLIVEIRA, Nucia A. S.; ROSA, Helena A.; SILVA, Denize A. A história no currículo Base do Território Catarinense. Fronteiras: Revista Catarinense de História, n.34, 2019.

PAVEZI, Marilza. Contribuições da teoria da atuação: análise a partir de uma pesquisa sobre políticas de Educação Especial no contexto da prática. Revista de Estudios Teóricos y Epistemológicos en Política Educativa, v. 3, p. 1-19, 2018.

ROSA, Sanny Silva da. Uma introdução às ideias e às contribuições de Stephen J. Ball para o tema da implementação de políticas educacionais. Revista de Estudios Teóricos y Epistemológicos em Política Educativa. v. 4, p. 1-17, 2019.

SANTA CATARINA. Governo do Estado. Secretaria de Estado da Educação. Currículo Base da Educação Infantil e do Ensino Fundamental do Território Catarinense. Florianópolis, 2019. Disponível em:

www.sed.sc.gov.br › documentos › curriculo-base-sc › 018-curriculo-base-. Acesso em: 15 dez.2019.

SILVA, Vanessa Silva da. Base Nacional Comum Curricular: uma análise crítica do texto da política. 2018. 198f. Dissertação (Mestrado em Educação). Faculdade de Educação, Universidade Federal de Pelotas, Pelotas, RS, 2018.

TEDESCO, Anderson Luiz; SCHWENGBER, Ivan Luís. De Husserl a Freire: reflexões sobre o conceito de competência na Base Nacional Comum Curricular. Revista de Estudios Teóricos y Epistemológicos en Política Educativa, v. 5, p. 1-12, 2020.

THIESEN, Juares da Silva. Política curricular: discursos, (con)textos e práticas. Curitiba, PR: CRV, 2013.

Downloads

Publicado

2022-12-23

Como Citar

BINELO, Andréia Stochero; VIEIRA, Marilandi Maria Mascarello. Processo de recontextualização curricular pós-BNCC: experiência de uma rede municipal de ensino. Debates em Educação, [S. l.], v. 14, n. 36, p. 379–400, 2022. DOI: 10.28998/2175-6600.2022v14n36p379-400. Disponível em: https://seer.ufal.br/index.php/debateseducacao/article/view/13390. Acesso em: 19 jul. 2024.

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.